Um Profeta, Uma Viúva, E Deus

0

Porque assim diz o Senhor Deus de Israel: a farinha da panela não se acabará, e o azeite da botija não faltará, até ao dia em que o Senhor dê chuva sobre a terra. I Reis 17:14.

Ai como Deus gosta de contrariar a lógica das pessoas, como Deus confunde a mente humana; Nesta passagem bíblica, Deus permite que seja dado um nó na mente de muitas pessoas que pregam um evangelho de vida, fácil; um evangelho sem escassez; um evangelho de rosas sem os espinhos; um evangelho somente de riquezas, bens materiais e não ensina a mensagem da cruz, que tem que haver sacrifício, que é necessário cada um levar a sua própria cruz de renuncias e de aflições.

Profeta; alguém que ouve a Deus, que fala com Deus, que leva o recado de Deus, pessoa cheia da unção, e que revela o profundo vindo de Deus.
Viúva; pobre, desamparada, desfalecida, solitária, abandonada, ainda com filho. Entretanto, Deus manda o profeta ir, para ser sustentado por alguém que está esperando comer sua última refeição e depois morrer, como entender algo deste tipo, que contradição é esta?

Eis aqui um quebra de protocolos dos nossos dias, o mito que, se o profeta não estiver com regalia financeira, não é de Deus; que profeta não tem dificuldades; que profeta não fica doente. A vida de Elias contradiz a tudo o que é ensinado ultimamente, que regalias este teve? Perseguições, afrontas,nada deste mundo tinha, até para ser alimentado corvos trazia comida, andou solitário e fugitivo, se escondendo de pessoas usadas por satanás, até depressão ele teve, no entanto, ele tinha tanta intimidade com Deus que ele falava e Deus fazia cumprir o que ele dizia. Glorias a Deus. I Reis 17:01

Não é este um mensageiro de Deus? Deus não é dono do ouro e a prata? Então, seria obvio que Elias tivesse muito dinheiro, posses, fazendas, recursos humanos, que ele fosse isento das mazelas que sobrevêm a outros; porque então Elias não tinha nada disto? Porque a verdadeira prosperidade do Servo de Deus está na sua alma, é ter a provisão diária de Deus, conforme a sua necessidade, ter saúde, forças, sabedoria, unção, comunhão com Deus, ouvir a voz de Deus, e obedecer ao seu ide. A riqueza de Elias era ter intimidade com Deus, as coisas deste mundo são perecíveis o maior tesouro dele estava nos céus onde nem traça não rói; ferrugem não destrói; ladrão não rouba, e perdura para toda a eternidade.

Algo interessante nesta mensagem: a mulher que nada tinha Deus manda sustentar o seu servo. Outra coisa, não foi o Servo do Senhor que veio e disse para ela: Deus me mandou para você me sustentar, ou Deus mandou para você me dá isto ou aquilo, não foi assim; Deus falou primeiro com a mulher, Deus colocou o desejo no coração da mulher, mesmo ela inconsciente, foi por isso que, quando Elias pediu a ela para fazer o bolo, ela apenas disse que nada tinha, mas também, não disse que não faria; eis ai o segredo, Deus tem que se manifestar primeiro no coração das pessoas, Deus tem que colocar o interesse no coração de quem vai doar, não é ninguém a obrigar, fazer chantagem espiritualmente, como: se você não der, está endemoninhado, está desviado. Levanta-te, e vai à zarefate, que é de Sidom, e habita ali; eis que eu ordenei ali a uma mulher viúva que te sustente. I Reis 17:09.

Esta palavra lança por terra muitas atitudes por ai, pessoas que usam a fé para usurpar bens alheios, pessoas que usam do titulo que possui para sugar os que nada têm, sem autorização de Deus, dizendo que Deus mandou o que Deus não mandou.
Quando Deus enviou Elias para ser beneficiado pela aquela mulher, foi porque a verdadeira provisão estava na vida de Elias, mesmo ele não tendo recurso humano, havia nele a fonte das riquezas inesgotáveis, Deus. E aquilo que Elias falou, de imediato, Deus fez cumpri-se na vida da mulher. Deus tem feito alguma coisa do que muitos profetas da atualidade têm dito?

Na verdade o ato de Elias pedir era apenas uma estratégia fornecida por Deus para abastecer a vida daquela mulher. Através da vida dela, toda a sua casa foi beneficiada. Este sim é um Deus tremendo. E foi ela, e fez conforme a palavra de Elias; e assim comeu ela, e ele, e a sua casa muitos dias. I Reis 17:15

Como Elias pode testificar que de fato era aquela mulher a qual Deus o tinha enviado? Quando o coração daquela mulher se prontificou obedecer, a ser útil ao mensageiro do Senhor, enquanto ela foi buscar a água, ele usou-se daquele momento para pedir-lhe pão. Interessante é que, o profeta deixou claro que o pão tinha que ser da mão da viúva, isto porque, o que estava para ser revelado era individual, intransferível, a benção era para ela e não para terceiro. Vejo também neste versículo que Deus tinha necessidade de abençoar aquela mulher de imediato, porque Elias deu-lhe uma ordem, que o trouxesse já. O segredo estava entre a mão da viúva e a palavra do profeta, dentro da coordenação de Deus. E, indo ela a buscá-la, ele a chamou e lhe disse: traze-me, agora também um bocado de pão na tua mão. I Reis 17:11.

Quando a mulher disse para o profeta que ela não tinha nada, Elias logo replicou: não temas, porque o profeta já sabia da situação da viúva, foi Deus que mandou ele ali, e quando Deus manda é porque Deus conhece toda a condição.
Maravilhoso é quando ela disse que só tinha um punhado de farinha e um pouco de azeite, que havia apanhados dois cavacos, e, iria assar um pãozinho para ela e o filho, comer, depois esperar morrer. Ou seja, ela não via uma saída para a sua situação.

O profeta lhe responde; conforme a tua palavra, noutras palavras; ele disse: tu não tinhas nada, mas agora chegou à provisão para tua vida; brilhou uma luz na escuridão daquela mulher; ele a deu entender que: se ela seguisse o seu raciocino, certamente iriam morrer, mas se fizesse o que ele estava dizendo ia haver vida abundante. Aleluias. E Elias lhe disse: não temas, vai, faze conforme à tua palavra. Porém faze disso primeiro para mim um bolo pequeno, e traze-mo para fora; depois farás para ti e para teu filho. I Reis 17:13.

Ali era uma provisão imediata para aquela viúva, foi um de repente de Deus, a mulher necessita de um socorro urgente, uma sobrevivência, porque o melhor de Deus ainda estava por vir, ainda iria haver na vida daquela mulher chuva de benção. Da panela a farinha se não acabou da botija o azeite não faltou, conforme a palavra do Senhor, que falara pelo Ministério de Elias. I Reis 17:16.

O que o entendo aqui, que Deus sempre trará o socorro na vida dos seus, uma porta de escape, uma providencia rápida, um livramento suscito, uma cura imediata; quando o homem colocar um ponto final, ou seja, dá à sentença para a morte, Deus envia a vida e transforma tudo, Deus sempre cria uma situação, para que seja escrita uma nova historia, na vida de alguém que obedece a voz de Deus. Pense Nisto e Tome Posse!

DEUS NOS ABENÇOE!


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here