O verdadeiro líder e a poeira da vida

0

João 13
4 Levantou-se da ceia, tirou as vestes, e, tomando uma toalha, cingiu-se.
5 Depois deitou água numa bacia, e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido.

O exemplo nos foi deixado pelo maior líder e para sabermos se o líder realmente está dentro da proposta do Reino de Deus.

Sem a parte superior de suas vestes o mestre ajoelha-se aos pés dos liderados e com uma bacia de água na mão e toalha na outra. Lavar os pés calejados, sujos, descascados, feridos, empoeirados pelos caminhos da vida. Esta foi à atitude que aprovou, definiu e consumou a proposta da liderança de Jesus como o líder-servo de todos.
Lavou os pés do traidor e do que havia de negá-lo, mas o fez com amor, sem mágoas no coração, se fez servo mesmo sendo Senhor e Mestre.

Convivemos com pessoas com pés sujos pelas poeiras da vida.

Andamos por caminhos cheios de pedras. E por isso nossos pés estão machucados com os traumas da caminhada nessa vida cheia de acidentes terríveis. Se você não está disposto a servir, será impossível conviver e suportar as pessoas em suas imperfeições e dificuldades para compreender a proposta de Cristo. Você só pode se relacionar com quem quer que seja se estiver disposto a servir.

O líder segundo Jesus é aquele que jamais exclui alguém; antes serve para prevenir, preservar e consertar os relacionamentos, em vez de descartá-los e jogá-los fora.

Sirva. Pois quem não vive para servir, não serve para viver com já dizia o Pastor Adriano Moreira em uma de suas mensagens edificantes citando Romanos capitulo 1.

Jesus veio para os doentes, para os que não entendem e para os que não querem compromisso, para os que têm dificuldades. (Toda regra tem sua exceção)

Precisamos com amor ensinar, por no caminho, chorar junto e seguir o conselho do Apostolo Paulo:

Meus filhinhos, por quem de novo sinto as dores de parto, até que Cristo seja formado em vós; (Gálatas 4:19)

Sentir a dor é ver o desviar de alguns, mas continuar esperançoso que Deus irá completar a obra, não podemos simplesmente querer que entendam, temos que ensinar, ensinar e ensinar 70 x 7 se for o caso, sem perder nunca o ânimo.

O evangelho que não transforma não é evangelho.

Por Daniel Alves Pena


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here