O casamento de irmão com irmã; luz da Bíblia

0

Autor: Cláudio Ribeiro Melo.

O casamento de irmão com irmã de sangue foi um propósito de Deus para o início da criação.
Sete, casou-se com sua irmã de sangue.
Caim, casou-se com uma de suas irmãs de sangue.
Se Abel não tivesse sido assassinado, teria se casado com uma de suas irmãs de sangue.
Os três primeiros filhos de Adão e Eva foram Caim, Abel e Sete.
Além destes, Adão e Eva tiveram filhos e filhas.

Livro de Gênesis, capítulo 5, versículo 4.
Cada um dos filhos de Adão e Eva, casou-se com uma de suas irmãs de sangue, ou casou-se com uma de suas sobrinhas.
Não existiam outras famílias na terra. Existiam apenas Adão, Eva, seus filhos e suas filhas.
Nesta época não havia proibição.
A primeira linhagem humana invocava o nome do Senhor.
Livro de Gênesis, capítulo 4, versículo 26.

A primeira linhagem humana era abençoada por Deus.
A primeira linhagem humana assim como Abraão, que era casado com sua meia-irmã Sara, foi justificada diante de Deus pela fé.
A primeira linhagem humana foi justificada pela fé.
Percebe-se, portanto, que o casamento de irmão com irmã de sangue era um propósito de Deus.
A proibição da lei do Sinai veio porque a humanidade se afastou de Deus.
Um cristão que ama sua irmã de sangue como esposa e acredita de todo coração no Deus de Abraão e Sara, será justificado diante de Deus pela fé.


Olhai para Abraão, vosso pai, e para Sara, que vos deu à luz; porque, sendo ele só, eu o chamei, e o abençoei, e o multipliquei.

Livro de Isaías, capítulo 51, versículo 2.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA