A Verdadeira Raiz do Mal

0

O poder de influência de uma pessoa sobre outra, para moldar o seu comportamento, está bem expresso no dito popular: “diga-me com que tu andas e eu te direi quem és”. É com base neste princípio que o Arqui-Inimigo de nossas almas se utiliza de instrumentos para tentar e estimular a muitos a avançarem na prática do mal.

Isto é notório no uso do meio cultural-artístico, especialmente através da música moderna e das produções de Hollywood.

Ledo engano portanto, pensar que lutar para tentar impedir o estabelecimento de um governo mundial para que não se perca as liberdades individuais, seria a solução dos problemas do mundo, ou mesmo pensar, como não poucos pensam, e se empenham para a sua consumação para o mesmo fim, não é definitivamente a resposta para o problema do mal.

Porque este está ligado ao coração humano e dali pode ser removido somente pelo poder de Jesus Cristo, quando nos entregamos voluntariamente a Ele.

Um Sabetai-Zwi, Alester Crowley, Albert Pike, Charles Darwin, entre muitos outros são apenas meros instrumentos através dos quais Satanás dá à humanidade, em maior dimensão, aquilo que ela procura, a saber, liberdade para expressar todo o seu potencial pecaminoso contrário à vontade de Deus.

De modo que nosso Senhor Jesus Cristo afirmou que todo homem é escravo do pecado e se encontra portanto, debaixo da escravidão de Satanás, e disso pode ser libertado somente pelo Seu poder divino. Eis então, apresentada em poucas linhas, a real causa do mal que afeta o mundo. Não vem de fora, vem do nosso próprio interior que se manifesta e se expressa exteriormente com maior intensidade quando tentado e estimulado para a prática do pecado.

Se não fosse a restrição que o Espírito Santo vem fazendo ao longo dos séculos, para que este mal não se alastrasse, de há muito a própria humanidade teria colocado um fim em si mesma.

Lembremos que a iniquidade que conduziu à prática de uma barbárie e violência tão extrema nos dias de Noé, conduziu ao extermínio de todos com exceção de Noé e de sua família, para que através deles se desse início ao repovoamento da Terra. As coisas parecem estar marchando na mesma direção nos nossos dias, uma vez que nosso Senhor nos ensinou que os últimos dias seriam como os dias de Noé, pois é notável que a violência tem se espalhado de forma desenfreada, uma vez que o Espírito Santo já não está restringindo como dantes, o pecado naqueles que buscam o mal, e o resultado será o de que Cristo arrebatará aqueles que amam a justiça e a verdade, para que sejam traduzidos os juízos de Deus descritos nas páginas do Apocalipse sobre aqueles que deram crédito à mentira.

“ Ninguém, de nenhum modo, vos engane, porque isto não acontecerá sem que primeiro venha a apostasia e seja revelado o homem da iniqüidade, o filho da perdição, o qual se opõe e se levanta contra tudo que se chama Deus ou é objeto de culto, a ponto de assentar-se no santuário de Deus, ostentando-se como se fosse o próprio Deus. Não vos recordais de que, ainda convosco, eu costumava dizer-vos estas coisas? E, agora, sabeis o que o detém, para que ele seja revelado somente em ocasião própria.  Com efeito, o mistério da iniqüidade já opera e aguarda somente que seja afastado aquele que agora o detém; então, será, de fato, revelado o iníquo, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e o destruirá pela manifestação de sua vinda. Ora, o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, e prodígios da mentira, e com todo engano de injustiça aos que perecem, porque não acolheram o amor da verdade para serem salvos.  É por este motivo, pois, que Deus lhes manda a operação do erro, para darem crédito à mentira,  a fim de serem julgados todos quantos não deram crédito à verdade; antes, pelo contrário, deleitaram-se com a injustiça.” – 2 Tessalonicenses 2:3-12


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here