Acima das ofensas

0

ROMANOS 12.9-21

Abençoai os que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis. (Rm 12.14.)

Miguel Rizzo conta uma história da época do Brasil imperial. Houve um
jornalista com o pseudônimo de Timandro que escrevia suas crônicas para o
jornal Libelo do Povo. Homem de muita cultura, era especialista em assuntos
? nanceiros. Entretanto, nos seus escritos, atacava violentamente Dom Pedro
II e a família imperial.

Depois de algum tempo em seu posto de vigia, denunciando as falhas
da coroa real, esse homem recebe um convite do imperador. Dom Pedro II
o chamava para ser Ministro da Fazenda. Ao encontrar-se com o monarca,
ele assim se expressou:

“Senhor, para grandes crimes, grandes expiações. Esmagado pela generosidade
de Vossa Majestade, e forçado a retratar-me dos erros de uma mocidade
petulante, a expiação do meu orgulho não podia ser maior.”
Dom Pedro II não colocava seu foco nas ofensas, mas nas qualidades de
quem o criticava e na seriedade de suas críticas. E usou de bondade para com
ele, e o aproveitou em seu governo com sua capacidade.
O Senhor Jesus nos ensina exatamente isto: Não colocarmos o nosso “eu”
em primeiro lugar, mas amarmos as pessoas, perdoarmos sempre e abençoarmos
de coração. Haverá lucro para todos, esteja certo disso.
Amar, perdoar, abençoar…

É isto que quero sempre fazer,
Ajuda-me, oh Pai, a sempre ter
Um coração que se alegra em obedecer.

Pai, minha vida pertence a ti. Quero viver para a tua glória,
amando-te de todo o coração; amando com toda a bondade
a todos ao meu redor. Ajuda-me. Amém.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here