TIBIEZA

0

Uma vida morna é um desprazer para a Deus; ele deseja que sejamos fervorosos no espírito. Deus está satisfeito conosco quando somos pedras vivas, mas não quando somos formais e mornos. Um estado de mornidão é um estado perigoso. Uma coisa muito perigosa sobre isso é que, geralmente, quando uma pessoa está morna, ela não sabe que é morna. Se um homem está doente e não sabe que é doente, ele está em grande perigo de vida, porque não é de todo provável que ele tome o devido cuidado de si mesmo. Então, quanto ao homem que é frio e formal, mas acha que é espiritual e cheio de amor não é de se esperar que faça alguma coisa para a melhoria de sua condição espiritual.
Eles estão espiritualmente mortos, mas não estão conscientes disso. Os cristãos de Laodiceia eram mornos, mas se achavam ricos e abastados, e que não tinham qualquer necessidade.

Agora vou lhe dizer alguns sintomas da tibieza; assim você poderá saber se é este o seu estado.

Primeiro. Um tipo de sentimento duvidoso ou incerto se você está bem com Deus, juntamente com uma falta de vontade de se examinar interiormente por medo do que você está desejando. Ser cheio do Espírito Santo nos dá a plenitude de certeza.

Segundo. Se quando você testemunha ser salvo, santificado e preparado para a vinda de Jesus, o seu coração não consegue dizer amém e deseja em sua alma que tivesse um pouco mais de certeza do que aquilo que os seus lábios dizem ser verdade; você não é tão espiritual quanto deve ser. Quando estamos cheios do Espírito, nossas almas estão seguras e satisfeitas.

Em terceiro lugar. Caminhando dia após dia na mesma rotina de vida, tendo como certo que você está no trabalho que o Senhor quer que você faça, e não buscando sinceramente conhecer a sua vontade. Aqueles que são espirituais não podem ficar satisfeitos sem um conhecimento definitivo da vontade de Deus. Se você estiver indo bem sem qualquer conhecimento real e positivo da vontade de Deus e não procura conhecê-la, com certeza você está morno.

Quarto. Se quando sua rotina de vida é de alguma forma interrompida, você fica insatisfeito e murmura, se você não gosta de ser movido do seu velho modo de vida, mas você deseja ser deixado em paz, é evidente que você escolheu seu próprio caminho e que Deus não está dirigindo seus passos.

Quinto. Se quando você é chamado para ajudar a um vizinho ou um doente ou até mesmo um inimigo, você encontra uma relutância para ir e muitas vezes há um retorno de sua mente para seus próprios interesses, você está, pelo que parece, olhando somente os seus próprios interesses, e não os de outros. A Bíblia nos diz para atendermos às necessidade de outras pessoas. Se você não age assim, é porque você é egoísta. Aqueles que são espirituais têm tempo para ajudar os outros e o fazem de bom grado.
Sexto. Se lhe fosse perguntado se você está fazendo o trabalho que você está fazendo agora, apenas para a glória de Deus, e você se vê obrigado a responder que não teve qualquer pensamento em particular sobre isso, mas supôs que isto pouco importava para o Senhor, isso certamente mostra descaso, indiferença, mornidão.

Sétimo. Se você é indiferente e alheio a fazer progresso espiritual, se não está desejando e sinceramente buscando mais de Deus, se não está se esforçando para ser mais manso e humilde, para ser mais gentil e paciente, se é descuidado para tolerar atos de egoísmo, de impaciência, crueldade e aspereza, certamente você está morno.

Oitavo. Deixar de ler a Bíblia e orar em secreto, tendo maior fervor na oração pública do que na oração secreta; manifestando mais exterior do que internamente, a piedade real; testemunhando ou pregando além do verdadeiro padrão de vida, estas também são evidências de tibieza. Um homem pode se tornar entusiasmado em oração, testemunho, ou sermão, e pensar que ele está fazendo um grande avanço, mas se ele não fizer jus a cada palavra que ele fala, ele está perdendo em vez de estar ganhando, porque não está andando na luz.
A tibieza é muito repugnante para Deus. Ele a reprova. Não fazer qualquer profissão de amor a Deus, não é tão vergonhoso para ele como professar amá-lo e ser morno. Deus quer todo o seu coração. Se ele não puder ter todo, ele não terá nenhum. Ele deseja fervor, ardente amor. Amá-lo apenas parcialmente, e não completamente, faz parecer como se ele fosse digno apenas de um amor indiferente. Isto nivela todas as demais coisas a Deus.

Depois que o médico identifica os sintomas e pronuncia a doença, então ele prescreve o remédio. Graças a Deus, há um remédio infalível para a tibieza. De fato, uma grama de prevenção vale um quilo de cura. Arrependam-se, e pratiquem as primeiras obras. Venha a Deus e compre dele o ouro refinado no fogo. Exercite-se nas coisas espirituais se ainda houver amor em seu coração. Lance fora tudo o que estiver lhe desorientando. Force o seu caminhar através de Deus, apesar da sequidão e mornidão. Mova a sua alma. Dê a si mesmo a profunda meditação sobre o grande amor de Deus por você. Ore com fervor e fé. Consagre-se a toda a vontade de Deus. Se o seu caso não é sem esperança – e certamente não é – isso vai efetuar a cura.

Tradução e adaptação feitas pelo Pr Silvio Dutra, de um texto de James Orr, em domínio público.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here