Capa

Predestinação Absoluta ou Presciente?

Previous Article
Quebra de maldição?
Comments (5)
  1. Warley disse:

    Muito bem, o problema disso tudo é que vcs msm se contradizem em quando afirmam que a salvaçao é para todos(como se só dependesse de nós). Veja bem, vamos simplificar, o irmão defende que o sangue foi derramado para todos, mas o próprio diz que Deus ja sabe o nome de todos, afinal o livro ja esta selado nao é mesmo?

    Se os nomes ja estao la, e Deus sabe quem se salvará, entao como o sangue foi derramado até pelos que nao se salvarao?

    Eu acredito da seguinte forma: O Senhor Jesus derramou o seu sangue, para todos os que Nele cre e outa coisa, quando lançamos a rede, é pra apanhar os peixes, mas se lembre que com eles tambem caem na rede peixes imundos e podres, sujeiras, que sao lançadas de volta ao mar.

    Quanto o que o irmão falou sobre, para que pregar se ja estao salvos, eu vejo assim, eu nao sei quem esta salvo, eu nao sei se ate o fim da minha carreira eu estarei salvo, entao por isso eu guerdo a fé e prego a palavra, mas veja bem, eu nao sei, mas Ele sabe

  2. Warley disse:

    Guardo a fé… rsrsr
    escrei errado

  3. Warley disse:

    escrevi, meu Deus

  4. Junior ferreira disse:

    Eleição é a escolha feita por Deus, em Cristo, desde a eternidade, de pessoas para a vida eterna, não por qualquer mérito, mas segundo a riqueza da sua graça”. Antes da criação do mundo, Deus, no exercício de sua soberania divina e à luz de sua presciência de todas as coisas, elegeu, chamou, predestinou, justificou e glorificou aqueles que, no correr dos tempos, aceitariam livremente o dom da salvação. Ainda que baseada na soberania de Deus, essa eleição está em perfeita consonância com o livre-arbítrio de cada um e de todos os seres humanos. A salvação do crente é eterna. Os salvos perseveram em Cristo e estão guardados pelo poder de Deus. Nenhuma força ou circunstância tem poder para separar o crente do amor de Deus em Cristo Jesus. O novo nascimento, o perdão, a justificação, a adoção como filhos de Deus, a eleição e o dom do Espírito Santo asseguram aos salvos a permanência na graça da salvação”.

    Reconhecemos que existe uma tensão entre infinito e finito, entre o que está em cima e o que está embaixo. Mas, para nós batistas, a doutrina da eleição é uma síntese, que equilibra a tensão. Dessa maneira, segundo Sua graça imerecida, Deus opera a salvação em e através de Cristo, de pessoas eleitas desde a eternidade, chamadas, predestinadas, justificadas e glorificadas à luz de Sua presciência e de acordo com o livre arbítrio de cada um e de todos. [Veja os seguintes textos: I Pe 1.2; Rm. 9.22-24; I Ts 1.4; Rm. 8.28-30; Ef. 1.3-14].

    E assim a doutrina batista apresenta seus quatro pontos:
    1. Todos são eleitos.
    2. Deus opera a salvação em e através de Cristo pelo favor imerecido de sua graça.
    3. Deus é pré-ciente.
    4. De acordo com o livre-arbítrio, desde a eternidade, Deus elege, chama, predestina, justifica e glorifica.

    Nós batistas entendemos que salvação implica em regeneração, que é ato inicial em que Deus faz nascer de novo o pecador perdido. É obra do Espírito Santo, quando o pecador recebe o perdão, a justificação, a adoção de filho de Deus, a vida eterna e o dom do Espírito Santo. Neste ato de regeneração, o novo crente é batizado com o Espírito Santo e é por ele selado para o dia da redenção final, liberto do castigo eterno de seus pecados.

  5. “Essa ‘doutrina’ de Predestinação Absoluta é contrária ao ensino bíblico do livre arbítrio e oculta o Atributo da Presciência de Deus.”… Queria saber onde foi que ele encontrou livre arbítrio na Bíblia… Nem a Bíblia, nem a filosofia, nem a metafísica defendem o livre arbítrio. O livre arbítrio é uma ilusão, como já ensinava Martinho Lutero. Se ele não enxergou o livre arbítrio como ensino bíblico, como foi que você conseguiu? Qual o versículo? Não confunda responsabilidade com livre arbítrio. Não sou livre para escolher nada, mas sou responsável pelo que escolho! Se o homem é escravo do pecado, deixou de ser livre. Suas escolhas estão subordinadas à sua natureza e se Deus não intervir ninguém dirá sim à oferta da graça. Esse é o conceito do monergismo.

    No filme “De volta para o futuro” o velho Biff Tannen pega um almanaque de esportes e volta para o passado. O almanaque contém os resultados de todos os jogos de seu futuro real e ao entregar o almanaque a ele mesmo diz que tudo o que precisaria fazer para mudar o seu futuro era apostar somente nos ganhadores. Todos que assistiram ao filme sabem que ele segue a recomendação e fica muito rico.
    De acordo com os arminianos, Deus tem presciência de quem o aceitaria e resolveu predestinar somente aqueles que responderiam sim à oferta de salvação. Esse raciocínio assemelha-se à história de Biff Tannen que tinha a presciência de quem ganharia ou perderia os jogos futuros e escolheu somente apostar nos vencedores.
    Para entender o propósito da ilustração do filme e a própria pergunta, leia primeiro sem o conteúdo dos parenteses e depois com as palavras em parenteses.
    Ao escolher (eleição) apostar no time vencedor (presciência), Biff Tannen (Deus) estaria destinando antecipadamente (predestinação) o time vencedor (pecadores que diriam sim à salvação) para a condição de vitorioso (salvos)?

    Não trata-se de ocultar o ensino da presciência, mas aplicá-la num contexto que ela possa explicar o todo da coisa. Se você acompanhou bem a ilustração acima, a presciência não alterar os resultados futuros. Se Deus simplesmente olhasse para o futuro para ver quem o receberia, simplesmente, ninguém veria uma mão levantada! O homem caído não procura a Deus, sempre correrá da luz para as trevas. Não é esse o ensino de Romanos, como todo o evangelho e nos profetas? Se você entender o que significa a total depravação do homem, logo perceberá que a presciência não explica nada.

    E para terminar, “o que antes conheceu” é similar a “josé não conheceu maria”… conhecer é ter um relacionamento, amar, escolher. Todos as outras referências de presciência não tratam de eleição, mas todos os textos que tratam de eleição apresenta a vontade soberana como base.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

O Estudos Gospel+ é um espaço onde se coloca estudos bíblicos, voltado ao público cristão.

Aproveite o conteúdo e compartilhe o conhecimento através das redes sociais.