Andando na Luz para Experimentar uma Vida de Santidade

0

Andando na Luz para Experimentar uma Vida de Santidade
I João 1:5-10

A Palavra de Deus nos ensina que fomos chamados para viver uma de santidade, abandonando o pecado e toda a sedução do mundo, para experimentarmos uma novidade de vida, em Cristo Jesus.

A religião costumou “pintar” um santo ou uma santa como uma pessoa “sem defeitos”, com uma caricatura tão diferente de seres humanos normais, que nós crescemos pensando que é impossível ser santos e que isso é uma tarefa para poucas e extraordinárias pessoas. Mas a Bíblia diz que todos nós que recebemos Jesus Cristo somos chamados a viver uma vida de santidade. Em II Coríntios 10:2-7 o apóstolo Paulo diz que ainda que nós sejamos e vivamos como seres humanos, mas que nós não agimos e lutamos segundo os padrões e com as armas humanas, mas que nós somos chamados a agir e a lutar com armas espirituais. Para experimentar esse tipo de vida é necessário conhecer bem e manejar bem a Palavra de Deus e ir eliminando de nossas vidas as práticas do pecado.

No texto que lemos em I João 1:5-10 vimos que Deus é luz e que nele não há nenhuma treva. Vimos também que dissermos que temos comunhão com Deus, que o amamos ou que somos seus filhos, mas vivemos em trevas, então estamos mentindo e não estamos praticando a verdade. Outra coisa muito importante que vimos nesse texto é que se estamos andando na luz, necessariamente temos comunhão uns com os outros. Isso significa que não pode existir em nós a mágoa, o ódio, a raiva, maus pensamentos ou desejos em relação a outras pessoas, pois isso é dar lugar às trevas em nosso coração. Precisamos aprender a perdoar os erros de outras pessoas que nos magoam ou nos decepcionam e não deve ficar em nosso coração nenhuma “pendência” em relação a essas pessoas.

Esse texto de I João nos diz que nós precisamos confessar os nossos pecados e que, quando fazemos isso, somos perdoados e purificados pelo sangue de Jesus derramado na cruz do Calvário. Todos os dias precisamos olhar para a cruz, em uma atitude de reconhecimento de nossos erros, e submeter a Jesus Cristo o senhorio completo sobre cada área de nossa vida. Precisamos reconhecer, confessar e abandonar os pecados que damos lugar em nossas vidas. Em João 3:21 a Palavra de Deus diz que quem pratica a verdade anda na luz e as suas obras são manifestas. Isso significa ter uma vida transparente, sem segredos, sem nada oculto que as outras pessoas não possam ou não devam saber.

Davi quando era rei de Israel, apesar de ser um homem “segundo o coração de Deus” cometeu o erro de pecar e esconder seu pecado. Ele precisou ser confrontado pelo profeta Natã para admitir seu erro e por isso ele pagou um preço muito caro pelas consequências do seu pecado, mesmo tendo sido perdoado por Deus. Por causa do pecado de adultério, Davi viu sua família se desfazendo e seus filhos se voltando uns contra os outros, até a sua velhice. Foram acontecimentos trágicos que poderiam ter sido evitados se Davi tivesse decidido naquele momento a andar na luz. No Salmo 32:3,4 Davi afirmou que quando ele escondia seus pecados, ele sofria enfermidades em sua alma e em seu próprio corpo, pois o pecado atrai enfermidades.

Em Tiago 4:16 a Palavra de Deus nos diz que o princípio para sermos “sarados” é a confissão de nossos pecados, ou seja, trazer à luz, nos arrependermos e deixarmos de lado as práticas que Deus não aprova em nossas vidas. Daí da importância de termos um discipulador que nos auxilie em nossa caminhada na vida cristã. É maravilhoso saber que há perdão e cura no sangue de Jesus.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here