E Se o Fruto Não Permanecer?

2

“para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça” Jo 15.16

Há cerca de dois anos venho lutando contra um dos sofismas surgido na igreja evangélica chamado: apostasia.

Sei que existe apostasia e que nos últimos dias ela tende a se intensificar, mas o que temos visto em muitos lugares nos dias de hoje é uma completa falta de compromisso dos líderes com suas ovelhas, alegando qualquer causa como apóstata, apenas para se eximirem da responsabilidade do cuidado.

Se um irmão começa a faltar ao culto é apóstata. Se outro se sente enfraquecido na fé é apóstata também. Não se dão mais ao trabalho de irem atrás da ovelha perdida, porque afinal, cuidar dá muito trabalho.

Quero definir aqui, na minha humilde opinião, o que considero ser apostasia e como ela deve ser tratada nos dias de hoje:

“uma ovelha se ausenta do rebanho. O pastor vai atrás, ora, jejua, conversa, aconselha, liga, insiste, visita. Se esgotado todos os métodos e forças para a salvação desta e visto que realmente ela deixou de crer, então o pastor quando aos pés do Senhor lhe pergunta: “Pai, onde eu errei?” Calmamente o Senhor lhe responde: “filho não erraste, ela preferiu o mundo a mim !”

Apostasia é a palavra que o Senhor inventou para acalentar o coração de um pastor que fez de tudo pela sua ovelha e esta optou por não voltar ao aprisco.

Mas não é isto que temos visto por aí. Já vi o absurdo de líderes dizerem que não vão atrás de membros porque se quis sair da igreja é problema dele e sequer um telefonema ser dado. Isso não é apostasia, isso é não querer ter trabalho com pessoas.

cuidar da trabalho!

Uma igreja que não gera filhos espirituais é porque não tem pais espirituais.

Fico preocupado quando vejo uma igreja onde não há conversão e quando esta acontece não existe um acompanhamento dos novos membros. Se nós que somos antigos na igreja muitas vezes precisamos de cuidados, imagina um bebê espiritual, recém convertido. Ele não sabe fazer nada além de chorar. Os bebês choram, reclamam, levam tombos, isso faz parte do crescimento. Como pais espirituais devemos zelar para que o nosso fruto permaneça.

Nesta semana ouvi uma das orações mais bonitas da minha vida. Um pastor foi ao altar da igreja e ao clamar a Deus pelos perdidos, pediu perdão por todos aqueles que passaram pela igreja e que por algum motivo saíram e ele não foi atrás para trazer de volta. Isso me emocionou! Esse pastor entendeu o sentido de paternidade espiritual. Ele criará o rebanho como filhos e, estes ao se tornarem adultos gerarão mais filhos saudáveis que continuarão o ciclo.

Para que o fruto permaneça.

Levar uma pessoas a Jesus exige esforço, mas muito mais esforço e dedicação se faz necessário ao caminhar com ela até o dia em que ela puder caminhar sozinha.

Não use a apostasia para justificar sua preguiça em trabalhar para o Reino, antes volte para Jesus, seja filho dEle e aprenda com Ele a gerar filhos e filhos que permaneçam.

Na paz dAquele que nos ensinou o caminho do cuidado e do amor,

Felipe Heiderich
www.felipeheiderich.com


2 COMENTÁRIOS

  1. Obrigado pelo estudo
    Em parte explica oque esta acontecendo na igreja que congrego
    Servos que simplismente se sentem sem nenhuma responasbilidade quando
    os outros saem por caminhos do pecado.
    Eles viram as costas ,desprezam e alem de não procurar ajudar jogam pedras
    Que Deus nos abençoe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here