Capa

O Titanic e a Predestinação

Previous Article
Religião ou Evangelho?
Comments (2)
  1. Cleber disse:

    Uma pena que o artigo se escore naquela lenda da “barca da salvação”, criada pela Bíblia de Estudo Pentecostal… Deus não predestina coisas, instituições, ele predestina indivíduos. Os exemplos são abundantes na Bíblia. Sem a divina predestinação, não haveria necessidade de Cristo ter morrido na cruz em nosso lugar, não haveria necessidade de justificação pelo sangue do Cordeiro – uma vez que, em última análise, a eficácia do processo caberia exclusivamente à vontade humana, tampouco alguém se aproximaria de um Deus que sequer conhece. O livre arbítrio é uma heresia greco-romana, com raízes no hinduísmo, em que o homem é a medida de todas as coisas, inclusive da salvação. Se dependesse da vontade humana, o Titanic teria afundado no mar do inferno, pois homem que é homem não vai querer se aproximar de Deus, uma vez totalmente caído e depravado.

  2. Evandro Silva disse:

    Belo estudo Bíblico, bastante esclarecedor. Gostaria que fosse publicado um estudo mais aprofundado, que ressaltasse os fundamentos bíblicos da doutrina calvinista, porque não consigo entender como podem interpretar a Bíblia dessa forma, porque a Bíblia que leio em toda parte proclama: “expiação universal pelo sangue de Jesus”. Sei que, durante os séculos, houve muita dissidência entre Arminianos e Calvinistas, e contendas, e até derramamento de sangue e também sei que foi escrito “evita questões tolas… porque são inúteis e vãs” (Ti 3:9). Mas meus irmãos, isso é muito sério. Se existe um só Salvador e um só caminho, então há uma só verdade e interpretação.

    Com certeza alguns foram eleitos, mas para o bem de muitos. Como Paulo, que foi escolhido instrumento do Senhor para pregar aos gentios o Evangelho, e salvar a muitos, e até hoje suas palavras ecoam em nossos corações. E com certeza, o Senhor é soberano até sobre o tempo. Mas se Ele já sabe de tudo que está por vir, isso não quer dizer que tudo seja escolha dEle, porque o desejo do Senhor é este: a nossa Santificação (I Tes 4:3), que é por Jesus Cristo.

    A ninguém julgo a não ser a mim mesmo, porque se alguém me dissesse quando eu era um pouco mais fraco: “Você se arrependeu, está salvo”, não sei se faria em outra coisa a não ser negligenciar tudo e a todos. Mas é esta a Divina Graça do Senhor? E se sou um recém convertido, e estou tendo dificuldades em me firmar, o que me diriam? “Desista, você não foi eleito?” A isso se reduziu o Evangelho de Cristo? E onde está a piedade? (I Tim, 6:3-4). Mas, o Senhor me diz para perseverar, portanto jamais desistirei (Lc 13:24). E se sou eleito e cometi um grande pecado? “Relaxa, porque era para acontecer assim?” Eu culparei a Deus, que é Justo e Santo, pelo meu pecado? De jeito nenhum. Mas, se eu sou o grande responsável pelos meus pecados e pelas minhas escolhas, é justamente isso que me motivará a negar a mim mesmo e lutar pela Santidade e Luz Divina, e manter os meus olhos abertos, e perseverar em oração e estudo da Palavra e em toda boa obra, e com todo o cuidado, ponderar minhas decisões, e em tudo buscar com todo o coração a Graça do Senhor. Mas tudo isso se resume nesta ordem direta do Senhor Jesus: “Vigiai” (Mt 24:42).

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

O Estudos Gospel+ é um espaço onde se coloca estudos bíblicos, voltado ao público cristão.

Aproveite o conteúdo e compartilhe o conhecimento através das redes sociais.