“Deus, o nosso Deus.” (Salmo 67.6)

0

É estranho quão pouco uso fazemos das bênçãos espirituais que Deus nos dá, mas é mais estranho ainda o pouco uso que fazemos do próprio Deus.

Embora ele seja “o nosso Deus”, nos relacionamos pouco com ele, e o buscamos pouco também.

Quão raramente procuramos conselho nas mãos do Senhor! Quão frequentemente nos ocupamos com nossos negócios, sem buscar a sua orientação!

Em nossos problemas quão constantemente nos esforçamos para carregarmos nós mesmos os nossos fardos, em vez de lançá-los sobre o Senhor, para que ele possa nos sustentar! Isto não sucede porque não o possamos fazer, porque o Senhor parece dizer: “Eu sou teu, venha fazer uso de mim como tu quiseres, tu podes suprir gratuitamente as tuas necessidades comigo, e quanto mais o fizeres mais bem-vindo serás.”

É nossa culpa se não adquirirmos gratuitamente as riquezas do nosso Deus. Então, desde que tens um tal amigo, e ele te convida, procure-o diariamente. Nunca fiques em necessidade enquanto tens um Deus para recorrer; nunca temas ou desmaies enquanto tens a Deus para te ajudar; vá ao teu tesouro e pega tudo o que necessitas – tudo o que possas desejar.

Aprenda a arte divina de fazer de Deus tudo para ti. Ele pode te suprir de tudo, ou, melhor ainda, ele pode ser tudo para ti. Deixe-me então, rogar-te, para fazeres uso do teu Deus. Faça uso dele em oração. Vá a ele muitas vezes, porque ele é o teu Deus.

Oh, tu não utilizas tão grande privilégio? Corra para ele, e diga-lhe todas as tuas necessidades.

Use-o constantemente pela fé em todos os momentos. Se alguma provação tem te obscurecido, use o teu Deus como um “sol”; se algum forte inimigo te rodeia, encontre em Jeová um “escudo”, pois ele é um sol e escudo para o seu povo.

Se perdeste teu caminho nos labirintos da vida, use-o como um “guia”, pois ele irá te dirigir. O que quer que fores, e onde quer que fores, lembre-se que ele é tudo o que necessitas, e que pode suprir todas as tuas necessidades.

Texto de Charles Haddon Spurgeon, em domínio público, traduzido e adaptado pelo Pr Silvio Dutra.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here