O Segredo da Exaltação Suprema

0

Por que nosso Senhor Jesus Cristo recebeu um nome que é sobre todo o nome?
Não foi certamente por ter realizado conquistas extraordinárias pela força das armas ou por meio de estratégias políticas, ou ainda pelo grande poder financeiro, conforme é o modo dos grandes nomes do mundo.

Ele recebeu este nome exaltado da parte do Pai porque sendo Deus se humilhou até o extremo da humilhação da morte na cruz, mas humilhação esta que demonstrou durante toda a sua peregrinação terrena, tendo em vista a nossa salvação.
A breve citação de Hebreus 5.8 muito nos ajuda a compreender a essência profunda desta humildade de nosso Senhor, à qual Ele nos convoca a imitá-lo quando disse que deveríamos aprender dele que é manso e humilde de coração (Mateus 11.29).
“embora sendo Filho, aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu” (Hebreus 5.8)
O verbo aprender do texto foi vertido da palavra do original grego manthano que é usada em outras passagens do Novo Testamento com o significado de saber, compreender, entender, além do de aprender, conforme podemos verificar nos versículos que destacamos a seguir:

Atos 23.27 Este homem foi preso pelos judeus, e estava a ponto de ser morto por eles quando eu sobrevim com a tropa e o livrei ao saber (manthano) que era romano.

Gálatas 3.2 Só isto quero saber (manthano) de vós: Foi por obras da lei que recebestes o Espírito, ou pelo ouvir com fé?
Então houve uma manifestação prática da parte de nosso Senhor da Sua perfeita obediência ao Pai, em meio a tudo o que Ele sofreu neste mundo.
Quando estava em glória no céu, antes da sua encarnação, não podia exibir, por exemplo, a Sua paciência e longanimidade, pois nenhum anjo no céu ousaria cuspir-lhe na face, conforme fizeram com Ele quando aqui caminhou.

Ele manteve a Sua missão apesar de toda a forte oposição que sofreu da parte dos pecadores. Ele demonstrou ser manso e humilde apesar das injúrias que sofreu.
Veja que não foi por motivo de ser inferior ou pecador que era humilde. Não. A humildade e mansidão são inerentes à Sua essência. Elas são partes integrantes da nova natureza celestial que recebemos na conversão, e que devemos desenvolver, assim como as demais graças e virtudes de Cristo.
Desta forma, somos chamados a aprender da Sua humildade e mansidão, não propriamente por sermos pecadores; pois não é este o verdadeiro motivo para sermos humildes.

Pela humildade de espírito mostramo-nos abertos, receptivos aos ensinos e ordenanças de Deus. Vivemos na prática o “faça-se a Tua e não a nossa vontade”, do mesmo modo que Jesus nos ensinou isto de modo prático, e sempre dizia que nada fazia senão aquilo que era da vontade do Pai, e que era este todo o Seu prazer e alimento.
Por isso Deus exalta a quem se humilha, e humilha a quem se exalta.
Devemos aprender o significado disso na prática, pois veremos que somos mais honrados por Deus à medida em que somos mais humildes perante Ele e todos os homens, fazendo a Sua vontade de bom ânimo e de coração em meio a todas as oposições e injúrias que possamos sofrer.
Importa manter a missão de pregar e ensinar o evangelho a todas as pessoas, e certamente não poderemos obedecer a esta grande e principal ordenança de Deus para nós caso não sejamos mansos e humildes de coração.

 


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here