O Brasil precisa de leis que tragam a segurança e a ordem

PROPAGANDA
PROPAGANDA

A pena de morte é a solução para livrar o Brasil do caos e da desordem. Até quando a sociedade vai chorar seus mortos, sem esperança, mergulhada em angústia e desespero?

Os mortos brasileiros apenas se multiplicam todos os dias. As mulheres são cruelmente violentadas e assassinadas. A juventude mergulha no mundo das drogas e se perde na ilusão alucinógena. Não há leis para punir devidamente assassinos, estupradores, traficantes de drogas.

A imoralidade avança com o objetivo de destruir totalmente a sociedade, a decência, o pudor, o cristianismo. Não há respeito nas escolas, na literatura, nos meios de comunicação. Querem resgatar as culturas anticristãs, legalizar a prostituição, legalizar a maconha, e até falam em legalizar drogas mais pesadas.

Amanhã a juventude vai estar morrendo pelas ruas, caindo alucinada pelas ruas; amanhã não, a juventude já está vivendo essa calamidade.

A sociedade ouve falar de Cristo desde a infância; graças a Deus, é isso mesmo que tem que ser feito. Mas muitos desprezam e zombam do sacrifício de Cristo desde que começam a discernir o bem e o mal. Tais pessoas não merecem perdão.

É chegado o momento do despertar de Javé. É chegado o momento de acordar para a lei sagrada de Javé. A lei sagrada do Senhor Deus Todo-Poderoso Javé aprova a pena de morte.

O Senhor Javé aprova a pena de morte. Ele mesmo é o executor que executará todos os criminosos, todos os transgressores da sagrada lei judaica que foi entregue a Abraão, a Moisés, a Cristo.

E sairão e verão os cadáveres dos homens que prevaricaram contra mim; porque o seu tormento nunca morrerá, nem o seu fogo se apagará; e serão um horror para toda a carne.

Livro de Isaías, capítulo 66, versículo 24.

Assassinos, estupradores, traficantes de drogas, assaltantes que assaltam com a mão armada, aliciadores de prostitutas e até mesmo adúlteros, pessoas que não respeitam o casamento, pessoas que não respeitam mulheres casadas, estas pessoas não merecem perdão, elas não querem perdão. Estas pessoas estão zombando de Cristo e do Cristianismo dia e noite. Eu posso ouvir a voz de Deus afirmar que seus pecados se amontoam e estão chegando até o céu.

Dia e noite zombaria, devassidão, incentivo ao uso de drogas. O final do comportamento anticristão é a lascívia e a irracionalidade que se manifesta nos assassinatos, estupros, tráfico de drogas, assaltos e adultérios de todos os dias. Não há como perdoar se estas pessoas não querem perdão, não acreditam em Deus. Elas querem simplesmente continuar pecando e zombando da vida, de Deus, de Cristo, do Cristianismo.

Javé é o Deus que executa a Justiça. Está escrito: “O Senhor é a Justiça”. Eu posso interpretar e dizer: “A lei de Javé é a minha Justiça”.

Javé aprova a pena de morte para assassinos. “Quem ferir alguém, que morra, ele também certamente morrerá”. Livro de Êxodo, capítulo 21, versículo 12.

Javé aprova a pena de morte para estupradores. “E, se um homem, no campo, achar uma moça desposada, e o homem a forçar, e se deitar com ela, então, morrerá só o homem que se deitou com ela”. Livro de Deuteronômio, capítulo 22, versículo 25.

Javé ordenava a execução de quem se alimentasse com alimentos impuros. É lógico que Deus ordenaria a execução de traficantes de drogas. As drogas destroem o corpo humano e o consumo de drogas resulta em outros crimes graves, assassinatos, estupros.

Um assaltante que assalta com a mão armada deixa em risco a vida da pessoa assaltada. Muitas pessoas são assassinadas em assaltos. Aprovar a pena de morte para assaltantes que assaltam com a mão armada é uma solução eficaz para combater assaltos e assassinatos.

Javé é a justiça. É necessário criminalizar a prostituição. Javé ordenava a execução de prostitutas. Aprovar a pena de morte apenas para o aliciador da prostituição seria um grande avanço para a sociedade cristã-judaica.

Javé aprova a pena de morte para adultério. “Quando um homem for achado deitado com mulher casada com marido, então, ambos morrerão, o homem que deitou com a mulher e a mulher; assim, tirarás o mal de Israel”. Livro de Deuteronômio, capítulo 22, versículo 22.

Cristo muitas vezes ordenou que seus discípulos seguissem a lei de Javé. As profecias revelam que a lei de Javé retornará. A lei de Javé retorna. Não há o que temer.

PROPAGANDA
PROPAGANDA

7 COMENTÁRIOS

  1. Jesus Cristo morreu na cruz porque a humanidade se recusou a seguir a lei de Moisés.
    A humanidade estava condenada ao inferno porque ninguém seguia a lei do Antigo Testamento.
    Se a humanidade seguisse a lei do Antigo Testamento, Jesus não precisaria ter morrido na cruz.
    A vontade de Deus é que a lei seja cumprida.

  2. Até quando o povo inocente vai ter que morrer?
    Até quando as mulheres cristãs vão ser estupradas?
    Até quando os adúlteros vão zombar dos santos?
    Até quando os traficantes vão ter voz para realizar o tráfico e para defender o uso da maconha?
    Quem usa maconha compra a maconha do traficante. Quem defende o uso livre da maconha está envolvido com o tráfico.
    Maconheiro não deve ter voz na sociedade cristã.
    Até quando as mulheres vão ser seduzidas e aliciadas para a prostituição?
    Eu não vou defender bandido.
    Bandido bom é bandido morto!!!
    Missão dada é missão cumprida!!!

  3. O grande líder protestante João Calvino utilizava a pena de morte em seu governo na cidade de Genebra, na Suíça.
    João Calvino executou muitos criminosos.
    João Calvino era seguidor da sagrada lei judaica.
    João Calvino não defendia bandido. João Calvino não defendia herege. João Calvino não defendia apóstata.

  4. Perdão é para quem se arrepende e busca verdadeiramente o perdão.
    Quem adultera todo o dia não quer perdão.
    Quem adultera todo dia não precisa de perdão.
    Quem adultera todo dia, blasfemou contra o Espírito Santo.

  5. Adultério é um crime contra a decência.
    Adultério é um crime contra o pudor.
    Adultério é um crime contra a honra.
    Lugar de adúltero é no cemitério.

  6. Quando o povo levou a mulher adúltera para ser julgada por Jesus, o povo não queria verdadeiramente seguir a lei do Sinai. O povo queria apenas encontrar algum motivo para incriminar Cristo.
    Se o povo quisesse realmente seguir a lei do Sinai, o povo não teria incriminado apenas a mulher adúltera. Se o povo quisesse realmente seguir a lei do Sinai, o povo teria incriminado também o homem que adulterou com ela.
    Se o povo realmente quisesse seguir a lei do Sinai, naquela ocasião, o povo teria se reunido em uma assembléia solene e teria executado a mulher adúltera e o homem adúltero. A lei do Sinai já existia. Não era necessário consultar Cristo. A lei do Sinai já existia. O povo não queria seguir a lei do Sinai.

  7. Quando Cristo julgou a mulher adúltera, Ele ordenou que ela fosse apedrejada.
    Cristo mandou o povo matar a mulher adúltera. Cristo mandou o povo cumprir a lei do Sinai.
    Cristo disse: Atire a primeira pedra aquele que estiver sem pecado.
    O povo, porém, era um povo amaldiçoado. Ninguém estava seguindo a lei do Sinai. Todos estavam envolvidos em pecados graves. O povo, naquela ocasião, estava envolvido em adultérios, prostituições e em todos os pecados que a lei proíbe. O povo não estava cumprindo a lei. Por isso o povo não executou a mulher adúltera.
    Para executar a lei do Sinai é necessário santidade.
    Moisés foi um homem íntegro, justo, santo, irrepreensível.
    Moisés executou todos os adúlteros de Israel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here