Reflexão: A mulher e o Sacerdote.

0

“A sinceridade move a mão de Deus”

Meus queridos leitores! Que a graça e a paz de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo vos sejam multiplicadas neste dia!

Então aquele homem trará a sua mulher perante o sacerdote, e juntamente trará a sua oferta por ela; uma décima de efa de farinha de cevada, sobre a qual não deitará azeite, nem sobre ela porá incenso, porquanto é oferta de alimentos por ciúmes, oferta memorativa, que traz a iniquidade em memória Nm 5.15.

É muito interessante notarmos como a Bíblia é um livro atualizado de tal maneira que Deus trata de coisas tão simples e muito comuns no nosso cotidiano, como o ciúmes de um homem por sua mulher.

O texto supracitado revela como sinceridade de uma pessoa pode lhe fazer sobressair vitoriosa diante de uma dificuldade, há muitos neste mundo que sofrem com a solidão e abandono por descobrirem que sua falsidade está lhe levando a ruína, à exemplo disto tem esta mulher que sofreria serias conseqüências se fosse achado nela a falsidade.

Perante o sacerdote ela teria de provar sua inocência, tomando uma substância conhecida como águas amargas, feita da mistura de água de uma fonte santificada, misturado com o pó do tabernáculo e lavada nas folhas do livro contendo á lei das maldições, a sinceridade dela devolveria novamente o respeito do seu esposo como escreveu o sábio Salomão em provérbios; O coração do seu marido está nela confiado; assim ele não necessitará de despojo.

Mas a falsidade automaticamente levaria a ruína, leia; E, havendo-lhe dado a beber aquela água, será que, se ela se tiver contaminado, e contra seu marido tiver transgredido, a água amaldiçoante entrará nela para amargura, e o seu ventre se inchará, e consumirá a sua coxa; e aquela mulher será por maldição no meio do seu povo. Nm 5.27

Ao contrário disto, a sinceridade dela moveria a mão de Deus e ela recebia três grandes bênçãos; Seria livre, abençoada por Deus e lembrada em Israel por meio dos seus filhos.

Davi aprendeu com os seus próprios feitos, que Deus valorizar mais à obediência do que a sacrifícios de tolo, aprendeu também com isto que oferta para Deus e um coração sincero. Deus pode rejeitar o ouro, a prata, o bronze e qualquer tipo de animal que lhe e dado por oferta, mas ao coração quebrantado e contrito não desprezará o Senhor, pois este coração é movido e quebrantado pelo seu próprio espírito que convence o homem do pecado, da justiça e do juízo.

Davi louvou a Deus por tudo isto dizendo; Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto. Bem-aventurado o homem a quem o SENHOR não imputa maldade, e em cujo espírito não há engano. Confessei-te o meu pecado, e a minha maldade não encobri. Dizia eu: Confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a maldade do meu pecado. Sl 32.1,2,5.

Não importa a dificuldade que esteja passando, ou que tipo de transgressão cometeu, Jesus Cristo está a porta sempre querendo entra em nosso coração, fomos santificados por ele e devemos valorizar está obra de regeneração tão perfeita.

Ore a Deus neste dia, peça-lhe com toda a singeleza do seu coração, ele está perto, tão perto e que te encontra; Por isso, todo aquele que é santo orará a Ti, a tempo de Te poder achar; até no transbordar de muitas águas, estas não lhe chegarão. Quando oramos a Deus ele consola nosso coração dizendo; Instruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os meus olhos e não te desampararei! Pois a sua sinceridade me alcançou.

Que o Senhor lhe abençoe!


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here