Vencendo as Lutas Por Meio do Louvor

2

II Crônicas 20.1-26 – Encontramos nas Sagradas Escrituras exemplos de pessoas que enfrentaram as lutas diárias de maneiras bem diferentes dos padrões da cultura em que vivemos.

No texto em destaque, encontramos o rei Josafá humilhando-se diante de Deus com jejum e oração. Encontramo-lo ainda reconhecendo que não tinha forças para vencer seus inimigos em batalha. Ao saber das nações inimigas que vinham para destruí-lo, ele não pôs a sua confiança em seu grande exército, mas reconheceu que era dependia de Deus para vencer aquela batalha. Esse homem tinha algo precioso em seu coração que transformou a situação aparente de perda em ganhos, ele tinha FÉ. Por isso disse:

“os nossos olhos estão postos em ti (Senhor)”v.12. Josafá obteve através da sua fé uma vitória inusitada: ele venceu uma batalha sem usar as armas, apenas LOUVANDO! Ele colocou os levitas à frente dos soldados , e nesse ato de fé pôde contemplar o agir de Deus, que de uma forma poderosa confundiu os exércitos inimigos levando-os a se autodestruírem.

A atitude de louvar a Deus deve ser uma constante em nossa vida. Devemos, pois, louvar a Deus antes, durante e depois das dificuldades. Queremos ainda destacar alguns homens que tiveram a atitude de louvor diante das lutas e foram vitoriosos:

Um fato marcante do louvor durante a tribulação foi a espetacular libertação de Paulo e Silas quando perseguidos e presos puderam louvar a Deus e aquele louvor libertou-os da prisão literalmente, pois houve um terremoto e os alicerces se moveram, e as portas se abriram, e todos foram livres (At 16.25).

Encontramos também Moisés, que confiou no Senhor e obedeceu-lhe, e pôde ver e ouvir o estrondoso barulho do milagre do mar se abrindo, esse livramento fez com que Moisés colocasse para fora através do louvor todo o peso de 400 anos de escravidão do seu povo (Êx 15).

Durante tribulações, guerras, perseguições ou dificuldades de ordem material, emocional ou física, cantar pode parecer um contrassenso, mas, quando se está cheio do Espírito Santo, o louvor flui produzindo uma paz e uma segurança tão grande que gera a fé necessária para esperar a resposta de Deus. O profeta Habacuque disse que se alegraria no Senhor mesmo que tudo lhe faltasse (Hb 3.18); Jó teve uma fé especial, uma fé que o fez suportar aquele duro momento de perdas sem blasfemar ou murmurar contra Deus (Jó 1.20 e 21).

Esses cânticos representam a superação de homens e mulheres de Deus, que em algum momento de extrema dificuldade creram, sem duvidar, obedeceram à voz de Deus e através do louvor puderam expressar todo o contentamento por terem recebido vitória das mãos de Deus sobre as lutas enfrentadas.

Como crentes no Senhor Jesus a nossa vida tem que ser um constante louvor. O louvor liberta, acalenta a alma, traz paz ao coração e enche a boca de riso. “Louvai ao Senhor. Louvai a Deus no seu santuário; louvai-o no firmamento do seu poder. Louvai-o pelos seus atos poderosos…” (Sl 150).

(Virgínia Macêdo)


COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Ótimo. Li na hora que eu estava passando por uma luta terrivel, e comecei a louvar, e Deus acalmou meu coraçao, me deu paz e me fez enfrentar ao problema de cabeça erguida. Muito obrigado Jesus, obrigado Virgínia Macêdo.

  2. Ótimo. Eu li na quando estana passando por uma terrivel guerra na minha vida (problemas muito grandes) quando comecei a louvar a Deus, Ele me deu paz, e me fez resolver tudo com a cabeça ergida. Deus me deu muita paz, obrigado meu Deus, obrigado Virgínia Macêdo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here