Desdramatizando

0

O ser humano adora fazer “drama”. Uma simples dor de cabeça, se pretender ser convincente, precisa ser uma dor “insuportável”. Uma leve indisposição, ganha o status de “gravíssima”.

Podemos sorrir, podemos fazer outros rirem, então porque fingir que estamos a chorar para chamar a atenção de todos? Podemos admitir a dura realidade da vida, não precisamos ser insensíveis ao causticante calor das provações, porém, não será mais fácil fazermos das tristezas, degraus para nosso crescimento?
A nossa melhor prestação não é, quando fazemos “drama”, mas quando fazemos da vida uma divina comédia. Um profundo senso de humor sempre, um profundo esforço para enxergar o melhor de tudo, em todo tempo. Rir das impossibilidades, desdramatizando-nos dia após dia, policiando-nos desse sentimento.

Fazer drama, debita-nos, olharmos por um outro prisma, credita-nos. Toda vez que nos fazemos vítimas, a vida vai esvaindo-se, desperdiçando-se. Sempre que procuramos a força que não temos, e com coragem enfrentamos sem retroceder os desafios, ganhamos a força que achávamos que não tínhamos, soma-se a nossa alma, uma vontade de viver que nos entusiasma, nos lança para frente, nos arremessa para mais perto dos nossos objetivos.
Os que estão em Jesus não fazem “drama” e nas Escrituras Sagradas encontram o script para a vida tornar-se, apesar de tudo, uma comédia!

“Mas os que esperam no senhor renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam”. Is 40:31

Sem drama
Andre Luiz


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here