Entretenimento Cristão

1

Já há alguns anos, venho observando como a igreja vem cedendo terreno ao entretenimento cristão. Tenho visto com meus próprios olhos (ao vivo) o declínio espantoso dos nossos cultos e reuniões. A cada dia aparecem mais “animadores” de platéia, substituindo os pregadores puros e conscientes. Animadores cheios de técnicas e formulas prontas, recheadas com frases de efeito, iludem a “platéia” gerando uma expectativa em massa.
Spurgeon disse certa vez: “O demônio raramente fez algo tão engenhoso quanto insinuar à igreja que parte de sua missão é prover entretenimento para o povo visando alcançá-lo”.

As praticas que antes a igreja contestava e até abominava, aos poucos foi aceitando e tolerando, mas não pára por ai, hoje ela tem adotado essas praticas como estilo de culto e métodos para atrair os fieis.

Os discurso de Jesus nunca visou agradar o povo, mas apenas falar a verdade, e muitas vezes o discurso dele foi duro até o ponto de ser abandonado pelos seguidores.

( Mc.16:15).” Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura”.

Ele nunca disse: “Alcancem as pessoas de qualquer jeito!” Promovendo sessões de entretenimento “gospel”. Tenho visto templos cheios de pessoas querendo “receber” novas sensações, novos toques de Deus, e geralmente são as mesmas pessoas que criticam os sermões utilizados para exortar ou levar ao arrependimento. Esse tipo de pessoa nunca se firma na verdadeira Rocha da Salvação que é Cristo, mas sustentam sua fé apenas em experiências sensitivas.

O que hoje é chamado de geração “profética”, eu chamaria de “geração sensitiva”; ou seja, pessoas que correm atrás de sensações. Eu acho que se chamamos alguém de profeta, essa pessoa devia, no mínimo, profetizar. Mas, onde estão os profetas? Os poucos que conheço são criticados por ser “duros´ no seu discurso. Graças a Deus por isso! O próprio Senhor foi criticado por causa disso. Hoje temos uma catalogo completo de entretenimento promovido pelos “Pops Stars” da hora. Se quero “vinho novo´ vou chamar Fulano. Se quero pó de ouro,vou chamar Cicrano. “Sakanno” é bom para encher a igreja, vamos convida-lo. Atrações e mais atrações na Casa do Senhor.

Eu mesmo já fui convidado varias vezes com esse intuito. O resultado: Um tremendo fracasso. Porque eu não fui chamado para ser animador de platéia, e sim para anunciar o evangelho puro e simples. Eu já fui animador de platéia, antes de conhecer o Senhor. Por isso fico frustrado ao ver o que esta acontecendo nas igrejas. Quando eu tocava nas noites de Buenos Aires via tudo isso que vejo hoje nas igrejas. Pessoas sendo “tocadas”, “embriagadas”, risos, choros etc.

Eu gosto muito de cinema; e muitas vezes chorei e ri durante os filmes. As musicas feitas para esses filmes, são fruto de pesquisa. Porque todos sabem que a musica tem um grande poder de influencia em nossas emoções. O fato de eu ter rido e chorado nesses filmes não significa que “a presença de Deus” estava no cinema, nem muito menos Sua Glória.

Eu já tive (e tenho) muitas experiências de embriaguez espiritual, e sentimentos de euforia no espírito, entre outras sensações. Mas minha fé não está baseada nisso. Isso sempre acontece como conseqüência da busca pela face e pela vontade do Senhor, e não pela busca dessas sensações. A maioria das pessoas que entrevisto e aconselho diariamente está frustrada porque não consegue “sentir” em casa o que sentiu no evento do qual participou.

Eu sou musico; mas não me iludo com as “respostas” visíveis da platéia; já faz muito tempo que não “forço a barra” para que algo aconteça. Simplesmente tento conduzir o povo a uma adoração simples e verdadeira, deixando que cada um adore do seu jeito. Alguns vão pular, outros vão deitar no chão, outros vão ficar sentados de olhos fechados e outros vão rolar e correr. Eu não me importo; o que importa é que o Senhor seja adorado. Por isso não fico o tempo todo “dando comandos”. Então o resultado de tudo isso depende apenas do Espírito Santo e de mais ninguém. As vezes pessoas vão ser curadas, embriagadas, restauradas, fortalecidas, edificadas e encorajadas. Mas também exortada, convictas de pecado entre tantas coisas que o Espírito pode fazer.

( Ef. 4:11): ” E Ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres”. E os animadores? Onde entram? Onde entrariam os “show men”?

Em Mt 5: 13 está: ” Vós sois o sal da terra”. Os animadores parecem mais “o mamão com açúcar da terra!”. O mamão com açúcar se engole facilmente, o sal não.

Promover distrações na igreja é totalmente contrario ao chamado de Cristo. Nem Jesus nem seu discípulos jamais “adoçaram” suas pregações como intuito de ficarem mais suaves para engolir, e nem por isso pregavam sem amor, muito pelo contrario, as pregações eram mergulhadas no amor de Deus.

Disse Spurgeon:

Jesus compadeceu-se dos pecadores, lamentou e chorou por eles, mas nunca pretendeu entretê-los. Em vão as epístolas serão examinadas com o objetivo de achar nelas qualquer traço do evangelho do deleite. A mensagem que elas contêm é: “Saia, afaste-se, mantenha-se afastado!”. Eles tinham enorme confiança no evangelho e não empregavam outra arma.

Basta olhar os frutos. O entretenimento cristão não tem gerado convertidos verdadeiros. Mas tem gerado “filhos” fracos na fé, que são levados por qualquer vento de doutrina.

Efésios 4:14 “para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro.”

O que mais aparece para aconselhamento é aquele crente fraco e sem conteúdo, que foram alcançados por “um” evangelho parcial e superficial, que procuraram paz numa musica ou num toque, e não foram ensinados a buscar na Fonte. Apenas se alimentam de fast food espiritual. Comidas sem vitaminas nem proteínas.

Tenho conversado com viciados, homossexuais, adúlteros e alcoólatras, que freqüentam as reuniões mas não são libertos das suas cadeias. Apenas se “sentem” bem nas reuniões e por isso comparecem, e até dão testemunho. Mas o fato é que depois voltam as praticas já na segunda feira seguinte. Aí vêem os conflitos: “mas eu me senti tão bem na reunião!”.

Talvez seria melhor se sentir mal, mas ser liberto e sarado na alma.

Às vezes tomamos um remédio para a dor de cabeça, e a dor vai embora, mas se ela voltar é porque o problema real que esta causando essa dor ainda não foi confrontado. A única maneira de chegar na raiz dos problemas é confrontando diretamente o pecado perante a cruz de Cristo. Isso é sal. Isso não é mamão com açúcar.

A minha oração é assim: Senhor, por amor do Teu nome, limpa a Tua igreja de todo esse lixo e nos faz caminhar no Teu Temor, pregando a Verdade que produz frutos de arrependimento ainda que traga dor, mas é melhor a tristeza vinda do alto do que a falsa alegria produzida por nossas artimanhas. Tem misericórdia de nós oh Deus!

Tiago 3:17 “A sabedoria, porém, lá do alto é, primeiramente, pura; depois, pacífica, indulgente, tratável, plena de misericórdia e de bons frutos, imparcial, sem fingimento.”

2 Coríntios 7:10 Porque a tristeza segundo Deus produz arrependimento para a salvação, que a ninguém traz pesar; mas a tristeza do mundo produz morte.”

Eu sou uma pessoa alegre. E amo quando temos cultos cheios de jubilo e alegria, mas quando esse jubilo e essa alegria são fruto da operação real do Espírito na reunião, e não quando é fruto de “obra de homens”, porque isso podemos alcançar assistindo uma comedia. O problema é que temos tido muitas ´comedias´, e isso não tem mudado a vida nem o caráter de ninguém.

Apenas estou mostrando meu ponto de vista, mas acho que há bastante respaldo bíblico.

Vamos buscar na Fonte, Jesus, e não em outras fontes. Não se distraia com os entretenimentos, mas busque a face do Senhor, e jamais será iludido nem frustrado.

Paz para teu coração
Jorge Russo
Ministério Trio
FOnte: Adorando


1 COMENTÁRIO

  1. Me desculpe, mas não concordo… Minha igreja tem esses eventos e nós buscamos muito a Deus
    para que eles possam acontecer. Nossa meta é sim o entreternimento, mas para resgatar vidas.
    Deus é criador de todas as coisas, onde tudo é para sua glória, seja uma palavra mais descontrída,
    uma peça de teatro ou um Show… claro que não podemos desviar o foco.
    Você mesmo citou que vai ao cinema, ri e chora o que não quer dizer que é a presença de Deus.
    Você buscou o cinema como uma forma de entreternimento, e porque a igreja não pode fornecer esse
    tipo de evento? Entreternimento junto com a presença de Deus!!!!! Neste fim de semana fizemos uma
    Balada Gospel, onde um senhor (que nem era o público alvo) após uma pequena palavra pregada,
    chorou e disse que queria aceitar a Jesus.
    Jesus pregava muitas vezes em parábolas, que é uma forma de entreternimento! Descontraia o público
    com histórias e exortava…Tudo é válido quando colocamos à disposição da graça do Senhor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here