DEUS AMA A FAMÍLIA, O DIABO, ODEIA!

0

Deus, que é Pai amoroso está mais interessado em restabelecer as famílias da terra, do que, propriamente, a igreja. Ele sabe que igreja estruturada é formada de famílias estruturadas. O diabo também sabe disso e investe pesado na desestruturação dessas famílias. E a forma mais eficaz e covarde que ele usa para destruí-las é atingir suas cabeças. Como numa luta corporal, onde adversário sabe que, atingindo a cabeça do seu oponente, todo o corpo estará desgovernado, sem reflexos e, com certeza, cairá sem forças.

Quantas famílias da terra hoje vivem sem a presença do pai. Morrem mais homens em acidentes de trânsito, brigas de rua, uso de drogas e mais homens são presos que mulheres.
Nós homens temos a missão mais difícil num relacionamento: a de estabelecer o Reino de Deus em nosso lar, na nossa família. Agora, que Reino é este, de que ele é formado e de que forma é implantado? É o mesmo Reino descrito na oração sacerdotal de Jesus, quando nos ensinou, dizendo: …venha a nós o vosso Reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como ela é estabelecida lá no céu… E este Reino é um Reino de justiça, paz e alegria no Espírito Santo, onde não há gritarias, espancamentos, ciúmes exagerados, falta de controles, desamor. Este Reino não é comida, nem bebida (Romanos 14).

Não adianta encher a geladeira de nossas casas de “danoninhos” pros nossos filhos, quando não estamos dispostos a abrir mão do nosso tempo, de amizades, da nossa zona de conforto para estarmos com eles. É chegado o tempo que não basta orar pelos filhos, é preciso orar com eles. Eles necessitam de um referencial, alguém que lhes dê um norte de fé. Eles podem até ouvir nossos conselhos, mas, com certeza, seguirão nossos exemplos.
Porque eu acredito que, num relacionamento de uma só carne, nós homens temos a tarefa mais difícil nesse relacionamento? Porque Deus nos disse que deveríamos amar nossas esposas como Cristo amou sua igreja e se entregou por ela (Efésios 5).

E a esposa a tarefa de ser submissa ao seu marido. Todos nós sabemos que uma mulher bem amada, cuidada, amparada, protegida é mulher submissa. Assim como fez com Adão, lá no jardim do Éden, Deus cobrará do homem a responsabilidade pela vida espiritual de sua família, dos seus filhos, estando ou não perto deles. E a sua esposa, a responsabilidade de ajudar o homem nesse sacerdócio.


Na família, o homem tem a tarefa de levar o lixo para fora de sua casa, para que o lixeiro passe e recolha, não é? No reino espiritual também é assim: o homem deve levar pra fora tudo aquilo que for considerado “lixo”, sejam eles físicos ou espirituais. Leve para fora de sua casa os lixos da gritaria, das brigas, da bebedeira, do cigarro, das palavras malditas, da falta de amor e de carinho, da indiferença, da internet, da televisão e tudo o mais que o Espírito de Deus te mostrar que é lixo. Leve-os pra bem longe e os coloque num lugar onde o “lixeiro” possa levar para que nunca mais voltem. Esta missão é do homem (sacerdote da família), a da mulher é limpar o lugar onde esse “lixo” estava e a tarefa de todos da família é manterem esse lugar limpo.

Não abra mão de sua família, nenhum sucesso na vida tem sentido, se fracassarmos no nosso maior e melhor ministério, o de Uma Só Carne. Não adianta sermos uma bênção na igreja e uma maldição dentro de nossa casa. Queremos evangelizar o mundo, fazer missão em outros países e não conseguimos, sequer, amar aqueles que estão bem próximos de nós. Uma das mais belas formas de amor é quando renunciamos a nós mesmos e nos sacrificamos em favor do nosso próximo. Não há maior prova de amor do que dar a vida pelo nosso irmão. Toda palavra de Deus se resume em amar a Deus sobre todas as coisas e ao nosso próximo como a nós mesmos. Não existe ninguém mais próximo de nós que nosso cônjuge e filhos.

Antes de amarmos o mundo, precisamos amar nossa família. Família amada, estruturada no Senhor serve como farol para guiar e amar outras famílias.
Olhe e observe: como temos visto famílias destruídas. Como temos visto famílias criadas sem a presença do pai. E não nos enganemos, o homem, por pior que seja, é uma autoridade constituída por Deus dentro de sua família, crendo ou não Nele. Ele pode até não saber, mas é e deve ser o sacerdote da sua família e tem o poder de abençoar ou amaldiçoar toda sua casa. Muitas mulheres tem sofrido por causa de homens “cabeças duras” e que não dão o braço a torcer, acham que sua autoridade é conquistada na “porrada”. Autoridade não é e nunca foi conquistada na pancada, mas em amor. Jesus fez isso conosco, Ele conquistou toda autoridade, se dando e morrendo naquela cruz por nós com seu Amor incondicional.

Quando estávamos solteiros vivíamos de uma forma, porém, no momento que casamos, constituímos família, passamos a “morrer” devagarzinho para dar vida a essas pessoas, eu não diria fracas, porém “frágeis” e que precisam de nossa força. Passamos a comer menos para que eles comam mais, dormimos menos para que eles durmam e descansem mais, sofremos mais para que eles sofram menos. Esta é a missão de todo cristão: a de morrer para dar vida a outras pessoas. Mas não nos preocupamos, quem tem Jesus vive muito, tem vida abundante. Viva essa vida abundante de Deus na sua família de forma plena, sublime e constante em Cristo Jesus.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA