O dízimo no Novo Testamento – O que diz a Bíblia? O dízimo não é para o Cristão

3

Importava dizimar, e não desprezar o juízo. Essa é a chave para entender Lucas 11.04.
Jesus fala de duas coisas, e uma destas ERA IMPORTANTE, a outra ainda é.

Se essa que ainda é importante, é o dízimo, podemos considerar que não é importante levar em consideração o juízo e o amor de Deus?

Video sobre o tema: http://www.youtube.com/watch?v=67jinVjN_aI

Já se levarmos em consideração que ainda É IMPORTANTE considerar o juízo e o amor de Deus, concluímos que o dízimo não importa mais.

Jesus fala de duas coisas no versículo. Uma continua sendo importante, a outra não é mais importante. Se o dízimo é importante, deixe de lado o juízo e o amor de Deus. Já se o amor de Deus é importante, deixe de lado o dízimo, pois uma destas coisas IMPORTAVA fazer. Qual vc escolhe?

Desculpe-me a retórica, mas a maioria usa este versículo de Lucas para tentar provar o dízimo no Novo Testamento, no entanto, o versículo deixa claro que Jesus o aboliu também (perceba que não estou falando que o dízimo era da lei, mas ele era até mesmo antes da lei, no entanto, mesmo assim Jesus o aboliu, mostrando a Sua soberania!)

Com tal retórica, acredito que em soma aos versículos do Antigo Testamento, fica mais do que claro, que o dízimo nunca foi em dinheiro (ouro ou prata), tampouco era dado ao sacerdote (digamos o pastor), mas era dado aos levitas (ministério que não existe na igreja), e era dado em alimento.

Portanto, esta é a verdade bíblica. Não é questão de opinião, ou de particular interpretação, é algo claro, tá na Palavra. Analise, questione. Não aceite tudo o que dizem sem antes examinar na Escritura!

O presente estudo, não visa de qualquer forma, descaracterizar as formas de doações para as igrejas, através de meios saudáveis. Digo saudável, pelas seguintes razões:

– Saudável para o corpo de Cristo, para manutenção da casa de Deus;

– Saudável para aquele que doa, pois semeia na obra de Deus, mostrando a sua dedicação em Deus; sobretudo, saudável mesmo, ficando longe de ser uma imposição.

Este estudo, não deseja conotar, que os leitores, não devam colaborar com a obra, pois Deus ama a quem doa com alegria, no entanto, vamos mostrar o que o dízimo de fato é.

Paulo, dedica I Coríntios 16, II Coríntios 09, Filipenses 04:10-19 para falar a respeito das coletas, no entanto, não fala em momento algum de dízimo, vamos ler algumas destas citações:

“Ora, quanto à coleta que se faz para os santos, fazei vós também o mesmo que ordenei às igrejas da Galácia. No primeiro dia da semana cada um de vós ponha de parte o que puder ajuntar, conforme a sua prosperidade, para que não se façam as coletas quando eu chegar.” 1 Coríntios 16:1-2

Paulo já havia recomendado o mesmo a outra igreja, a Galácia, ou seja, é algo para todas as igrejas, ele recomenda que seja separado, conforme a prosperidade, e não algo imposto, não os 10%, portanto, é oferta, não fala nada de dízimo! Paulo não queria que as coletas fossem feitas quando ele chegasse.

Imagine o seguinte: Um grande missionário, abriu uma igreja, e saiu para abrir outras. Certo dia, ele avisa que vai visitá-los. Este é o momento exato para arrecadar uma bela quantia, até mesmo para ajudar a este missionário, pois até o momento, estamos imaginando um missionário fiel a obra. Seria o momento para pedir, pois todos ali sabem que o dinheiro será bem empregado. No entanto, Paulo, disse que as coletas deveriam ser feitas aos domingos (somente aos domingos), e que não se fizessem no dia em que ele lá estivesse, pois Paulo tinha interesse na pregação da Palavra, e não em ganhar em dinheiro! Um verdadeiro ministro do Evangelho, anuncia a Cristo, e não enfatiza ao dinheiro em todos os momentos, pois este ministro, bem sabe que Deus é o Supridor de tudo, e este não precisa enfatizar a monetização de valores financeiros!

Em Atos 15, lemos a citação do primeiro Concílio, uma reunião entre os discípulos para decidirem o que seria pregado. Sabe de uma coisa? O dízimo nem foi citado!

Percebemos então, que de forma sincera, os apóstolos, discípulos, missionários, etc, nem citaram ao dízimo. Vamos ser sinceros? Vamos ler a Bíblia desde o começo e ver o que ela diz a este respeito:

O dízimo no A.T. era dado aos levitas :

“E que as primícias da nossa massa, as nossas ofertas alçadas, o fruto de toda a árvore, o mosto e o azeite, traríamos aos sacerdotes, às câmaras da casa do nosso Deus; e os dízimos da nossa terra aos levitas; e que os levitas receberiam os dízimos em todas as cidades, da nossa lavoura.” Neemias 10:37.

Vamos logo deixar outro ponto claro: Levita não é quem louva não! Levitas eram aqueles que ajudavam na casa do Senhor, levando a arca, e pessoas que não teriam descendentes. Hoje, não existem mais os levitas, mas os cooperadores e diáconos. Levita era aquele que vinha da tribo de Levi, os judeus, portanto, este termo não cabe à igreja!

Voltando ao assunto do dízimo, você pode ser sincero em reler Neemias 10 e ver que os dízimos eram dados aos levitas, e ao sacerdote, era dado as ofertas. Partindo do principio que não há levitas na igreja, a quem o dízimo deveria ser dado? A ninguém!
Vamos continuar lendo mais, o que a Bíblia diz sobre o dízimo:
“E eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo ministério que executam, o ministério da tenda da congregação.” Números 18:21.

O teu pastor é filho de Levi? Então por que o dízimo deve ser dado? Não existe na igreja, nenhum descendente da tribo de Levi, e era a estes que o dízimo era dado, não ao sacerdote!

“Porém não desampararás o levita que está dentro das tuas portas; pois não tem parte nem herança contigo. Ao fim de três anos tirarás todos os dízimos da tua colheita no mesmo ano, e os recolherás dentro das tuas portas; Então virá o levita (pois nem parte nem herança tem contigo), e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, que estão dentro das tuas portas, e comerão, e fartar-se-ão; para que o SENHOR teu Deus te abençoe em toda a obra que as tuas mãos fizerem.” Deuteronômio 14:27-29.

Estes versículos são muito importantes: O dízimo era dado somente a cada três anos; era da colheita, não era dinheiro, nem ouro ou prata. Era da colheita, ele a comia! E mais: Era dado ao levita, e não ao sacerdote!

Percebo que o dízimo como é anunciado hoje, está totalmente em contradição à Bíblia!

“Quando acabares de separar todos os dízimos da tua colheita no ano terceiro, que é o ano dos dízimos, então os darás ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, para que comam dentro das tuas portas, e se fartem; E dirás perante o SENHOR teu Deus: Tirei da minha casa as coisas consagradas e as dei também ao levita, e ao estrangeiro, e ao órfão e à viúva, conforme a todos os teus mandamentos que me tens ordenado; não transgredi os teus mandamentos, nem deles me esqueci” Deuteronômio 26:12-13.

Vamos lá: Dízimo da colheita (nem prata e nem ouro), terceiro ano (e não três ou quatro vezes por semana), e dado ao levita, função ou ministério que não existe na igreja!

Veja em Números 18:09-32 como era a vida dos levitas e mais sobre o dízimo.

Vale ressaltar, que seitas, como a Congregação “cristã” no Brasil, não pedem o dízimo, mas não é por isso, que as tais estejam certas. Elas anunciam heresias de perdição, contradizem vários ensinos bíblicos. E antes que me perguntem porque a CCB é seita, cito alguns pontos:

Não estudam a Bíblia, argumentando que a letra mata. Não preparam as pregações, nem estimulam a leitura bíblica, e até dizem que a Bíblia não é a Palavra de Deus, mas contém a Palavra, no entanto, Jesus disse que as palavras dele são espírito e vida!

Efetuam o “re-batismo”, e dizem ser a única igreja certa, o caminho para Cristo, o que é uma forte característica de seita, dentre outros pontos, os quais caracterizam tal igreja, como seita.

Voltando ao ponto do dízimo:

Há muitos pastores honestos e sinceros em Cristo e que apesar de pregarem sobre o dízimo, não os condeno, primeiro por não ser juiz e segundo, pois estes Têm feito uma grande obra, e estão usando muito bem o dinheiro que lhes dão, mas também tem muito vagabundo por ai! É justo um pai de família trabalhar o mês todo, e dar 10% do seu salário para um mercenário vagabundo? Não! E ainda chamam de ladrão a quem não dá o dízimo! Ladrão são estes, que manipulam as pessoas, e torcem os versículos bíblicos, com a intenção vergonhosa de ganhar dinheiro!

Acusar ao membro de ladrão, é uma heresia, tal qual, impor o dízimo no novo Testamento! É crime e pecado! Leia Deuteronômio 14:28 e 29 e veja se é possível praticar o dízimo hoje!

A benção não depende do dízimo: “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo” Efésios 1:3.

Ele já nos abençoou! O sacrifício no Novo Testamento não é o dízimo: “Portanto, ofereçamos sempre por ele a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome.” Hebreus 13:15.

Nós somos a igreja do Senhor, e não o Israel do Senhor, a nós, as regras são outras. Devemos sim ofertar, pois o amor ao dinheiro, e amor a um falso deus chamado mamón, mas impor valores, e chamar de ladrão quem não dá, é heresia, e crime!

Nós seremos julgados pela palavra (João 12:48), e não pelas obras.

Vamos encerrar, com três versículos:

“E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.” II Pedro 02:03.

“Aos quais convém tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, pela intenção vergonhosa de ganhar dinheiro.” Tito 1:11.

“Mas ai de vós, fariseus, que dizimais a hortelã, e a arruda, e toda a hortaliça, e desprezais o juízo e o amor de Deus. Importava fazer estas coisas, e não deixar as outras.” Lucas 11:42.

Precisamos falar mais alguma coisa? Importava, não importa mais! O que importa, é colaborar com a obra de Deus, tanto com mão de obra, quanto com valores financeiros, mas não com imposições, não com chantagem, e sim, por amor!

Wellington Leão


3 COMENTÁRIOS

  1. Muito excelente estudo, vamos compartilhar isso para que os que acham que Vao pro inferno por nao Dizimar Fiquem mais espertos. E sem peso na consciencia.

  2. Bom dia!
    Graça e Paz!
    Muito boa a sua exposição. Porém as veses fico pensando como as Igrejas sérias, por que tem, como sobreviveria pois como foi citado,como ofertar segundo a prosperidade?
    Quando digo isto é por que sempre se cria polêmicas quando se fala em arrecadação de dinheiro voltado pra obra de Deus. Não sou juiz, mas vejo a miséria em que as pessoas ofertam quando não é pedido o dízimo.
    Não há bom senso, sei que o dízimo no NT não há menção. Mas uma Igreja não sobrevive com ofertas de R$ 2,00 reais, ou R$ 10,00 em culto,se a Igreja ensina sorbe o dízimo. Entendo que deve ser doado com amor e gratidão a Deus, para que o lugar de adoração, o local onde a igreja se reune continue a existir.
    Admiro a CCB, pois ainda que eles pregam contra dízimos, mas eles próprios tem feito o possível para a obra de Deus crescer. O que muitos não fazem, só criam polêmicas, envolvedo dízimos mesmo talvez não sendo certo. Acrédito que por isso alguns falam sobre dízimos, pois é o mínimo para uma contribuição hoje.
    Mas respeito sua colocacão, sua boa exposição. Mas isto é o que penso! Jesus disse: Por que onde estiver o vosso tesouro, aí estara também o vosso coração. (Mt 6.21)
    E muitas pessoas, não poucas estão com o coração em mamon! Nem dizimam, nem dão uma boa oferta. Aí fica difícil! Por isso sou a favor daqueles que dizimam, pois vejo o sofrimento do Pastor onde sirvo a Deus, pra manter a obra de Deus de pé!
    E ainda que o NT não fale a respeito da devolução de dízimos, também não existe um versículo claro que de a base para afirma que o dízimo foi abolido por Jesus! Isto a Bíblia não afirma, engano também não podemos afirmar.
    Muito obrigado!
    Graça e Paz!

  3. meu amado ,ir .sou dizimista pois sei que o que dou nunca me faltou e sempre dei com alegria ,pois se consigo se fiel no pouco,serei fiel no muito. pois se o Homem de Deus rouba ou deixa de roubar é problema dele quem vai presta conta é ele e se meu dinheiro esta ajudando na obra de uma forma ou de outra isto me basta,geralmente quem prega contra dizimo ou oferta é porque tem outros meios de paga as despesas de uma igreja só não sei se são honestos.

  4. E perdoa-nos os nossos pecados, pois também nós perdoamos a qualquer que nos deve, e não nos conduzas à tentação, mas livra-nos do mal.
    Lucas 11:4
    Importava dizimar, e não desprezar o juízo. Essa é a chave para entender Lucas 11.04.

    qual é o versículo certo?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here