Confortado e Consolado

PROPAGANDA
PROPAGANDA

Partes de um sermão de Charles Haddon Spurgeon, traduzidas e adaptadas pelo Pr Silvio Dutra.

“Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação, que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em qualquer angústia, com a consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus.” (2 Coríntios 1.3,4)

O apóstolo era um homem muito experimentado e ele viveu em uma época em que todos os crentes foram peculiarmente atribulados. As perseguições da época eram excessivamente severas. Nesta tribulação, o Apóstolo teve a maior participação, porque ele era o mestre mais importante e incansável da Igreja de Cristo, de então. Temos, aqui, um pequeno insight sobre sua vida interior. Ele precisava de conforto e ele recebeu. E foi recebido em tal abundância que ele se tornou um consolador dos outros. Embora, sem Cristo, ele teria sido, “de todos os homens o mais miserável”.

Em nosso texto há quatro coisas que eu falaria para vocês, queridos amigos, na esperança de que elas possam trazer bom ânimo para qualquer um que seja lançado para baixo. A primeira é a ocupação reconfortante em que Paulo estava comissionado e pela qual ele estava bendizendo a Deus. “Bendito seja Deus”. Então, em segundo lugar, temos os títulos de conforto que ele dá a Deus “O Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. O Pai das misericórdias e o Deus de toda consolação”. Na verdade, aqueles que conhecem o nome do Senhor, depositam sua confiança nEle.

Então, vocês que choram e são humilhados e abatidos, são convidados a considerar a condição reconfortante do Apóstolo.
Mais de 14 epístolas de Paulo começam com louvor a Deus e muitas vezes ele irrompe em uma doxologia quando você está mal esperando por isso. Aqui estava um homem que poderia estar morto no dia seguinte, porque os seus inimigos eram muitos, e cruéis e poderosos. E, no entanto, ele passou grande parte de seu tempo louvando e bendizendo a Deus!

Esta condição reconfortante argumenta que o seu coração não foi esmagado e vencido por seus problemas. Paulo estava afligido de muitas maneiras, mas ele poderia dizer, e disse: “Bendito seja Deus”. Jó foi muito provado e extremamente despojado, mas ele ainda disse: “O Senhor o deu e o Senhor o tomou; bendito seja o nome do Senhor.” E enquanto nós podemos reter a bênção de Deus em perseverança, é um sinal claro de que tudo o que o adversário possa ter sido capaz de tirar de nós, ele não tirou a nossa confiança, que tem uma grande recompensa e, em tudo o que ele possa ter esmagado, ele não esmagou o nosso coração! Ele pode estar cercado com amargura, mas o próprio coração não é feito amargo, é uma fonte que emite um fluxo de água doce, como esta expressão do Apóstolo: “Bendito seja Deus”.

É glorioso ver como a Graça de Deus permitirá a um homem suportar todos os assaltos do mundo, da carne e do diabo, como ele pode ser deixado de lado pela doença e suas dores se multiplicarão. Ele pode estar deprimido em espírito e perder todos os benefícios temporais, mas ele ainda será capaz de dizer “Bendito seja o nome do Senhor.” “Ainda que Ele me mate, ainda assim eu confio nele.”

O que estiver sendo provado e cheio de problemas que ainda pode dizer, “Bendito seja o nome do Senhor”, não é levado ao desespero, porque o desespero fecha a boca e faz um homem sentar-se em silêncio sombrio, ou então ele abre os lábios em queixas amargas e em murmurações multiplicadas. Mas, quando um homem pode verdadeiramente dizer: “Bendito seja Deus”, então o desespero não irá dominá-lo.
Em seguida, este estado de espírito que fez o apóstolo dizer: “Bendito seja Deus”, profetizou que Deus iria rapidamente enviar-lhe algo para suscitar novos louvores. Quando um homem bendiz a Deus pelo amargo, muitas vezes o Senhor envia-lhe o doce. Se ele pode louvar a Deus no meio da noite, a luz do dia não está longe.
Não há melhor maneira de antecipar as alegrias de estar no céu do que entoar louvores a Deus, enquanto aqui!

Você também pode destruir suas angústias, cantando louvores a Deus. Bendizendo o Senhor, você pode colocar o seu pé sobre o pescoço dos teus adversários.
Paulo aplica a Deus o título de “O Deus de toda consolação”. Todos os tipos de confortos são armazenados em Deus. Não importa o que você possa fazer para lhe sustentar sob sua aflição, porque somente Deus tem o tipo de conforto que você precisa e Ele está pronto para concedê-lo a você!

Se você precisar de qualquer tipo de conforto que já foi dado aos homens, Deus o tem em reserva e Ele vai dá-lo a você! Se houver quaisquer confortos que podem ser encontrados pelo povo de Deus na doença, na prisão, na necessidade, na depressão, o Deus de toda a consolação a dará a você de acordo com o que você precisa!
Paulo fala no tempo presente, “que nos consola em toda a nossa tribulação”, e também podemos declarar que Deus está confortando os que creem em Jesus.
Por que Deus coloca problemas sobre o Seu povo e os conforta? É para que Ele possa torná-los consoladores de outros: “para que sejamos capazes de consolar os que estiverem em qualquer angústia.” Um homem que nunca teve qualquer problema é muito estranho quando ele tenta consolar corações aflitos.
Você não pode pronunciar a promessa corretamente nos ouvidos dos aflitos, a menos que você mesmo, tenha conhecido sua preciosidade em sua própria hora da provação.
;

PROPAGANDA
PROPAGANDA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here