A Desburocratização De Deus

0

Houve uma época que Deus percebeu que era impossível para o homem ser salvo através da Lei, ou seja, através de ordenanças, sacrifícios e rituais. Foi ai que Ele enviou a si mesmo, através de Jesus, para que todos passassem a gozar de seu Amor, através de Sua Graça redentora. Antes de Jesus morrer e ressuscitar havia no templo um lugar denominado de “Santo dos Santos”. Esse lugar era separado por uma grande cortina de tecido e nele o Sumo Sacerdote entrava, uma vez por ano, para espiar os pecados de todos.

O lugar, onde a presença de Deus estava representada pela Arca da Aliança, era tão santo que o Sumo Sacerdote tinha que está íntegro, sem pecado algum. Para isso os Sacerdotes amarravam uma corda em sua cintura e o colocava, em seu tornozelo, um sino para que, se por acaso, ele fosse fulminado pelo poder de Deus, todos o puxavam para fora. Até que um dia Deus enviou Jesus e esse imenso pano que separava o homem de Sua presença fora rasgado de cima até embaixo (E eis que o véu do santuário se rasgou em dois, de alto a baixo; a terra tremeu, as pedras se fenderam (Mateus 27;51), dando livre acesso a todos os que queiram se achegar a Sua presença. Portanto, você não precisa de interlocutores, mediadores, atravessadores e outros “dores” para se achegar a Deus, a não ser através de Jesus, basta, tão somente, crer. Pois “o fim da lei é Cristo, para justiça de todo aquele que crê’ Rom. 10:4.

E não existe outro mediador entre Deus e os homens senão Jesus, o Justo – 1 Timoteo 2:5 .

Todos os profetas, sacerdotes, santos e, até mesmo Maria, mãe de Jesus, necessitaram de serem salvos por Ele. Foi quando ela mesma, com grande sabedoria, disse: “Minha alma engrandece ao Senhor e meu espírito se alegra em Deus meu Salvador” Lucas 1:46;47. É, todos precisamos de Deus, em todas as religiões ou credos. Só precisamos saber se nossa religião ou crença nos religa a Deus, através de Sua Graça ou ainda vivemos o período das ordenanças, sacrifícios de animais, rituais, mantras ou orações de vãs repetições que não conseguem sensibilizar Deus. Não há o que possa separar você de Deus a não ser o pecado, claro! E, pecadores todos nós somos, a diferença está em ser “pecador” ou “pecador perdoado”(arrependido), em busca do conserto.

Você pode se achegar a Deus em qualquer lugar que estiver, seja no carro, em sua casa, no seu trabalho, até mesmo no banheiro você pode se aproximar de Deus através de suas orações, em nome de Jesus. Deus é simples, nós o complicamos! O imaginamos como um velhinho barbudo, sentado num trono e dizendo: “ você vai pro céu, você aí não, você vai pro inferno!”. Quando, na verdade, Ele não nos enxerga dessa forma, como pecadores, miseráveis ou “sem noção” como se fala hoje. Ele nos imagina e nos vê como filhos, herdeiros do Seu Reino e Coerdeiros com Cristo. Passemos a olhar as pessoas assim também, sem olhar para sua crença, seu modo ou estilo de vida. Vamos enxergá-los como Deus nos enxerga e procurar levá-los e apresenta-lós, tão somente, ao seu Grande Amor (Jesus: a essência do amor de Deus), quem sabe ele reconheça Esse Amor, se arrependa de seus erros, procure acertar, O receba e faça a Sua vontade. Possa ser que diminuam os nomes ou “marcas” das igrejas e multipliquem o número dos Cristãos.

Que bom que ainda vivamos num período de Graça, ainda podemos decidir algo por nós.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here