Sem Cristo Nosso Estado é de Miséria Espiritual

0

Sem santificação somos pobres e miseráveis para Deus.

Tenhamos a humildade do apóstolo para pensar e dizer continuamente: “miserável homem que sou”, para sabermos e estarmos sempre conscientes que devemos muitas graças a Deus por Jesus Cristo porque é Ele quem nos livra do corpo desta morte que carregamos, que é o nosso velho homem, herdado de Adão, do qual devemos nos despojar continuamente, inclusive com estes seus pensamentos elevados que o levam a pensar que é independente de Deus e não necessitado da Sua misericórdia e graça.
É portanto com consciência da nossa total dependência de Deus que devemos começar qualquer trabalho em Seu nome, ou a execução de qualquer dever de devoção pessoal, como por exemplo oração, meditação da Palavra etc.

E saibamos que estamos diante dAquele que é a verdade, de maneira que a nossa ministração e devoção sejam vazadas completamente pelo sim, sim, não, não, de maneira que guardemos nosso coração de toda tola imaginação ou mentira. Como poderíamos agir de tal forma diante dAquele que sonda perfeitamente mentes e corações e que tudo sabe e vê? Não podemos esquecer disto durante toda a nossa jornada terrena, desde o nosso levantar até o nosso deitar. Devemos ser como Davi que nunca se descuidou quanto a isto.

O coração deve ser guardado de todo e qualquer sentimento de vingança porque isto anulará todo empenho em deveres de devoção ou de serviço ao Senhor. O desejo de vingança no coração o amarga de tal maneira que ele se torna imprestável para ser apreciado por um Deus que é inteiramente doce, terno, manso e humilde de coração. Qual a comunhão que podem ter pecadores que desejam o mal de outros com o Deus que é todo misericórdia, perdão e amor? Quando Deus julga, e mesmo quando a Sua ira se acende contra o pecado, Ele não deixa de lado por um só segundo nenhum dos Seus demais atributos de amor, bondade, benignidade, longanimidade, misericórdia, e de maneira nenhuma ele pode ter a Sua mente transtornada, tal como nós ficamos quando tomados por sentimentos de vingança. Por isso urge ter o coração sempre guardado destes sentimentos de vingança, que acabam sendo as armas que acabam ferindo e produzindo danos a nós mesmos.

Deixemos toda vingança a ser executada por Deus que é reto Juiz e não pode ser vencido pelo mal tal como nós.

Assim deixe o temor de Deus conter e acalmar seus sentimentos.

Pr Silvio Dutra


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here