Você é amigo ou inimigo de Deus?

0
552

Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele; (1 João 2:15)

O que é amar?

O que é “o mundo”?

O que significa amar o mundo? Você ama o mundo?

Essas são questões importantes, e as consequencias são sérias.

Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus. (Tiago 4:4)

Você é um inimigo de Deus?

Ou você é amigo de Deus?

Como você pode saber disso?

Jesus disse aos seus doze discípulos: “Vós sois meus amigos, se fazeis o que eu vos mando”. (João 15:14)

Mas o que ele nos ordenou a fazer? A resposta está no nome do Blog…

O meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. (João 15:12)

Então o que é “amar”? É um sentimento?

Como Jesus amou?

A resposta a essas perguntas, vão nos mostrar se somos amigos ou inimigos de Deus.

Você que saber?

AMIGOS DE DEUS

A palavra grega traduzida como “amor” nesses versos é “Agapao” ou “Agape”. A palavra grega agapao significa a direção ou vontade em que ou para que alguém encontra a sua alegria (Hebreus 12:2), e é revelada em como a pessoa gasta o seu tempo, seu dinheiro e sua energia.

tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé. Ele, pela alegria que lhe fora proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus. (Hebreus 12:2)

O evangelho nos mostra exatamente como Jesus gastou seu tempo e energia. Ele não tinha nenhum pensamento para si mesmo. Sua atenção era sempre pelos outros. Estava sempre servindo os outros, ensinando-os, encorajando-os, e os corrigindo. Esse era o seu “cargo”. E então ele morreu por eles, e consequentemente por todos nós.

Um pouco antes da festa da Páscoa, sabendo Jesus que havia chegado o tempo em que deixaria este mundo e iria para o Pai, tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim. (João 13:1)

Assim foi como Jesus nos amou, até o fim. E assim é como ele nos manda amar uns aos outros.

Um novo mandamento lhes dou: Amem-se uns aos outros. Como eu os amei, vocês devem amar-se uns aos outros. Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros. (João 13:34-35)

Eles deveriam entregar suas vidas, suas vontades, para amar uns aos outros, dar a vida pelos outros como ele fez, em beneficio do corpo de Cristo, a Igreja.

O meu mandamento é este: Amem-se uns aos outros como eu os amei. Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos. (João 15:12-13)

Nisto conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar a nossa vida por nossos irmãos. Se alguém tiver recursos materiais e, vendo seu irmão em necessidade, não se compadecer dele, como pode permanecer nele o amor de Deus? (1 João 3:16-17)

Jesus dizia a todos: Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome diariamente a sua cruz e siga-me. (Lucas 9:23)

Essa era pra ser o nosso “cargo”, o nosso trabalho, nosso emprego, nossa missão. Não foi por um engano ou por um erro, que a Igreja começou como sendo um comunidade, como está no livro de Atos.

Os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum. Vendendo suas propriedades e bens, distribuíam a cada um conforme a sua necessidade. Todos os dias, continuavam a reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em suas casas, e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração, louvando a Deus e tendo a simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava diariamente os que iam sendo salvos. (Atos 2:44-47)

Vivendo juntos em comunidade é a única maneira que podemos obedecer ao mandamento de Jesus, de deixar tudo para trás e o seguir (Marcos 10: 29-30), e amar uns aos outros como ele nos amou (João 13:34-35), e procurar primeiro o Reino de Deus, sem se importar em como vamos conseguir comida ou o que vestir (Mateus 6:31-33).

Portanto, não se preocupem, dizendo: ‘Que vamos comer? ’ ou ‘que vamos beber? ’ ou ‘que vamos vestir? Pois os pagãos (Gentios) é que correm atrás dessas coisas; mas o Pai celestial sabe que vocês precisam delas. Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas. (Mateus 6:31-33)

Como alguém pode não se preocupar sobre a comida do dia a dia ou suas roupas? Apenas se seus irmãos e irmãs estiverem todos unidos. No verdadeiro Corpo de Cristo todos estão continuamente servindo uns aos outros de acordo com as necessidades de cada um e de acordo com a Graça de cada um (Efésios 4:15-17) , fazendo as obras que foram preparadas para nós (Efésios 2:10).

Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo,
Do qual todo o corpo, bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor.
E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente. (Efésios 4:15-17)

E ele morreu por todos para que aqueles que vivem já não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. (2 Corintios 5:15)

Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou de antemão para que nós as praticássemos. (Efésios 2:10)

É assim que alguém pode obedecer literalmente a procurar “em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça”, e como resultado todos nós teremos exatamente o que precisamos.

É assim que discípulos amam uns aos outros. Eles tem a sua alegria em Cristo, que vive em seus irmãos e irmãs. Apenas amando e servindo nosso irmãos, podemos realmente amar a servir a Deus. (1 João 4:20)

Se alguém disser: Amo a Deus, e odiar a seu irmão, é mentiroso; pois aquele que não ama a seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê. (1 João 4:20)

Jesus vive onde seus verdadeiros discípulos vivem, na comunidade dos redimidos. Esses são seus amigos, e ele se revela a eles porque eles obedecem os seus mandamentos.

Quem me serve precisa seguir-me; e, onde estou, o meu servo também estará. Aquele que me serve, meu Pai o honrará. (João 12:26)

Quem tem os meus mandamentos e lhes obedece, esse é o que me ama. Aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me revelarei a ele. (João 14:21)

O meu mandamento é este: Amem-se uns aos outros como eu os amei. Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos. Vocês serão meus amigos, se fizerem o que eu lhes ordeno. Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz. Em vez disso, eu os tenho chamado amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu lhes tornei conhecido. (João 15:12-15)

Deus pra entender quem são os amigos de Deus? E quem ama a Deus?

Agora vamos ver quem são os…

INIMIGOS DE DEUS

Eles são aqueles que dizem ser seus amigos, mas não obedecem a sua palavra.

Aquele que diz: “Eu o conheço”, mas não obedece aos seus mandamentos, é mentiroso, e a verdade não está nele. (1 João 2:4)

Eles dizem que amam a Deus, e que amam seus irmãos em Cristo, mas todo seu tempo e energia é gasto para conseguir uma vida confortável nesse mundo.

Lembre-se que o que a Bíblia chama de “amor” não é apenas um sentimento. É a direção e vontade em que, ou para que alguém encontra a sua alegria. Seu amor é medido pelo o que captura a sua atenção e seus esforços, em que você se alegra em fazer, em que você gasta o seu dinheiro, tempo e energia. Isso é o que importa, é isso que a Palavra Agapao que é traduzido como “amor” quer dizer. Não é apenas um sentimento.

Quem ou o que você ama? Em que você encontra sua alegria? Em que você gasta seu tempo e energia?

Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele; (1 João 2:15)

O que é o mundo? o que são as coisas do mundo?

porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não procede do Pai, mas procede do mundo.
Ora, o mundo passa, bem como a sua concupiscência; aquele, porém, que faz a vontade de Deus permanece eternamente. (1 João 2:16-17)

Existem as coisas óbvias do mundo; Televisão, filmes, esportes, luxuria, gula, riqueza e poder. Essas são apenas algumas manifestações de “viver” em função do seu próprio Ego. Você deve odiar a sua vida nesse mundo (João 12:25). Enquanto você não chega a esse ponto, você continua sendo um inimigo de Deus, e amigo do mundo (Tiago 4:4).

Quem ama a sua vida perde-a; mas aquele que odeia a sua vida neste mundo preservá-la-á para a vida eterna. (João 12:25)

Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus. (Tiago 4:4)

AMOR X ÓDIO

Assim como “amor” no Evangelho não é apenas um sentimento ou uma afeição por alguém, o “ódio” também não é apenas um sentimento. Quando Jesus chamou seus discípulos para o seguirem, ele estava ordenando nada menos que 100% de mudança na direçao de suas vontades e desejos. Isso é o que significa se arrepender, odiar sua vida nesse mundo, e começar a servir a Jesus onde quer que você esteja.

Quem ama a sua vida perde-a; mas aquele que odeia a sua vida neste mundo preservá-la-á para a vida eterna. Se alguém me serve, siga-me, e, onde eu estou, ali estará também o meu servo. E, se alguém me servir, o Pai o honrará. (João 12:25-26)

Os discípulos de Jesus mudaram suas vidas 100%, abandonaram tudo, a direçao e vontade dos seus corações, a alegria deles, seu tempo e sua energia eram 100% para a causa de Jesus. Os parentes e amigos dos discípulos podem ter “ficado com ciume”, ou desapontados com a escolha deles de deixar tudo pra trás (Mateus 10:34-39, Lucas 12:51-53), mas eles não podiam servir a dois Mestres (Mateus 6:24)

Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada.
Pois vim causar divisão entre o homem e seu pai; entre a filha e sua mãe e entre a nora e sua sogra.
Assim, os inimigos do homem serão os da sua própria casa.
Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim não é digno de mim; quem ama seu filho ou sua filha mais do que a mim não é digno de mim;
e quem não toma a sua cruz e vem após mim não é digno de mim.
Quem acha a sua vida perdê-la-á; quem, todavia, perde a vida por minha causa achá-la-á. (Mateus 10:34-39)

Vocês pensam que vim trazer paz à terra? Não, eu lhes digo. Pelo contrário, vim trazer divisão!
De agora em diante haverá cinco numa família divididos uns contra os outros: três contra dois e dois contra três.
Estarão divididos pai contra filho e filho contra pai, mãe contra filha e filha contra mãe, sogra contra nora e nora contra sogra” (Lucas 12:51-53)

“Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro”. (Mateus 6:24)

Eles tiveram que deixar tudo para trás, provavelmente entraram em conflitos com seus pais pois estavam deixando eles. Mas o fizeram pela causa de Jesus.

Quando seus familiares ouviram falar disso, saíram para apoderar-se dele, pois diziam: “Ele está fora de si”. (Marcos 3:21)

O próprio Jesus teve que fazer essa escolha, com o risco de ofender a sua mãe humana, mas tudo pela vontade do seu Pai, nosso Deus.

Então chegaram a mãe e os irmãos de Jesus. Ficando do lado de fora, mandaram alguém chamá-lo.
Havia muita gente assentada ao seu redor; e lhe disseram: “Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e te procuram”.
“Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos? “, perguntou ele.
Então olhou para os que estavam assentados ao seu redor e disse: “Aqui estão minha mãe e meus irmãos!
Quem faz a vontade de Deus, este é meu irmão, minha irmã e minha mãe”. (Marcos 3:31-35)

E foi assim com os discípulos, como disse Pedro “Nós deixamos tudo para seguir-te” (Marcos 10:28). E a resposta de Jesus para Pedro revela o resultado da direçao e vontade do seu coração, em que você encontra a sua alegria, o resultado de odiar a sua vida nesse mundo para obedecer e amar Jesus:

Respondeu Jesus: “Digo-lhes a verdade: Ninguém que tenha deixado casa, irmãos, irmãs, mãe, pai, filhos, ou campos, por causa de mim e do evangelho,
deixará de receber cem vezes mais já no tempo presente casas, irmãos, irmãs, mães, filhos e campos, e com eles perseguição; e, na era futura, a vida eterna.
Contudo, muitos primeiros serão últimos, e os últimos serão primeiros”. (Marcos 10:29-31)

E o resultado disso é a vida descrita em Atos 2: 44-47, e Atos 4:32-35.

E nós como estamos vivendo? Nada parecido com isso concordam?

AMIGO OU INIMIGO?

Qual a direçao e vontade do seu coração? O que consome o seu tempo e energia? É o amor pelas coisas do mundo? Ou o amor pelo povo e coisas de Deus?

Sabemos que já passamos da morte para a vida porque amamos nossos irmãos. Quem não ama permanece na morte.
Quem odeia seu irmão é assassino, e vocês sabem que nenhum assassino tem vida eterna em si mesmo.
Nisto conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar a nossa vida por nossos irmãos.
Se alguém tiver recursos materiais e, vendo seu irmão em necessidade, não se compadecer dele, como pode permanecer nele o amor de Deus?
Filhinhos, não amemos de palavra nem de boca, mas em ação e em verdade. (1 João 3:14-18)

Ele NÃO fala “Sabemos que já passamos da morte para a vida porque pedimos a Jesus para entrar no nosso coração”. Como você saberia se ele aceitou o convite?

Enquanto estava em Jerusalém, na festa da Páscoa, muitos viram os sinais miraculosos que ele estava realizando e creram em seu nome.
Mas Jesus não se confiava a eles, pois conhecia a todos.
Não precisava que ninguém lhe desse testemunho a respeito do homem, pois ele bem sabia o que havia no homem. (João 2:23-25)

O que fazemos e demonstramos, pela direçao e vontade do nosso coração, em que gastamos o nosso tempo e energia, e não por como nos sentimos, é assim que nossa fé e nossa crença é testada.

Agora que vocês sabem estas coisas, felizes serão se as praticarem”. (João 13:17)

“Se vocês me amam, obedecerão aos meus mandamentos” (João 14:15)

Quem tem os meus mandamentos e lhes obedece, esse é o que me ama. Aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me revelarei a ele”.
Disse então Judas ( não o Iscariotes ): “Senhor, mas por que te revelarás a nós e não ao mundo? “
Respondeu Jesus: “Se alguém me ama, guardará a minha palavra. Meu Pai o amará, nós viremos a ele e faremos nele morada.
Aquele que não me ama não guarda as minhas palavras. Estas palavras que vocês estão ouvindo não são minhas; são de meu Pai que me enviou. (João 14:21-24)

É baseado em nós fazermos o principal, que Jesus disse que iria distinguir seus verdadeiros discípulos:

“Um novo mandamento lhes dou: Amem-se uns aos outros. Como eu os amei, vocês devem amar-se uns aos outros.
Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros”. (João 13:34-35)

Se não formos “um”, os que realmente acreditam vivendo em unidade (João 17:20-23), demonstrando que o amor de nosso Pai está em nós, todo o resto é o “amor pelo mundo”, e às coisas do mundo, e a vida destes estará…

…separados da comunidade de Israel, sendo estrangeiros quanto às alianças da promessa, sem esperança e sem Deus no mundo. (Efésios 2:12)

E então você chegou a uma conclusão? Você é um amigo ou inimigo de Deus?

Você é por ele, ou contra ele? está juntando ou espalhando?

“Aquele que não está comigo, está contra mim; e aquele que comigo não ajunta, espalha” (Mateus 12:30)

Qual a direçao e vontade do seu coração? Em que você gasta seu tempo e energia?

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA