As Armas Espirituais

0

As Armas Espirituais

As armas com as quais Deus equipa os Seus santos são poderosas para que eles lutem nas Suas batalhas.
O apóstolo afirma isto em seu próprio testemunho:

“Porque, embora andando na carne, não militamos segundo a carne.
Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas
toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo,
e estando prontos para punir toda desobediência, uma vez completa a vossa submissão.” (2 Cor 10.3-6)

O armamento usado pelo apóstolo é o mesmo que deve ser usado por todo crente em sua luta contra os poderes das trevas.
Embora sejamos também carne e sangue neste mundo, todavia as batalhas que empenhamos em nome de Cristo não são travadas com nossos poderes naturais, inerentes à nossa natureza terrena, mas com os espirituais e sobrenaturais que recebemos do Alto por meio do Espírito Santo.

Assim, Paulo afirmou que a obediência à qual ele vinha conduzindo os crentes não era à sua própria vontade por meio de argumentos persuasivos humanos, mas ao próprio Cristo, ao verdadeiro conhecimento de Deus, uma vez tendo sido vencida toda a oposição espiritual baseada em engano, sofisma, orgulho etc, que se levantam contra este conhecimento e obediência.
A Palavra da verdade aplicada aos corações pelo Espírito Santo é poderosa e suficiente para destruir todas as fortalezas de Satanás, com as quais traz os homens cativos à sua vontade.

A fé genuína em Cristo e em Sua Palavra será por Ele honrada com a conversão e edificação de almas; quando esta fé se expressa em verdadeira santidade de vida, que é indicada pelo apóstolo no texto de Ef 6.14 como sendo o fato de se estar cingido com a verdade e vestido com a justiça.
A verdade aqui nomeada é a da Palavra do Evangelho, e a justiça é a de Cristo com a qual devemos estar vestidos.
Quem assim está vestido dificilmente cairá nas armadilhas e doutrinas enganosas de homens e de demônios.

Esta armadura divina é inigualável, e quando usada faz um grande contraste com todas as armaduras que são o fruto da engenhosidade humana ou diabólica.
O falso não pode se sustentar diante do verdadeiro porque a graça verdadeira é infinitamente mais forte do que o somatório de todas as graças falsas.
É pelo uso da armadura verdadeira que recebemos a plena convicção do Espírito Santo de todo o conjunto de realidades espirituais, promessas e bênçãos que temos recebido em Cristo, de modo que não ficaremos jamais entregues à perplexidade e à dúvida, especialmente em relação ao futuro glorioso que aguarda por todos aqueles que amam sinceramente a Jesus Cristo.

Esta certeza… esta plena esperança da segurança da nossa salvação é o capacete nomeado pelo apóstolo na armadura de Deus (Ef 6.17), que protege a nossa mente quanto a todas as insinuações do diabo de que não há galardão para a nossa fidelidade, ou que há a possibilidade de sermos separados para sempre do amor de Deus, ou até mesmo de irmos para o inferno depois da morte, mas este capacete protege a nossa cabeça e com ela a nossa mente, de modo que podemos estar plenamente seguros quanto à fé que temos depositado em Cristo para ser o nosso Salvador. O material que compõe este capacete espiritual é á justificação pela fé, e não o mérito das nossas obras ou justiça própria.

Pr Silvio Dutra


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here