Bom Ânimo para Muitos que Temem

0

Partes de um sermão de Charles Haddon Spurgeon, traduzidas e adaptadas pelo Pr Silvio Dutra.

“Dizei aos temerosos de coração: Sede fortes, não temais.” (Isaías 35.4 a) .

Essa é uma exortação que é dirigida, não a uma pessoa, mas a várias. No terceiro verso, você pode ver a seguinte mensagem: “Fortalecei as mãos fracas, e firmai os joelhos vacilantes.”
Somos um povo de vontade obstinada e de um coração perverso, ó Deus. Muitas vezes podemos nos desviar dos teus caminhos! É bom, portanto, que Deus tenha falado assim, e não apenas a um de seus servos, mas para todos aqueles que amam a sua vinda e se alegram com a certeza de suas promessas.

Deixe-me observar que, no original, a palavra para “temerosos”, é “precipitados”. Agora, um homem apressado nunca é um homem sábio. E também é verdade que um homem “com medo” nunca é prudente. Homens medrosos são sempre apressados em tirar conclusões. Eles dizem que, com Jacó, “Todas estas coisas estão contra mim”, porque eles não podem ver ao final a dispensação do Senhor. Esquecem-se de que Ele é cheio de piedade e cheio de compaixão. Eles procuram seguir a pista dos meteoros que voam aqui e ali, em todo o céu da meia-noite, eles esquecem a estrela polar da Verdade e da Fidelidade de Deus. Eles vão para o mar sem uma bússola e são levados para trás e para a frente por ventos contrários! E mesmo quando não há vento, eles não sabem como dirigir o navio.
Como você sabe, até mesmo nos assuntos deste mundo, um homem apressado está sempre se metendo em encrenca. Assim sucede às almas temerosas – estão sempre fazendo isso ou aquilo sob o impulso de uma conclusão apressada mal orientada. Assim, estão constantemente julgando mal o seu Deus, abusando de Sua Palavra, redirecionando seus próprios passos, trazendo um mundo de problemas em si mesmos e desonra sobre o nome do seu Deus!

Almas temerosas são almas precipitadas. Eles julgam o Senhor com débil entendimento. Eles julgam pelas nuvens da manhã, esquecendo-se que as nuvens em breve poderão ser dissipadas e que o sol brilhará intensamente novamente. Para aqueles, então, que são de um apressado coração, para aqueles que se condenam injustamente, que pensam que todas as coisas são contra eles e assim tornam-se extremamente temerosos, diga: “Seja forte, não tenha medo.”

Quantos há, bebês na graça, que ficam incomodados sobre a eleição. “Estamos entre os escolhidos do Senhor?” É uma questão que muitas vezes levantam. Eles ficariam felizes o suficiente se um anjo pudesse lhes fazer a declaração solene de que ele havia lido os seus nomes escritos na página de ouro do Livro da Vida do Cordeiro, mas, uma vez que eles não podem ter essa certeza, questionam, e perguntam mais uma vez! “Suponha que eu não tenha sido escolhido para a vida eterna? E se o meu nome nunca foi gravado nas mãos ou sobre o coração de Cristo? A suposição me enche de pavor e desespero! “
Agora, para vocês que estão confiando em Jesus, mas que têm receios sobre a sua eleição, deixe-me dizer, em nome de Deus: “Seja forte, não tenha medo.”

Aquela mesma Doutrina da Eleição que agora lhe parece como um leão em seu caminho, deverá comprovar, aos poucos, de fato, ser um leão sobre o qual você deve andar em triunfo glorioso! Não é nenhum inimigo. Venha e olhe-o no rosto e você deve encontrá-lo como o seu mais rico, mais querido amigo. Se você crer no Senhor Jesus Cristo, você sempre estará tão certo de ter sido eleito como Pedro e Paulo eram!
Na medida em que você tem a bênção dos eleitos de Deus e da fé que é a marca comum de todos eles, não tema por mais tempo por causa sua eleição, mas seja ousado para entrar neste mistério solene!

Você é de Cristo e tem o direito claro e justo para compartilhar a eficácia do Seu sangue e o poder de Sua Expiação. Portanto, eu lhes digo que são de um coração temeroso: “Seja forte, não tenha medo.”
Oh filho de Deus, acabe com todos esses temores! Você não poderia ter vindo a Cristo, a menos que Ele viesse primeiro a você! Você pode até mesmo nunca saber exatamente quando foi primeiramente convencido de pecado, nem como você foi vivificado pelo Espírito Santo, mas se você realmente vir a Cristo, isto é o suficiente. A prova de que você foi chamado por Cristo é que você veio a Ele!

Tenho frequentemente observado que pessoas que pensam que eles tiveram algum tipo de chamada especial e particular, não têm sido melhores, no que diz respeito às suas evidências e, às vezes, eles têm sido muito piores do que aqueles que vieram a Cristo na forma mais comum. Eu não diria isso para o descrédito da conversão de qualquer homem, pois Deus trabalha como quer.
Eu bem sei que há a tentação de olharmos para trás para o dia e a hora em que tivemos alguma manifestação especial, ao invés de olharmos apenas para a Cruz e para o sangue, e não julgarmos a nossa conversão porque sentimos essa ou aquela emoção extraordinária, em vez de vir, como sempre deveríamos vir, clamando ao nosso querido Senhor e Salvador: “Nada em minha mão eu trago, senão simplesmente Sua Cruz”

Outro medo, é decorrente da grande e preciosa doutrina da perseverança final, que tem incomodado muitos crentes verdadeiros no Senhor Jesus Cristo. “Como hei de perseverar até o fim?” É uma questão que muitas vezes provoca grande ansiedade até mesmo a um genuíno filho de Deus. A melhor das coisas, quando corrompida, se torna a mais corrupta. O mais doce conforto, quando desacreditado, torna-se o mais amargo desconforto. Acho que a doutrina da perseverança final dos santos é uma daquelas que são mais claramente ensinadas nas Escrituras.

É estranho que tantos do povo do Senhor fiquem incomodados sobre esta doutrina preciosa que é tão claramente revelada na Palavra de Deus. “Como vou perseverar até o fim? Como devo permanecer firme na hora da provação? Se as minhas tentações se multiplicarem, se minhas dores forem aumentadas, se as minhas tristezas se seguirão uma após outra, se for chamado para uma posição de grande responsabilidade, ou se for lançado nas profundezas da adversidade, como poderei suportar isso? Como eu devo ser mantido constante, ano após ano, e levados em segurança para minha casa no céu no final?”

Oh crente, se você foi realmente chamado por Graça, você certamente perseverará até o final! Aquele que colocou seus pés em Seus caminhos nunca lhe deixará parar até que chegue ao final de sua jornada! A promessa de Cristo a todo o Seu povo é: “Porque eu vivo, vós também vivereis.” Sua perseverança não repousa com você, caso contrário seria realmente um infeliz derrotado! Isto cabe ao seu Senhor e Salvador e Ele te guardará até o fim! “Como os seus dias, assim será a sua força.” Com a tentação, Ele fará um caminho de fuga para\que você seja capaz de suportá-la. Então, novamente, eu lhes digo, a vocês que estão preocupados com a sua salvação final”: Seja forte, não tema.” Aquele que começou a boa obra em você, vai continuá-la e terminá-la na Justiça de Cristo! Ele nunca irá deixá-lo, pois a Sua promessa para todo aquele que nEle crê é, “Eu nunca te deixarei, nem te desampararei.”

Multidões de crentes têm o coração com medo, porque eles não têm as alegrias e confortos com que alguns cristãos são favorecidos. Deus tem alguns do Seu povo, que vivem muito perto de Si mesmo e que, portanto, participam das coisas mais ricas sobre Sua mesa de banquete. Estes santos privilegiados contam suas alegrias, mas alguns cristãos desanimados que têm se desviado de Deus e que, portanto, não têm provado dessas iguarias, clamam: “Nós não podemos ser do povo do Senhor, pois não temos tais alegrias como estes “. Mas como pode uma pequena árvore na floresta dizer que não vive porque não se eleva, como um poderoso cedro do Líbano! Porque eu não sou a rosa mais bela, mas apenas uma violeta humilde escondida entre as folhas verdes, devo concluir que eu não sou uma flor afinal? Oh, não, não! Nós não somos salvos por nossos confortos! Eles nos são dados depois de sermos salvos, mas somos salvos sem eles. Muitas almas têm ido para o inferno cantando, enquanto outros foram para o céu suspirando. Não é por que não temos todos os confortos que alguns cristãos possuem, que vamos viver inquietos, pois esta é a maneira de impedir-nos de tê-los.

Há muitos também, que ficam abatidos por causa do conflito interior. Se não houvesse conflitos seria uma evidência de que havia somente um poder interior – o poder do maligno! Não conclua a partir de seus conflitos internos, por causa da tentação que lhe assalta e a força com que ela age contra o seu interior, que você é um náufrago de Deus! Esta é mais uma razão pela qual você deve clamar, “Quem me livrará do corpo desta morte?” E, pela fé deve dizer: “Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor! “
Muitos, também, têm o coração com medo, porque eles têm tão pouca fé e temem que sua pouca fé não será suficiente. Ah, crente, suas verdadeiras riquezas não dependem da quantidade de seu dinheiro para gastar! O Senhor, por vezes, mantém seus filhos com muito pouco dinheiro no bolso, mas, ainda assim, toda a sua riqueza pertence a eles o tempo todo. As insondáveis riquezas de Cristo são a medida de nossa riqueza, e não a parte que conseguirmos alcançar pela mão da fé. Se eu tiver na minha mão, senão um centavo da riqueza da fé, isto é uma prova de que todas as riquezas de Cristo pertencem a mim. Se eu tenho, senão a fé como um grão de mostarda – uma semente tão pequena que parece que o primeiro pássaro do ar que vier em meu caminho pode levá-la embora, mas, na medida em que há vida escondida dentro dessa pequena semente de mostarda, uma vida que só precisa da graça de Deus para eclodir e se desenvolver – estou salvo, apesar de minha fé ser tão pequena!

Agora, se algum de vocês fica perturbado por acusações similares do Inimigo, lembro-lhe que uma vez que Cristo não te ama por suas boas obras, eles não são a causa do Seu amor por você, e se Ele não te amou por suas boas obras até agora, elas jamais serão a causa de continuar a lhe amar!


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here