O Dia Em Que Jesus Queria Desistir Da Humanidade

0

Nesta semana de que antecede a Páscoa geralmente refletimos e nos lembramos dos momentos de agonia que Jesus passou na cruz, mas quero falar não da sexta-feira, mas sim da quinta-feira, mais precisamente a madrugada de quinta para sexta. A bíblia nos conta que Jesus estava muito angustiado quando percebeu que era chegada a hora de enfrentar a cruz. Se nós quando estamos para enfrentar um problema, uma situação tensa que temos que resolver, nos angustiamos muito, imagina como não estava Jesus, que também tinha seu lado humano, apesar de ser o filho de Deus. E veja o que Jesus pediu ao pai em sua angustia no jardim do Getsêmani naquela noite de quinta-feira:

“Levou consigo Pedro, Tiago e João, e começou a ficar aflito e angustiado. E lhes disse: ‘A minha alma está profundamente triste, numa tristeza mortal. Fiquem aqui e vigiem’. Indo um pouco mais adiante, prostrou-se e orava para que, se possível, fosse afastada dele aquela hora. E dizia: ‘Aba, Pai, tudo te é possível. Afasta de mim este cálice; contudo, não seja o que eu quero, mas sim o que tu queres’”. (Marcos 14:33-36)

Jesus se angustiou de tal forma, que suplicou a Deus que fosse passada dele aquele hora, pois para Deus tudo era possível, Jesus não estava mais querendo enfrentar aquela Cruz, ele sabia que o peso era muito grande. No evangelho de Lucas capítulo 22: Vs. 44, há o relato que “Estando angustiado, ele orou ainda mais intensamente; e o seu suor era como gotas de sangue que caíam no chão”. Jesus pediu três Vezes a Deus que fosse passada dele aquela situação, para um judeu pedir três vezes, é porque a dor e angustia realmente é muita. Jesus porém com toda sua autoridade poderia desistir sem pedir a Deus, mas note que na oração ele frisa: “…contudo, não seja o que eu quero, mas sim o que tu queres”. Jesus se submeteu a vontade do Pai, mesmo suando gotas de sangue Lucas conta no vs. 43 do capítulo 22 que um anjo aparecia e lhe confortava, e depois de orar três vezes, veja como Jesus reage em Marcos 14:41-42:

“Voltando pela terceira vez, ele (Jesus) lhes disse: ‘Vocês ainda dormem e descansam? Basta! Chegou a hora! Eis que o Filho do homem está sendo entregue nas mãos dos pecadores.
Levantem-se e vamos! Aí vem aquele que me trai!’ “.

A Bíblia não relata, mas imagino que nessa última vez que ele orou, o anjo lhe confortou , como quem dissesse: “Não tem outro modo, você tem que enfrentar essa dor e essa cruz se quiser dar uma nova chance para a humanidade se redimir”, e Jesus prontamente se levanta e declara dizendo que ele vai até o fim, que ele não desistiu não, que ele ia enfrentar toda aquela dor sim, e tudo isso por um mundo que o rejeitaria, que o escarneceria que o negaria, e não só naquela época, mas até os dias de hoje, pois quantos negam seu sacrifício, simplesmente esnobam a Cristo. Veja a oração de Jesus momentos antes dele entrar no Getsêmani no momento de agonia: “Minha oração não é apenas por eles. Rogo também por aqueles que crerão em mim, por meio da mensagem deles.” (João 17:20). Jesus estava entregando sua vida não só pela geração presente mas por todos àqueles que creriam nele no futuro. Mas Jesus também sabia que muitos o negariam e não aceitariam seu sacrifício, por isso Jesus já alertou: “Se o mundo os odeia, tenham em mente que antes odiou a mim” João 15:18

Bom qual sua posição a respeito disso? Você vai ignorar todo o sacrifício de Cristo, ou vai resolver ama-ló por tudo que ele fez por você? Talvez muito vão dizer: “Eu amo a Jesus sim, e reconheço o que ele passou”. Então vamos provar, pois quando amamos alguém, seja esposo(a), namorado(a), pais ou filhos, nos preocupamos em saber como esta pessoa se sente amada, quando sabemos quais as atitudes que fazem demonstrar amor por ela e quais não fazem, quando se ama realmente, fazemos o máximo possível para agir de acordo como a pessoa gostaria, pois queremos que ele saiba que nós a amamos. Você já se perguntou como Jesus classifica alguém que o ama? Olha como Jesus separa os que o amam e os que não o amam: “Se vocês me amam, obedecerão aos meus mandamentos,…, Quem tem os meus mandamentos e lhes obedece, esse é o que me ama. Aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me revelarei a ele”. (João 14: 15, 21)

Não basta dizer que ama a Deus, assim como com a qualquer pessoa, se este amor não for demostrado com atitudes. Jesus provou que nos ama entregando sua vida em uma morte dolorosa, a qual ele esteve a ponto de desistir de enfrentar. E você tem demostrado que ama a Jesus se preocupando em saber quais são os mandamentos e preceitos de Cristo ou desistiu dele? Reflita nisso nesta páscoa, que talvez iria passar até despercebido seu significado. Se tudo isso que você leu tem algum sentido, procure uma Igreja evangélica mais próxima de você que pregue a essência do evangelho que Cristo pregou e comece a demonstrar seu amor por Cristo entregando totalmente sua vida para Ele, e comece a viver para ele e não para o mundo. Não desista de Cristo por mais que esteja difícil a situação, pois Jesus, mesmo tendo bons motivos, não desistiu de você.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here