Sabedoria

PROPAGANDA
PROPAGANDA

Sábio é aquele que tem capacidade de adquirir conhecimentos e aplicá-los de forma eficaz.
Não estaremos enfocando aquele tipo de sabedoria que é do mundo, cuja procedência não é celestial e espiritual, senão terrena, diabólica e animal, conforme o dizer de Tiago, a qual é eficaz para a prática do mal, e não do bem.

Antes de tudo, deve ser dito que o próprio Cristo é a sabedoria do crente (I Cor 1.30), uma vez que fora da comunhão com Ele e sem o conhecimento que dEle procede, não pode existir qualquer sabedoria que seja segundo a vontade de Deus.
Tanto a sabedoria natural como a de Aoliabe, de Bezalel nos dias de Moisés, e do próprio rei Salomão, assim como a sabedoria espiritual à qual se refere o apóstolo Tiago, e que devemos pedir a Deus – ambas são de procedência divina. A sabedoria para o bem é um dom de Deus.

Antes de sua queda, Satanás era dotado de sabedoria – de grande sabedoria – mas esta se corrompeu totalmente com sua rebelião.
Todos os crentes são dotados em menor ou maior grau da sabedoria que procede do alto, para que possam conhecer os mistérios do reino de Deus e discernirem todas as coisas relativas à comunhão com Cristo. Mas, há um dom chamado palavra de sabedoria que é concedido especialmente àqueles que ministram ao corpo de Cristo; como pastores, mestres, profetas, evangelistas e nos demais ministérios e serviços que são concedidos pelo Espírito Santo para um fim proveitoso.

Pastores são dotados com o dom de governo, mestres, com o de ensino, e assim cada um com a sua principal necessidade para o cumprimento do ministério é capacitado por Deus para o citado fim.
Assim a sabedoria tem a ver principalmente, com a capacitação recebida para discernir, decidir, aplicar, desenvolver, entender, ministrar e tudo o mais que esteja relacionado em conformidade com a vontade de Deus.
Precisamos, portanto de ter inteligência espiritual para não pedirmos a Deus sabedoria para algum ministério para o qual Ele não nos tenha chamado, senão para o desempenho das coisas que fomos chamados por Ele para realizar. A sabedoria não é concedida segundo a nossa própria vontade, mas segundo a vontade do Senhor, para o que Ele tiver designado para a nossa vida.

Muitos se sentem infelizes e frustrados pela falta deste conhecimento, e permanecem na expectativa de algo que jamais receberão, quando importava orarem para conhecer qual seja a vontade específica de Deus para eles.
Importa também sabermos que a sabedoria pode e deve aumentar em graus, conforme Deus nos chame para desempenhar serviços maiores, que demandem uma maior capacidade de discernimento e decisão nas questões que fomos chamados a resolver ou realizar.

Em tudo, porém, importa que o poder e a glória sejam exclusivamente de Deus, e não propriamente nossos, e para tanto o Senhor chama as coisas que não são e as que são desprezíveis, como por exemplo, a nossa falta de habilidade, força, sabedoria, conhecimento etc., para que ao nos suprir com os mesmos, possamos permanecer humildes e tributar-Lhe toda a honra, glória e louvor.
Embora saibamos que toda a sabedoria procede de Deus, contudo devemos buscá-la com todo o fervor, e nos sujeitarmos com temor ao Senhor em todas as provações em que formos chamados por Ele a experimentar, com a finalidade principal de nos tornar humildes, pois Ele primeiro abate, para depois exaltar. É o Seu método imutável, portanto devemos ser pacientes debaixo de nossas aflições.
Lembremos que está escrito que, ao que se humilha Deus concede mais graça, e esta graça se traduz, sobretudo em recebermos mais sabedoria em nosso viver cristão.

 

Pr Silvio Dutra

PROPAGANDA
PROPAGANDA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here