Verdade, Sinceridade e Honestidade

1

“Exorta os servos a que sejam submissos a seus senhores em tudo, sendo-lhes agradáveis, não os contradizendo, nem defraudando, antes mostrando perfeita lealdade, para que em tudo sejam ornamento da doutrina de Deus nosso Salvador.” (Tito 2.9,10)

Há em nossa época uma grande transgressão de todos os mandamentos de Deus, mas não há certamente maior transgressão do que a da honestidade, da sinceridade e da verdade, em todos os níveis da sociedade.

Tão generalizada se tornou a prática da mentira, do roubo e da desonestidade que isto é visto até mesmo nos mais altos escalões, em níveis assombrosos, especialmente na prática da corrupção.

E nas classes mais baixas ouve-se falar dos chamados “gatos” de luz, de água, de Tv a cabo, Internet, e de outros serviços, como se fossem coisas muito naturais e normais.

A exigência bíblica, constante na Lei de Moisés, conforme determinado por Deus de que se usassem balanças justas e outras medidas justas é violada de todas as formas possíveis e parece ao entendimento comum que pirataria, engano comercial etc é coisa para espertos, e estes são celebrados em vez de serem reprovados.

Com isto, há uma grande insensibilidade e indiferença à mentira e desonestidade, exceto somente quando o seu praticante, é ele próprio prejudicado por outros.

Se houvesse um verdadeiro respeito à ordenança bíblica, até mesmo os chamados pequenos desvios que são praticados no ambiente de trabalho, como por exemplo os de lápis, clips, borracha, papel etc, seriam vistos como furtos, como de fato são, pois, do Espirito Santo seria ouvido no coração o seguinte: “Não pegue para si, para uso particular, porque isto não lhe pertence.”

A honestidade não é medida portanto pelo valor grande ou pequeno da coisa desviada, pois o que conta aos olhos do Senhor, é a intenção do coração de quebrar o mandamento que diz: “Não furtarás.”

No entanto, a desonestidade não se refere tão somente a coisas, como também à falta da verdade, da sinceridade em relação ao que somos de fato aos olhos de Deus. Se somos ou não honestos em confessar-lhe as nossas faltas, para que sejamos capacitados pela Sua graça a superá-las.

Agora, por que se exige total honestidade, sinceridade e verdade da parte dos homens?

Porque foram criados para ser à exata imagem e semelhança de Deus, o qual é perfeitamente verdadeiro, honesto e sincero. Não há em Deus a menor sombra de corrupção em seu caráter. Daí o Senhor Jesus Cristo afirmar que Ele próprio é a verdade. Ou seja, tudo o que é verdadeiro, honesto e sincero, especialmente em relação àquilo que devemos ser como pessoas criadas à imagem e semelhança de Deus tem nEle o perfeito modelo. Ele é perfeito Deus e perfeito homem. E se manifestou para que a nossa humanidade pudesse ser revestida da divindade.

Assim, quando o Novo Testamento se refere à verdade, na quase totalidade dos textos o que temos é a verdade objetiva do evangelho, a verdade revelada por Jesus Cristo, nosso Senhor, verdade esta na qual todos os crentes devem andar por meio da fé, ou seja, em santidade de vida e em comunhão com Cristo, sendo atuantes na obra de Deus, mas também temos referências à verdade subjetiva quanto a um procedimento moral exemplar em sinceridade e integridade.

O fundamento da verdade é o amor ágape sacrificial, celestial e divino. Quando se diz que se ama a Deus com este amor ágape, e quando este falta em relação aos nossos semelhantes, mentimos e somos considerados por Deus como mentirosos porque negamos em nosso próprio viver aquilo que afirmamos ter com os nossos lábios e que na verdade não possuímos.

Deus é amor porque sempre atua em consistência com o amor, e é verdadeiro porque é sempre consistente com todos os seus atributos, nunca atuando contra qualquer um deles.

Como isto falta aos homens, é afirmado na Palavra que Deus é verdadeiro e todo homem é mentiroso, de modo que necessitamos da restauração da verdade em nós mesmos, pela implantação das virtudes de Cristo e despojamento das obras do corpo que são pecaminosos, por serem contrárias ao caráter divino.

Você pode ler os versículos bíblicos contendo destacadas as palavras 1 – adiaphthoria (grego) – incorruptibilidade, integridade, honestidade;

2 – aphtharsia (grego) – sinceridade, incorruptibilidade;

3 – semnotes (grego) – sinceridade, honestidade;

4 – aletheia (grego) – verdade;

5 – emeth (hebraico) – verdade, fidelidade; relativas ao assunto, acessando o seguinte link:

http://www.recantodasletras.com.br/mensagensreligiosas/5390493

Pr Silvio Dutra


1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here