O Arrebatamento

0

É possível que haja no texto do 12º capítulo do livro de Apocalipse, uma menção ao arrebatamento da Igreja, como sendo o marco do início da Grande Tribulação, que corresponderá aos 3,5 anos finais do governo de 7 anos do Anticristo.
Há uma tentativa de Satanás em tentar impedir o arrebatamento daqueles que hão de reger a Terra juntamente com Cristo, e que retornarão juntamente com Ele para tal propósito por ocasião da Sua segunda vinda, mas isto não lhe é permitido, e nem aos Seus agentes representados no Anticristo e todos os que estiverem a ele coligados.

Estes que são arrebatados são os vencedores referidos por Cristo nos capítulos 2º e 3º de Apocalipse, que não negaram o Seu nome e que guardaram a Sua Palavra, sendo-Lhe fiéis em suas vidas vigilantes e santificadas.
A partir do arrebatamento não será mais permitido ao diabo que acuse os santos na presença de Deus – a ele e a todos os demônios (um terço dos anjos que seguiram a Satanás desde a sua rebelião inicial, e que se transformaram em demônios).
O remanescente da Igreja que permanecer na Terra depois do arrebatamento, representados nas virgens insensatas da parábola proferida por nosso Senhor, que não tinham óleo em suas lâmpadas, e todos os que se converterem depois do arrebatamento, serão perseguidos pelas forças do Anticristo, segundo inspiração satânica, mas muitos serão preservados por Deus, nestes 3,5 anos da Grande Tribulação, (“1260 dias” ou “um tempo, tempos e metade de um tempo”, conforme se encontra no texto bíblico).

Será especialmente contra aqueles que dentre este remanescente (Apo 12.17) se arrependerem e se converterem ao Senhor, que o diabo concentrará o seu ataque, mas eles serão preservados por Deus para ingressarem no milênio, para serem os súditos de Cristo que continuarão se multiplicando em suas respectivas famílias, no reino terreno de mil anos, conforme está profetizado nas Escrituras.
Os que haviam sido arrebatados antes do início da Grande Tribulação, retornarão à Terra em corpos glorificados e já não se casam mais, porque serão como os anjos de Deus.

Apo 12:1 Viu-se grande sinal no céu, a saber, uma mulher vestida do sol com a lua debaixo dos pés e uma coroa de doze estrelas na cabeça,
Apo 12:2 que, achando-se grávida, grita com as dores de parto, sofrendo tormentos para dar à luz.
Apo 12:3 Viu-se, também, outro sinal no céu, e eis um dragão, grande, vermelho, com sete cabeças, dez chifres e, nas cabeças, sete diademas.
Apo 12:4 A sua cauda arrastava a terça parte das estrelas do céu, as quais lançou para a terra; e o dragão se deteve em frente da mulher que estava para dar à luz, a fim de lhe devorar o filho quando nascesse.


Apo 12:5 Nasceu-lhe, pois, um filho varão, que há de reger todas as nações com cetro de ferro. E o seu filho foi arrebatado para Deus até ao seu trono.
Apo 12:6 A mulher, porém, fugiu para o deserto, onde lhe havia Deus preparado lugar para que nele a sustentem durante mil duzentos e sessenta dias.
Apo 12:7 Houve peleja no céu. Miguel e os seus anjos pelejaram contra o dragão. Também pelejaram o dragão e seus anjos;
Apo 12:8 todavia, não prevaleceram; nem mais se achou no céu o lugar deles.
Apo 12:9 E foi expulso o grande dragão, a antiga serpente, que se chama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo, sim, foi atirado para a terra, e, com ele, os seus anjos.
Apo 12:10 Então, ouvi grande voz do céu, proclamando: Agora, veio a salvação, o poder, o reino do nosso Deus e a autoridade do seu Cristo, pois foi expulso o acusador de nossos irmãos, o mesmo que os acusa de dia e de noite, diante do nosso Deus.
Apo 12:11 Eles, pois, o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram e, mesmo em face da morte, não amaram a própria vida.
Apo 12:12 Por isso, festejai, ó céus, e vós, os que neles habitais. Ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta.
Apo 12:13 Quando, pois, o dragão se viu atirado para a terra, perseguiu a mulher que dera à luz o filho varão;

Apo 12:14 e foram dadas à mulher as duas asas da grande águia, para que voasse até ao deserto, ao seu lugar, aí onde é sustentada durante um tempo, tempos e metade de um tempo, fora da vista da serpente.
Apo 12:15 Então, a serpente arrojou da sua boca, atrás da mulher, água como um rio, a fim de fazer com que ela fosse arrebatada pelo rio.
Apo 12:16 A terra, porém, socorreu a mulher; e a terra abriu a boca e engoliu o rio que o dragão tinha arrojado de sua boca.
Apo 12:17 Irou-se o dragão contra a mulher e foi pelejar com os restantes da sua descendência, os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus; e se pôs em pé sobre a areia do mar.”

Pr Silvio Dutra

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA