A conspiração científica e teológica para negar a existência de Deus.

0

Autor: Cláudio Ribeiro Melo.

Nas escolas, o estudante é obrigado a aprender ensinamentos de culturas profanas e ateístas.
A ciência é útil e vantajosa em muitos aspectos, mas a existência de Deus não deve ser contestada.
Existem atualmente nos meios científicos e teológicos uma conspiração para destruir a fé dos cristãos e para guiá-los ao ateísmo e à prática de costumes totalmente abomináveis e contrários à vontade de Deus.

Não são poucos os cientistas, biólogos, matemáticos, historiadores e até mesmo teólogos que negam a existência de Deus e divulgam o ateísmo e até mesmo ensinos profanos em suas aulas, escolas e universidades.
Os biólogos em sua velha e antiquada teoria da evolução afirmam que a Bíblia é mentirosa.
Os matemáticos, adeptos da filosofia dos criadores gregos da matemática, afirmam que a Bíblia não é válida para explicar a existência humana.
Boa parte dos cientistas são ateus.

Os historiadores inspirados pela cultura pagã, profana, orgíaca, creco-romana e pelo ateísmo das revoluções guiam os cristãos para costumes lascivos, devassos e para a descrença em Deus.
O estudante cursa o ensino médio como cristão e termina a universidade já quase ou totalmente ateu e adepto das orgías sexuais que estudou ou adepto das seitas inspiradas nas culturas devassas egípcias, greco-romanas, babilônicas e satanistas.
A seita maldita da maçonaria é a principal responsável pelo ateísmo e pela valorização das culturas profanas da antiguidade nas escolas e universidades.

O estudante aprende a respeitar a cultura egípcia e a valorizar a cultura greco-romana para se tornar, no futuro, um bruxo, amante de prostituições e praticante de rituais de magia negra que envolvem orgías sexuais e até sacrifícios humanos; essa é a verdade da cultura egípcia e greco-romana. É isso o que a maçonaria quer da sociedade.
A maçonaria é um câncer que deve ser amputado da sociedade cristã.
Os cientistas e historiadores, patrocinados pela maçonaria, criam os livros escolares já projetados para o aluno deixar de acreditar em Jesus Cristo.

Muitas informações da história da humanidade são alteradas ou excluídas para que se possa tentar negar a existência de Deus.
A teologia não deve se fundamentar em livros ou teses de cientistas e historiadores ateus ou bruxos.

No meio teológico, também tentam negar a veracidade da Bíblia com argumentações falsas e criadas por ateus e bruxos que se infiltram nas igrejas, escolas e universidades.
A maçonaria é a grande patrocinadora dos cientistas e historiadores que negam a verdade de Jesus Cristo.
A maçonaria irá apoiar a anticristo.
A maçonaria deve ser de alguma forma, destruída.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here