O Amor de Deus

0

Por James Smith

Que assunto pode ser comparado com o amor de Deus? Que assunto é tão doce, tão profícuo, tão cheio de maravilhas!

Deus , amando o seu povo.
O infinito, amando o finito.
O Criador, amando sua criatura.
O Altíssimo Deus, amando um verme.
O Santo, amando o profano.
O Soberano, amando o rebelde.

O Deus Eterno, ama pobres pecadores em seu Filho. Porque Deus nos coloca em Cristo, e lá ele nos abençoa, nos salva e nos ama com um amor infinito.


Eu quero pensar mais, meditar por um tempo, sobre o amor de Deus esta manhã. Que o Espírito Santo possa iluminar a mente e dirigir o coração ao amor de Deus. Oh direcione meu coração neste assunto glorioso, e derrame o amor de Deus no meu coração, que provando sua doçura, e sentindo o seu poder – eu possa escrever a experiência sobre este tema deleitável!

Deus ama o seu povo em primeiro lugar. Ninguém nunca amou a Deus, ou desejou a amá-lo – senão como o efeito de seu próprio amor. Nós o amamos – porque ele nos amou primeiro. Ele amou todo o seu povo antes dos tempos eternos, como ele diz, “Eu te amei com um amor eterno.”

O amor de Deus foi fixado e fluiu para o seu povo livremente. Que Deus ama o seu povo está claramente revelado, e poderosamente provado; mas por que ele ama? Como ele veio para firmar o seu amor sobre eles? Como ele veio revelar e comunicar o amor a eles? Isso ele não nos disse. Ele nos assegurou que não foi por qualquer coisa neles, ou feita por eles. Ele ama livremente. Ele ama – só porque ele amará, ou porque lhe agrada amar.

Seu amor é grande além de expressão ou concepção. Ninguém pode conceber a grandeza do amor de Deus, e se isto não pode ser concebido, então não pode ser expressado. É tão vasto como a eternidade, e tão infinito quanto sua própria natureza divina. Que maravilha, que Deus ame alguém como eu – e me ame com tal amor!

Seu amor é repleto de todas as bênçãos, e é a fonte de onde brota tudo o que é bom. Sim, o amor de Deus contém e compreende todas as bênçãos que possam ser conferidas aos pecadores no presente tempo, ou ser apreciadas pelos crentes por toda a eternidade.

O amor de Deus é tão imutável quanto a sua natureza. Ele é, sem variação – e assim é o seu amor. Suas obras podem mudar, sofrer mudanças, devem mudar; mas ele é o mesmo, e como ele é, por isso, é o seu amor. Ele sempre foi o que é; o que sempre foi; e o que sempre será.

Seu amor é eterno em sua duração. Uma vez firmado, é fixado para sempre. Tendo amado os seus – ele os ama até o fim. Nenhum objeto do seu amor se perde. Ninguém que é cuidado por ele, jamais perecerá. Ele é capaz de nos impedir de cair, e nós estamos guardados pelo seu poder por meio da fé para a salvação.

O amor de Deus é doce e poderoso, e vence todos os seus objetos para si mesmo. Deus é amado – porque ele ama. O doce poder do seu amor, como exibido no dom do seu Filho, e como derramado no coração pelo seu Espírito – mais nos ganha para si, e nós o amamos – mas nunca sentiremos que o amamos o suficiente.

Oh, que eu pudesse penetrar no amor de Deus mais plenamente! Oh, que eu sentisse o amor de Deus com mais força! Oh, que eu pudesse amar a Deus de todo o coração e mais constantemente, em resposta do seu amor por mim! Oh, testemunhar o amor de Deus em meu caráter, conduta, e conversação com meus semelhantes!

Nada vai me fazer feliz – senão esse amor.
Nada vai me fazer santo – senão esse amor.
Nada vai me dar força e energia para o dever – senão esse amor.

Se eu perceber que Deus me ama, me ama infinitamente, me ama eternamente – então eu posso fazer alguma coisa para Deus, eu posso sofrer qualquer coisa, que me venha da mão de Deus.

O amor de Deus por mim, é como . . .
luz na escuridão,
o maná no deserto, e
uma doce canção da noite.

O amor de Deus para mim, é . . .
minha alegria na tristeza,
meu consolo no sofrimento, e
minha vida em meio à morte.

O amor de Deus por mim, vai me fazer feliz em qualquer lugar, satisfeito com nada, e levantar-me acima das circunstâncias mais difíceis. Oh que possa este amor me confortar em minhas horas de solidão, em épocas de doença e sofrimento; e possa me inspirar com coragem, em cada luta com o Inimigo.

Pai das misericórdias, Deus de amor, eu posso conhecer e crer no amor que você tem por mim! Precioso Senhor Jesus, você é a prova e revelação do amor do Pai! Possa eu estudar mais, conhecê-lo melhor, para que assim eu possa alegrar-me no amor de seu Pai! Consolador Celestial, é seu poder revelar, desdobrar, e transmitir o amor de Deus para os pobres pecadores; revele mais claramente, desdobre mais plenamente, e transmita mais abundantemente – o amor de Deus para mim, para que eu possa ser enchido com toda a plenitude de Deus!

Traduzido por Silvio Dutra.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA