Home » Estudos por VC, Opinião

Os cantores de músicas evangélicas nas paradas de sucesso

Estudos Bíblicos em seu email

Receba Estudos Bíblicos em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Os cantores de músicas evangélicas nas paradas de sucesso

Este artigo tem por objetivo expressar minha opinião sobre um vídeo que acessei no YouTube.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Um dia eu li num vídeo do conhecidíssimo canal de vídeos YouTube um comentário de alguém sob um vídeo de música evangélica.

O autor do comentário escreveu logo abaixo do vídeo: “Os cantores de músicas evangélicas deviam ser os que mais vendem discos no mundo”.

Ele escreveu essa frase, que reflete a opinião dele, assim como de muitas outras pessoas, por pensar que Deus, sendo o Criador do Universo, Senhor sobre todos os senhores, tem poder para colocar qualquer cantor que Ele queira no mais alto pedestal da fama.

Deus tem realmente esse poder. Isto é, colocaria sim, se Ele quisesse, um cantor de sua escolha no mais alto pedestal da fama. Um cantor que apareceria em todas as revistas que publicam ranks de músicas.

Além disso, faria a música de seu cantor preferido ser tocada em todas as rádios do planeta. Em todas as lojas de discos. Os camelôs a distribuiriam a preços baratos, de modo que milhões de pessoas tivessem acesso ao produto e ouviriam a música.

Imagine programas sensacionalistas cujos apresentadores desprezam a palavra de Deus, ignoram as coisas de Deus e ainda ri de quem ouve e põe em prática a palavra de Deus, dizendo: “É a música mais tocada no mundo, galera! Bateu todos os recordes mundiais, de todos os tempos. Superou os cantores e grupos musicais mais conhecidos do planeta”.

Enfim, esse apresentador ficaria de queixo caído, assim como os locutores de todas as rádios que existem no país.

Suponhamos ainda que essa façanha fosse alcançada em todos os países do mundo.

Povos de todas as nações se surpreendiam, de um momento para outro, com a invasão em seus programas prediletos de um cantor ou cantora gospel a cantar a música mais tocada no mundo.

Seria surpreendente se isso acontecesse, não seria? Seria algo assim mais do que fantástico. Extraordinário, o mundo descobrir de repente um cantor evangélico a superar todas as barreiras que impedem uma música de alcançar os lugares mais altos das paradas de sucesso.

Mas é bom deixar claro agora que se Deus fizesse isso com os cantores de músicas evangélicas ou gospel, como queira, impediria os cantores de músicas pop, sertanejas, sertanejas universitárias e populares de alcançarem também os primeiros lugares das paradas de sucesso. Deus se revelaria injusto se fizesse isso.

Vejamos, por exemplo, a situação acima pode ser ilustrada como a de um pai que tem muitos filhos:

Imagine um homem que é pai de sete filhos. Quatro deles decidem ser cantores. Ele favorece aos quatro a possibilidade de realizarem seus sonhos. Assim, os rapazes participam de programas de auditórios. Têm acesso às gravadoras de prestígio e gravam cada qual um disco e saem pelos shows da vida a divulgar suas músicas de trabalho.

Porém, o pai, ao ouvir as músicas dos filhos, passa a gostar de uma delas. Aqui, não vamos importar se a música seja evangélica cristã ou de outras categorias. O pai simplesmente gosta das músicas cantadas por um dos filhos e decidi investir nelas. Investir aqui significa gastar dinheiro, claro, muito dinheiro para tornar a música no topo das paradas de sucesso das rádios local e talvez nacional.

O que aconteceria com os outros filhos? Ficariam revoltados. Muito revoltados. E perguntariam ao pai: “Por que o senhor favorece nosso irmão e não ajuda a nós todos?”. O que o pai responderia a eles: “É porque quero. É porque gosto das músicas que ele canta”.

Com isso ele revelaria aos demais filhos cantores que prefere as músicas do irmão deles e não as de nenhum deles.

Esse pai criaria sem dúvida uma guerra entre seus filhos. Acreditamos que nenhum pai queira isso.

Deus também. Isso explicaria o porquê de Ele não favorecer cantores de músicas evangélicas ou gospel. Pois todos têm direito de chegar ao topo das paradas de sucesso, desde que lutem para isso.

Artigo escrito por José Guimarães http://www.joseguimaraes.com/.

Administrador do blog Contos Bíblicos http://www.contosbiblicos.com/.

"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Gospel+ e demais colaboradores."
Avatar de José Guimarães

Por

Bacharel em Matemática. Professor, escritor e blogueiro. Autor dos e-books Mokolóton extraterrestre, O Porquinho no Espelho, O Ursinho Chorão, O Ursinho Chorão e Outras Histórias.


PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

4 comentaram, comente você também!

  1. carlos Augusto de Sousa Leite disse:

    Isto tudo são verdadeiros comércio,e ostentação de riquezas,disse Jesus:se queres ser perfeito vai vende tudo que tens dê aso pobres vem e segue-me,eles não eles dizem vende tudo que tem e tragam para nós!

  2. Geraldo Antonio dos Santos disse:

    Eu acho uma vergonha a situação espiritual que hoje se encontra a igreja de Jesus
    muitos que se dizem cristão, cantores, principalmente os cantores que realmente é uma vergnha para os que dizem ser adoradores de Deus. Primeiro vivem mendingando nas portas das igrejas para venderem cds e dizem que é para ajudarem o seu ministerio, talvez por não lerem a Bíblia sagrada não viu o que aconteceu com ASAFE no salmo 73. Hoje os que se dizem adoradore de Cristo fazem Shows, cobram para cantar nas igrejas , ao invés de louvarem o nome do senhor . Fico imaginando se Davi fizese shows nas igreja e quanto cobraria para cantar . Jamais chamaria esses mercewnarios de cristão. sem mais Pb. Geraldo

  3. É claro que os ditos “Cantores Evangélicos” fazem sucesso, ainda mais nos dias atuais, onde a maioria dos pregadores não prega mais acerca do arrependimento, e sim, que todos nasceram para vencer, e onde as músicas que outrora eram louvores que engrandeciam o nome do nosso Deus, se transformaram hoje em “músicas” que engrandecem a homens, ou seja, o antropocentrismo se infiltrou no meio da antes mais confiável: “Igreja Evangélica”.

  4. hoje em dia tem crente ( crente de verdade)ou porque não dizer cretino, que não sabe mais a diferença entre o Santo e o profano.

    tou com vc Gigi.

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 5,000 comentários no Estudos Bíblicos.