FAZER O QUE É JUSTO E CERTO É MELHOR DO QUE SACRIFÍCIOS

0

Irei contar-lhes uma experiência pessoal, que me trouxe bastante proveito em minha vida espiritual e creio que será de grande importância para vocês também.

Há alguns meses, estive num circulo de oração em uma campanha para a salvação das famílias. Em meus pedidos, estava a salvação de meus pais e irmãos, propondo-me para fazer sacrifícios de oração diária e jejum. Pedindo eu orientação ao Espírito Santo para a palavra naquele trabalho, na ocasião me veio ler o livro de Provérbios, e um único versículo me chamou atenção em Provérbios 21.3 “Fazer o que é justo e certo é mais aceitável ao Senhor do que oferecer sacrifícios.”

Sim, esteve versículo foi como um banho de água fria, em minha mente pequena, de achar que podemos comprar a Deus com nossos “sacrifícios diários”. Não, Deus não desejava, naquele momento as minhas orações, jejuns, que pra mim eram como um meio de Jesus me escutar. Ele desejava mais; ele queria obediência. O Senhor desejava justiça e retidão da minha parte.

Muitas vezes nos prendemos em doutrinas de santidade, por obras, e justiça pessoal, sem considerarmos a verdadeira justiça que só vem de Deus. Fazer o que é justo e bom, é o desejo de Deus desde a criação do mundo, mas é por nossas desobediências que acabamos atrasando os planos que Deus tem para a humanidade.

O pecado nos separa de Deus (Isaias 59:2). As nossas orações acabam sendo abominais ao Senhor, e consequentemente Ele não ouvirá nossas orações (Provérbios 28:9), mas o que fazem a sua vontade, Ele o atende (João 9:31).

“O sacrifício dos ímpios é abominável ao SENHOR, mas a oração dos retos é o seu contentamento.” (Provérbios 15:8).

Temos que nos voltar para o Senhor, nos arrepender, guardar a sua Palavra e OBEDECER à voz de Deus.

“E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. Agora estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração deste lugar.” (2 Crônicas 7:14-15)

Nossos sacrifícios diários devem ser mais que ordenanças cerimoniais, devem ser sacrifícios de arrependimento, obediência e gratidão a Deus. A bíblia ensina-nos como devemos de forma correta qual é e como fazer a verdadeira vontade do Senhor.
O resultado de toda esta lição que Deus me deu, por meio da minha obediência e a graça do Senhor, foi que, em seis meses minha mãe e meu irmão aceitaram a Jesus Cristo. Aleluia!
“Quem me oferece sua gratidão como sacrifício, honra-me, e eu mostrarei a salvação de Deus ao que anda nos meus caminhos.” (Salmos 50:23)

A Paz do Senhor.

Que Deus abençoe a todos nós.

Ravena Bezerra
Pedagoga e Profª EBD Infantil na Assembleia de Deus em Enxu Queimado/RN
ravenabezerra@hotmail.com | www.estudosbiblico.com


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here