Ainda Existe uma Chance

0

“E eis que houvera um grande terremoto, porque um anjo do Senhor, descendo do céu, chegou, removendo a pedra da porta, e sentou-se sobre ela. E o seu aspecto era como um relâmpago, e as suas vestes brancas como neve. E os guardas, com medo dele, ficaram muito assombrados, e como mortos.” Mateus 28:2-4

“Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora” João 6:37

Sem dúvidas a infidelidade dos homens é uma das suas maiores fraquezas. Junte-se a isso a ganância e a soberba, e a podridão poderá ser vista a olho nu! Um dos momentos mais sublimes da história cristã é a Ressurreição de Nosso Senhor. Quisera eu poder estar lá, ver o anjo face a face, observar seu poder ao rolar a pedra da boca do sepulcro e ter a visão de Cristo Ressuscitado! Que gloriosa visão, que maravilhosa graça!

Contudo, eu não estava lá, nenhum de nós estava lá, a não ser alguns soldados que guardavam o sepulcro. Eles tiveram uma oportunidade única na vida: ver o anjo do Senhor e o resplendor de seu poder, uma visão que confirmava ser o Cristo Aquele que estava no interior da tumba que eles guardavam com toda segurança. Contemplar isso bastaria para converter o mais infame pecador, dobraria o coração mais duro… Imagine-se naquele local, no exato momento da abertura do sepulcro, como você se comportaria? É difícil imaginar alguém que resistiria a tamanha demonstração de graça, mas foi exatamente isso que aconteceu…

Os soldados ficaram como mortos! Caíram e desmaiaram diante de tanta glória! Demonstraram exteriormente a morte que estava em seu interior, a morte espiritual que acompanha toda a geração de Adão. Não foi à toa que eles puderam ver o que ocorreu, não existem coincidências na vontade divina, eles estavam ali porque era isso que Deus Pai queria, tiveram a visão da Vida que Ressuscita os Mortos!

Existe uma passagem na Palavra que sempre fala muito comigo: “Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora” João 6:37. Essa passagem é a plena verdade de Deus, que enviou seu Filho a este mundo para salvar os pecadores, contudo, as pessoas preferem ficar fora dessa salvação. Percebam que Jesus diz: “o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora”, mas, infelizmente, muitos têm se colocado fora dessa salvação.

Não é Jesus quem nos coloca fora, somos nós mesmos que nos colocamos fora! Deus queria mostrar sua benignidade para aqueles soldados, mostrando a eles e deixando de lado toda dúvida de que Jesus era verdadeiramente o Cristo, o Filho de Deus! Nós cremos somente de ouvir falar das coisas que aconteceram há milhares de anos, imagine se estivéssemos lá naquele dia! Mas aqueles soldados estavam lá, viram o que nós queríamos ver, e ainda assim não creram.

Pior do que não crer talvez seja inventar uma mentira acerca da verdade de Deus! E foi exatamente isso que os soldados, instruídos pelos principais sacerdotes e anciãos, fizeram: espalharam a mentira de que os discípulos haviam roubado o corpo de Jesus enquanto eles dormiam… Uma grande quantia de dinheiro foi dado aos soldados para que mentissem e eles, esquecendo da visão celestial e pisando a bondade de Deus, venderam sua salvação.

Parece incrível que algo assim tenha acontecido, mas quem dera isso fosse algo distante de nós! Ainda hoje vemos muitos fazendo o mesmo, colocam preço às suas próprias almas! Um relacionamento tem maior valor que Jesus, um emprego ou promoção salarial tem maior preço que Jesus! Uma alegria passageira no mundo vale a perda do céu, uma satisfação pessoal mesquinha pisa o sangue de Jesus derramado na cruz…

Todos os que são de Cristo virão a Ele: “Todo o que o Pai me dá virá a mim”, mas todos os que perecerem terão perecido pela sua própria dureza e coração impenitente: “o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora”. Não é Jesus que se afastou de você, não foi Deus que te abandonou! Você deixou Jesus, você saiu da casa do Pai! Temos o costume de culpar a Deus por decisões nossas, quando o real culpado é nossa mesquinhez, nosso amor pelo pecado, nosso zelo pelo mal! Devemos abandonar todas essas coisas e voltar para a casa do Pai!

Lembram do filho pródigo? Foi o Pai que o mandou sair de casa? Ou foi uma escolha dele? E depois, quando estava no mundo, sem dinheiro e sem amigos, para onde esse filho voltou? E quando voltou, seu Pai o desprezou? Ou o recebeu com amor, carinho, compaixão e zelo? Da mesma forma nosso Cristo está aguardando sua volta, mesmo que você o tenha vendido, mesmo que tenha desprezado Suas riquezas de Graça e Misericórdia para ganhar as riquezas vis do mundo, se voltar para Ele, Ele te receberá. Lembre: “de maneira nenhuma o lançarei fora!”. Isso vale para você também.

Que Deus os abençoe em nome de Jesus Cristo!

Fernando Siqueira


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here