Uma carta para o seu pastor – Uma reflexão sobre o pastorado cristão

1

“Apascenta as minhas ovelhas” – Jo 21:17c

Esse texto talvez devesse ter seu subtítulo alterado, onde se lê “reflexão”, acredito ser mais apropriado o vocábulo, “desabafo”. Escrevi esse texto no ápice de uma crise existencial, após apenas alguns meses de ministério. Foi a partir desse conflito interior que o Espírito do Senhor destruiu todos os meus sonhos pessoais que almejava construir através do ministério e me lembrou da razão exclusiva para qual fui vocacionado: apascentar ovelhas.

Pastor não é identidade, é função. Porém muitos ministros preferem esquecer essa verdade por temerem ver o que realmente são. Escondem-se atrás da cátedra, essa é sua máscara, sua proteção. A identidade primeira de todo pastor é apenas uma: pecador redimido. Não gostam de se olhar no espelho, preferem a camuflagem da atividade. É mais fácil usar a máscara de “Ungido do Senhor” para uma “grande” obra, do que ver no espelho um megalomaníaco perverso. Melhor ocultar o pecado para preservar o “Reino de Deus”, do que pedir perdão à igreja pelas suas ofensas. Como pensam que pastorado é identidade e não função, se ofendem quando não pronunciam o título antes de seus nomes.
Pastores são pastores para serem conhecidos, influenciar pessoas, serem poderosos na terra e serem inacessíveis executivos da fé? Absolutamente, não.

Pastores são pastores para guardarem as ovelhas. Cuidar e não explora-las. Quem apascenta está perto. Pastores precisam cheirar ovelha. Cheirar ovelha ao ponto de atrair os lobos para si e assim livra-las. Cheirar ovelha e estar de tal modo com elas envolvido que não permita a sedução pela adrenalina de ser guará.

Pastores são chamados para servir, não para serem honrados por causa de um título. “Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir” Mt 20:28. Lembrai-vos da palavra que vos disse: Não é o servo maior do que o seu senhor. Jo 15:20.

Títulos são vaidade, o serviço é real. O título em si não modifica as pessoas, o serviço transforma vidas. O título é uma tentação, a necessidade é o serviço.

Por fim, pastores existem porque existem ovelhas. Ovelhas do Sumo Pastor (Hb 13:20). Ovelhas são a causa do pastor, sem ovelhas não há pastor, não o contrário. O rebanho não é um meio para líderes terem ascensão ministerial, social, econômica ou política. Ovelhas são uma dádiva divina para o ministro, porém elas serão devolvidas ao galardoador no último dia. Voce estará preparado?


1 COMENTÁRIO

  1. infelizmente por causa de alguns pastores sem escrúpulos,nós ovelhas do senhor jesus temos sofrido bastante, mas como pastora eu procuro a cada dia melhorar mais e mais para na hora de ter que me encontrar com o meu mestre,receber dele a coroa da vida.que Deus possa os abençoar com toda sorte de benção ,e não se esqueça jesus está as porta. fiquem na paz do senhor

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here