A Oração de Confissão

0

Que Deus nos dê sempre o entendimento e a lembrança de um princípio espiritual vital do qual depende a nossa permanente comunhão com Ele.
Este princípio é o da oração de confissão dos nossos pecados presentes, com a firme confiança de que Ele nos perdoará se o fizermos, simplesmente pela fé de que seremos ouvidos por causa dos méritos de Jesus.

É muito difícil para o coração turbado e enfraquecido por impurezas e toda forma de males praticados ou pensados, enquanto permanece neste estado, levantar-se do pó em oração, crendo no perdão de Deus e que Ele é poderoso para nos levantar da nossa triste e miserável condição espiritual.
Entretanto Ele sempre o fará por Sua exclusiva graça e pelo nosso posicionamento na fé.
Não importa quantos sejam os argumentos que a nossa razão apresente contra esta verdade, levantemo-nos do monturo, ainda que nos arrastando no pó, e elevemos ainda que seja uma oração em pensamento ao Senhor, nos humilhando e lhe pedindo que seja mais uma vez misericordioso para conosco, nos purificando de toda injustiça e perdoando todos os nossos pecados.

Sobrenaturalmente, por um modo que a razão não pode explicar, o Seu poder nos visitará e fará com que nos sintamos limpos e novamente admitidos à Sua santa presença, e bem dispostos a louvar o Seu santo nome e a dar o bom testemunho do evangelho a outros.
Precisaremos sempre aplicar este princípio espiritual porque o pecado nos assedia de perto e sempre haverá ocasiões em que poderá ter vantagem sobre nós. Por isso precisamos exercitar a fé no perdão e na graça de Jesus para que possamos buscar a devida restauração, através da oração de confissão, tão logo tenhamos sido convencidos de que aquilo que fizemos nos afastou da comunhão com Deus.
Oremos portanto, e retornemos imediatamente à comunhão, confiantes de que este é o desejo do coração de Deus para conosco.

“1Jo 1:5 Ora, a mensagem que, da parte dele, temos ouvido e vos anunciamos é esta: que Deus é luz, e não há nele treva nenhuma.
1Jo 1:6 Se dissermos que mantemos comunhão com ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade.
1Jo 1:7 Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado.
1Jo 1:8 Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós.
1Jo 1:9 Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.
1Jo 1:10 Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.
1Jo 2:1 Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo;
1Jo 2:2 e ele é a propiciação pelos nossos pecados e não somente pelos nossos próprios, mas ainda pelos do mundo inteiro.”

Pr Silvio Dutra


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here