O Deus Bíblico Existe E É O Único Deus

0

Muitos supostos intelectuais (como alguns professores de história propagadores do “esquerdismo”, por exemplo) e vários defensores do ecumenismo, dizem o seguinte sobre Deus:

– Deus é alguém muito complexo para ser compreendido por meio de um livro religioso apenas (Bíblia) e por isso, não há como afirmar que o Deus bíblico é de fato o único Deus. É como dizer que cada religião tem uma “revelação” sobre o que seria de fato esse personagem chamado Deus.

– Que a razão humana (racionalidade) faz desmoronar toda e qualquer forma de religiosidade, que aceite a existência de um Deus. Em outras palavras: aquele que crê em Deus está na realidade, inventando um Deus, pois, a fé (segundo eles) não suporta uma análise racional sobre o fato.

Será?

Vamos fazer uma análise sobre tudo isso?

Comecemos, então…

– Deus é incompreensível, mas conhecível.

Ou seja…

Não há como compreendermos Deus em sua plenitude.

Se a mente humana, tão limitada, pudesse compreender Deus em sua totalidade, então Deus não seria Deus, pois, o ser humano “dominaria intelectualmente” tudo o que se referisse a Deus.

No entanto…

Deus se faz conhecer…

O homem pode conhecer a Deus até onde Ele se faz conhecer…

Em Deuteronômio 29:29 está escrito:

“As coisas encobertas são para o Senhor nosso Deus, porém as reveladas são para nós e para nossos filhos para sempre, para cumprirmos todas as palavras desta lei”.

Observem que há coisas encobertas (que não entendemos) e coisas reveladas (que entendemos)…

Dessa forma, não há como negarmos que Deus se revela em Sua Palavra (Bíblia) e através de Seu Filho, Jesus Cristo…

Não sabemos tudo sobre Deus, pois, isso não seria possível para nós…

Mas…

Deus se fez conhecer, a fim de termos condição de nos relacionar com Ele…

E por que isso?

Porque Deus nos ama e por Ele nos amar, Ele quer se relacionar diariamente conosco: conversando, estando perto, nos dando condições de conhecê-Lo.

– Provas da existência de Deus que apelam para a nossa racionalidade.

 Argumento ontológico (estudo do ser): a ideia da perfeição é prova da existência de Deus. Se existem seres imperfeitos, então deve existir a perfeição. Pois é pela imperfeição que sabemos da existência da perfeição. E quem é perfeito em tudo? Resposta: Deus.

 Argumento cosmológico (cosmo = mundo): o universo está em movimento. Há necessidade da primeira causa do movimento. Essa causa é Deus, que criou todas as coisas e que deu o pontapé inicial na expansão do universo (movimento).

 Argumento teleológico (teleo = fim, referente à finalidade): a ordem, harmonia, as leis naturais no mundo revelam que há um Ser inteligente. Foi Deus, o Ser inteligente que colocou essa ordem no mundo.

 Argumento moral: há necessidade da existência de alguém que como Legislador e Juiz tem absoluto direito de governo sobre o homem. Há uma noção, inerente a todo ser humano, da dualidade “certo e errado”, “mal e bem”, “luz e trevas”. Foi Deus quem plantou tais valores no coração humano. E Deus, como Alguém moralmente perfeito, sabe recompensar (de forma justa) cada um conforme suas obras.

 Argumento histórico ou etnológico (etno = raça): em todos os povos e tribos da Terra se encontra um sentimento do divino, que se manifesta em culto externo. Se Deus não existisse, então por que tal sentimento se manifestaria em toda a raça humana? Exatamente porque Deus existe, é que temos este “sentimento do divino” em nós, que somos criações Dele.

Viram?

Deus é Alguém complexo, mas Ele se revelou a nós, através de Sua Palavra e de Seu Filho Jesus Cristo…

Conhecemos a Deus, até onde Ele se fez conhecer…

A razão humana corrobora a existência de Deus…

Logo, não há como negarmos:

Deus existe e o Deus bíblico é o único Deus…

Espero que tenham gostado…

Até mais, se Deus assim quiser…

BIBLIOGRAFIA UTILIZADA

1 – SEMINÁRIO TEOLÓGICO BATISTA ÁGAPE DE SÃO PAULO. Teologia sistemática. Igreja Batista Ágape de Interlagos, Ministério de Ensino. São Paulo, 2006.

2 – Bíblia Sagrada.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here