Conta-me a Velha História

1

CONTA-ME A “VELHA HISTÓRIA” DE JESUS

Pastor Valdir Marfim

“Fala-me, com doçura, do meigo Redentor”,
De Seu amor e Sua graça, Pois,Sou um pecador “.

O apóstolo Paulo, inspirado pelo Espírito Santo de Deus, exorta Timóteo sobre um fato muito sério que iria envolver a igreja nos últimos dias: ele afirma em 2ª. Timóteo 4: 3 “Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, 4 e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas.”

Nos últimos anos visitei muitas igrejas, e após assistir cada culto voltava para casa pensativo, às vezes desanimado e muitas vezes indignado com o que via e ouvia nos púlpitos.

No início me sentia incapaz de compreender porque homens que se colocam como mestres religiosos, líderes de denominações conhecidas, e que, tendo acesso aos principais meios de comunicação, estavam pregando uma “Nova História” do evangelho, diferente do que deveria ser a mensagem de Boas Novas de salvação de Deus para os homens.

Num primeiro momento tudo parecia bom e correto, pois usavam a Bíblia e citavam o Senhor Jesus durante a pregação, e melhor ainda, as mensagens são recheadas de muitas promessas de Bênçãos para todos os que estão presentes, pois somos todos “especiais” para um Deus ávido em realizar todos os nossos desejos!

Pareceu-me muitas vezes, enquanto ouvia as pregações, que toda a base do evangelho se resume em “coisas a serem conquistadas” aqui na terra, para vivermos bem neste mundo, pois Deus não se agrada do nosso sofrimento ou de nossas tribulações e quer nos livrar de todas elas imediatamente!

O mais impressionante é que quando o pregador se refere a essas “bençãos”, a audiência dá efusivos gritos de Aleluia e todos ficam muito excitados e alegres com tais promessas!

Fico alarmado com o fato de que raramente citam de maneira clara, ou inteligível, o real significado do Evangelho e o objetivo maior da vinda, morte e ressurreição do Senhor Jesus Cristo, e, raríssimas vezes ouvi que o “Senhor Jesus veio para buscar e salvar o que se havia perdido” (Lucas 19:10).

A mensagem do evangelho é muito simples de pregar e de entender, porém muitos não querem pregá-la e muitos também não querem entendê-la como ela é.

A mensagem do evangelho é simples:
Você é inimigo de Deus por causa de seus pecados, e está destinado a morte eterna por causa deles!

Por causa dos seus pecados Deus não ouve suas orações e não tem um relacionamento contigo!

Por causa de seus pecados, você está completamente perdido e destinado ao sofrimento do inferno e finalmente terá a completa destruição da sua alma.

Mas Deus, por amar você, não deseja a sua morte eterna e nem a destruição.

Então enviou o seu Filho Jesus Cristo para fazer a paz entre você e Ele, e a condição primordial desse restabelecimento da amizade com Deus é o ARREPENDIMENTO DOS SEUS PECADOS E A SUA FÉ NA PALAVRA DELE.

Vamos examinar isso mais de perto:

Lemos em Tiago 4: 4 Infiéis, não sabeis que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.

Em ISAÍAS 59:1 LEMOS: Eis que a mão do Senhor não está encolhida, para que não possa salvar; nem surdo o seu ouvido, para que não possa ouvir;
2 mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados esconderam o seu rosto de vós, de modo que não vos ouça.

A Palavra de Deus afirma de forma categórica e sem erro que não há Homem que não peque e que toda alma que pecar morrerá.

Vemos isso escrito em 1ª. Reis 8:46, em 2ª. Crônicas 6:36,(“não há homem que não peque”).
Em Eclesiastes 7:20 lemos “Pois não há homem justo sobre a terra, que faça o bem, e nunca peque”. e Romanos 3:23 afirma que “Todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”.

Destituído significa afastado, demitido, que deixou de possuir a glória de Deus.

É como uma lâmpada apagada, que não tem mais luz! Está condenada a ser destruída!

Todos os que pecaram morrerão eternamente, nos afirma a Palavra de Deus, e como todos os homens pecaram, então toda a humanidade estaria condenada a morte eterna!

Veja Ezequiel 18:4 “ Eis que todas as almas são minhas; como o é a alma do pai, assim também a alma do filho é minha: a alma que pecar, essa morrerá.” E em Ezequiel 18:20 “A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniquidade do pai, nem o pai levará a iniquidade do filho, A justiça do justo ficará sobre ele, e a impiedade do ímpio cairá sobre ele”.

Romanos 6:23 confirma o que Deus afirmou em Ezequiel: “O salário (pagamento) do pecado é a morte…”

Se dependermos de nós mesmos estaríamos todos condenados a uma destruição eterna!

Mas Deus nos amou de tal maneira que enviou o seu Filho para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna! (João 3:16).

O Senhor Jesus andou pela Terra pregando as boas notícias de salvação e fazendo o bem, e as notícias de salvação estão sendo deixadas de lado nos últimos tempos, e muitos estão pregando e oferecendo apenas o bem que o Senhor Jesus pode fazer na Terra!

Mudaram a “Velha História” pregada pelos nossos pais na fé e contam agora uma “nova História”.

Toda tipo de bençãos é oferecido por esses pregadores, os quais poderiam ser chamados de forma muito mais correta de PREDADORES do evangelho!

Em troca de boas ofertas, você recebe toalhinhas abençoadas, tijolinhos da obra de Deus, água do Rio Jordão, pedrinhas da terra santa, fitinhas, lenços, cajado de Moisés, pulseiras, adesivos com frases do tipo “presente de Deus”, Bíblias especiais que te darão a Prosperidade e todo tipo de objeto “abençoado” (pelos predadores) com o objetivo de fazer você “Conquistar todas as bençãos terrenas” que desejam o teu coração!!

Predadores de Almas!!!

Estão levando o homem a amar mais o mundo do que a Deus!
Estão ensinando o homem a acumular tesouros na terra!
Estão desvalorizando a salvação da tua alma e estão contando uma Nova História sobre o evangelho!! (que não é a história verdadeira)

A primeira mensagem de boas novas trazidas pelo profeta João Batista foi: “Arrependei-vos porque está próximo o reino dos céus” (Mateus 3:2).
João Batista ainda nos exorta que o arrependimento não deve ser apenas de palavras e nos fala em Mateus 3:8 “Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento”…

Quando João Batista foi morto por Herodes, então o Senhor Jesus, o Filho de Deus, enviado para fazer a reconciliação entre o homem e Deus, imediatamente passou a anunciar: Mateus 4:17. “Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.”

A salvação da tua alma é tão mais importante que qualquer coisa deste mundo, que o Senhor Jesus chegou a afirmar que se o teu olho te faz pecar e afastar-se de Deus, é melhor você arrancá-lo e não ser lançado no inferno, ou se a tua mão te aprisiona no pecado, melhor é cortá-la do que ser lançado no inferno e perder a tua salvação!

A tua salvação é preciosa demais para ser ignorada e esquecida ou trocado por qualquer benção terrena prometida por qualquer homem!!

Em Mateus 16:26 o Senhor Jesus nos pergunta : Pois que aproveita ao homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? ou que dará o homem em troca da sua alma?

Há uma Nova História nas igrejas te oferecendo “o mundo” inteiro, mas não te exortam a sofrer as perdas, a fazer sacrifícios, a suportar os sofrimentos e manter-se fiel nos caminhos do Senhor para você não perder a tua salvação.

Não se deixe enganar por esses “predadores” que desejam apenas o seu dízimo e as suas ofertas!!!

O Senhor Jesus não ensina que você deve satisfazer o que deseja os seus olhos ou o seu coração, ao contrário, a Palavra de Deus ensina que nosso coração é enganoso e terrivelmente corrupto (Jeremias 17:9), que nossa carne luta contra as coisas do espírito (Gálatas 5:17) e que há caminhos que ao homem parecem corretos, mas ao final são caminhos de morte! (Pv 14:12)

Hoje vemos a pregação de um evangelho para a satisfação da carne, para o prazer, para a felicidade aqui no mundo, para a conquista de bens e posições de destaque seja na família, na sociedade e até na igreja!

A “Nova História” que estão contando é o “Evangelho para a satisfação da carne”.
O apóstolo Paulo nos esclarece sobre isso em Romanos 8:

5 Pois os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito para as coisas do Espírito.
6 Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz.
7 Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem em verdade o pode ser;
8 e os que estão na carne não podem agradar a Deus.

O Evangelho da carne portanto é o Evangelho da Morte, enquanto o Evangelho do Arrependimento e da Fé é o Evangelho da Vida!!

Quando a igreja começou, vemos Pedro anunciando (em Atos) para aqueles que estavam tendo o primeiro contato com as Boas Novas trazidas pelo Senhor Jesus . Atos 2: 37…Que faremos irmãos? 38 Pedro então lhes respondeu: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para remissão de vossos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo.

Por segunda vez, Pedro anuncia à multidão em Atos 3: 19 Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados…

Em Romanos 2:4 sabemos que somos conduzidos ao arrependimento por causa da bondade de Deus, pois Ele nos ama e deseja se reconciliar conosco. Deus deseja ter um relacionamento eterno contigo.

A reconciliação acontece exatamente quando reconhecemos que somos pecadores.
Ao examinarmos o que pensamos, falamos ou fazemos todos os dias, entendemos que muita coisa errada acontece dentro de nós.
Muitos pecados através de pensamentos impuros, desejos maus, desejos de vingança, palavras frias, enganos, e tantas coisas que se fossem trazidas a luz nos envergonhariam diante das pessoas.
Então, conscientes das nossas limitações e de nossos erros; sabendo que isso nos afasta de Deus, nos apresentamos humildes, arrependidos do que somos, do que falamos e do que fazemos de errado e pedimos perdão a Deus pelos nossos pecados.

Em 1ª. João 1:9, aprendemos como Ele nos ama, pois a Palavra diz que “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”

Em 1ª. João 3:4 aprendemos que “Todo aquele que vive habitualmente no pecado também vive na rebeldia, pois o pecado é rebeldia.” (contra Deus), porém o arrependimento dos nossos pecados é a aceitação da reconciliação com Deus. (da paz com Deus)

O arrependimento é o princípio da Fé, é o princípio do amor a Deus e o princípio da vida eterna concedida através do Senhor Jesus Cristo.

Se você não se arrepende dos seus pecados, você não aprende a amar a Deus, nem ao seu próximo.
Se você não se arrepende dos seus pecados, você não cresce na fé e nem no conhecimento de Deus.
Se você não se arrepende dos seus pecados, você continua em rebeldia contra Deus , ou seja, você continua sendo inimigo de Deus e está condenado ao inferno, a morte eterna e a destruição da sua alma.
Se você não se arrepende dos seus pecados, você não pode receber nenhuma das promessas de Deus para os seus filhos.

O arrependimento é algo que precisa acontecer todos os dias na vida do cristão.
Todos os dias você se examina e descobre suas imperfeições, então se apresenta diante de Deus e se arrepende.
O arrependimento gera uma fé e uma confiança inabalável em Cristo Jesus, pois Ele é o seu Salvador. Ele é a sua Rocha, Ele é o seu abrigo diante das provações.

Porventura alguém que vem te salvar, te abandonaria no restante da sua jornada? Não, Ele estará contigo para sempre!! Ele jamais te abandonará! (Hebreus 13:5)

Isso não significa que você não passará por sofrimentos ou provações. O sofrimento e as provações te aproximarão mais de Cristo e da vida eterna com Ele.

“No mundo tereis aflições”, Ele nos ensinou (João 16:33), “mas tende bom ânimo” Ele nos exorta, pois Ele venceu o mundo, ou seja, Ele é maior e mais forte do que todo o mal que opera no mundo.

Paulo também nos afirma em Romanos 8: 18 “Pois tenho para mim que as aflições deste tempo presente não se podem comparar com a glória que em nós há de ser revelada”.

A vida eterna que Deus quer te dar, conquistada pelo Senhor Jesus na cruz, é preciosa demais, infinitamente maior, incomparável em relação a qualquer benção da Terra. Portanto, qualquer tribulação que você possa passar aqui é um preço muito pequeno para o que Deus tem preparado para você.

Somos exortados a suportar toda e qualquer provação e perseverarmos na nossa esperança da vida eterna com Cristo.

O nosso arrependimento é apenas parte do processo de reconciliação com Deus. Eu digo que o arrependimento é a nossa parte, aquilo que você pode e deve fazer.

A lei exige o castigo pelos nossos pecados. A palavra de Deus é fiel e verdadeira e ela tem que ser cumprida.
Deus disse que o pagamento pelo pecado é a morte e a alma que pecar essa morrerá.

É aí que você pode compreender o amor de Deus por você; o amor sacrificial do Senhor Jesus Cristo por sua vida!

Você como pecador deveria morrer, para cumprir a Lei. Então o Senhor Jesus, por te amar, enfrentou a morte em seu lugar. Deu a sua vida em lugar de muitos e Deus aceitou a morte de Cristo como cumprimento da sua Lei; como pagamento pela sua vida.

Agora a lei está cumprida. Você está livre das correntes que prendiam a sua alma à morte.
A morte não pode mais te segurar, pois a sua pena foi paga na cruz do calvário pelo Senhor Jesus e você está livre para viver a vida eterna com Ele.

O seu arrependimento te torna amigo de Deus, desfaz a inimizade com Ele e você é recebido com alegria e carinho pelo Filho, que te livrou da perdição.

As boas novas do Evangelho são notícias de grande alegria e esperança para os que crêem na Palavra de Deus. São um refrigério para a alma cansada. São um alento patra quem se sente perdido.
Há um caminho de luz, de esperança e de renovação diária da fé: a vida eterna através da morte do Senhor Jesus.

Confiantes, podemos passar por qualquer provação.
Não há o que temer, pois o nosso futuro é garantido em Cristo Jesus!
Por isso podemos afirmar com confiança: “Que poderá me fazer o homem”?, pois “sabemos que todas as coisas colaboram para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo os seus propósitos” (Rm 8:28)

Lemos também em Romanos 8:
“35 Quem nos separará do amor de Cristo? a tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?”.
36 Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte o dia todo; fomos considerados como ovelhas para o matadouro.
37 Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou.
38 Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem anjos, nem principados, nem coisas presentes, nem futuras, nem potestades,
39 nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.

Voltando às “Novas Histórias”, descobrimos que apesar de muita propaganda de bençãos terrenas, vemos que a maioria dos ouvintes dessas pregações não conseguem obter respostas concretas para o sofrimento ou os problemas que os afligem.
Alguns passam anos aguardando, vendo pregadores alardearem sempre as mesmas “promessas” e mostrando “alguém” que recebeu alguma coisa, enquanto a maioria vive na esperança de que “Hoje é o meu dia”, se Ele prometeu, Ele não falhará!

É evidente que, quem tem feito essas promessas mirabolantes são os pregadores, ou predadores, e não o Senhor Jesus!
Por isso a maioria das pessoas tem enganado a si mesmas, por confiar no que ouve sem verificar o que a Palavra de Deus ensina a respeito da nossa vida aqui na terra.

Exorto você a voltar para a “Velha História” que aprendemos na palavra de Deus.
Firma os seus pés nos caminhos que te levam para a vida eterna com Cristo Jesus e com todos os que o amam.

Conta-me a Velha História

1. Conta-me a velha história, suave, com dulçor,
De meu Jesus e Sua glória, de Cristo e Seu amor,
Com calma e com paciência, pois quero alcançar
A altura do mistério: que Deus nos pode amar.

CORO: Conta-me a velha história,
Velha e sublime história!
Conta-me, pois, a história
Do meigo Salvador!

2. Fala-me com doçura do meigo Redentor,
De Seu amor e Sua graça, Pois sou um pecador,
Sim, para o meu conforto, em tempos de aflição,
Repete a velha história de amor e salvação.

3. Se o brilho deste mundo toldar do Céu a luz,
Repete então a mesma história da graça de Jesus!
E quando, enfim, a glória do mundo além raiar,
Oh, conta a mesma história: que veio aqui salvar.

Pastor Valdir Marfim
Goiânia – GO
pastorvaldir@outlook.com


1 COMENTÁRIO

  1. Mudaram a mensagem de Jesus para enriquecimento ilicito. Só isso! Porquanto Jesus houvera ensinado: "De graça recebestes de graça dái. Os falsos pregadores proclamam: "Pague para receber" São os "votos" as "fogueiras" apagadas, os dizimos de 20% etc, parece piada, mas é isso que os "santos" "bispos" e os santissimos "apostolos" apostatas preconizam: são os malandros da fé!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here