Tome um Banho!

0

Sempre após um dia longo de trabalho cansativo, ou um dia de atividades físicas na escola ou em um clube, nós sempre temos a mesma rotina, temos que nos lavar, nos banharmos, para que possamos vestir uma roupa adequada para dormirmos e descansarmos.

Isso se deve a uma grande variação de motivos, que podemos citar alguns.

Primeiro para que possamos relaxar depois de um dia cansativo de trabalho, trabalho que a água exerce muito bem sobre nossos corpos.

Depois tomamos banho para que possamos nos limpar, tirar nossas impurezas todas do corpo e ficarmos limpos para uma noite de sono agradável.

Terceiro, para que possamos ficar com um cheiro agradável.

E por último, mas não menos importante, para que possamos vestir uma roupa limpa e não sujá-la, com a sujeira que acumulamos do dia inteiro de trabalho.

Cada um desses pontos é da mesma forma importante, porque sem um deles ou não ficamos limpos e nos sentiremos desconfortáveis, ou não teremos um descanso adequado, um descanso que nos leve a um sono profundo, que reabasteça nossas energias para o dia seguinte.

Enquanto estive lendo hoje pela manhã a Palavra do Senhor, notei um detalhe interessante no serviço de Arão no tabernáculo, logo após ser instituído e estabelecido em Israel:

“Essas vestes são sagradas; por isso ele se banhará com água antes de vesti-las.” Lv.16:3

Uma das regulamentações sobre o sacerdócio de Arão e de seus descendentes era de que eles se banhassem antes de vestirem as roupas sagradas, as roupas em que eles purificariam o povo, através do carneiro oferecido em holocausto ao Senhor.

E existem pontos importantes aqui para que consideremos e aprendamos.

Todos nós, cristãos, sabemos que a partir do momento em que temos a Cristo como Senhor e Salvador de nossas vidas, a partir do momento em que cremos que Ele morreu e ressuscitou por nossos pecados, nós nos tornamos sacerdócio Santo para Ele, começamos a fazer parte de um seleto grupo que adora ao Senhor com o Serviço à Ele, proclamando as Suas maravilhas ao mundo (1Pe.2:9).

Mas existem detalhes que são importantes para que a nossa vida cristã seja vivenciada de uma maneira que agrade e glorifique a Deus e nesses detalhes aprendemos muito no Antigo Testamento, pois, ainda que não mais vivamos sob a Lei de Moisés, com ela aprendemos fatos importantes que evidenciam o que agrada o coração do Senhor e nos revelam a Sua Natureza Santa e Onipotente.

E isso é o que aprendemos com a forma de adorar de Arão.

Assim como Arão, nós fomos chamados a um sacerdócio, fomos chamados a um ministério sagrado, que nada mais é do que um serviço (ministério) separado do comum (sagrado), um serviço que não é como os outros serviços, mas é um serviço dedicado à Deus.

E nesse sacerdócio nós temos algumas qualidades que precisamos possuir, para que possamos exercê-lo da melhor maneira possível.

E hoje gostaria de falar sobre uma dessas qualidades, que é a qualidade de estar puro.

As nossas vestes, o nosso sacerdócio, a nossa função como cristãos, como homens que imitam a Cristo, não é uma função comum, mas deve ser uma função, uma vocação que exalte ao Senhor em Sua essência e da forma como Lhe agrada, por isso temos que nos banhar antes de vestirmos essas vestimentas.

O banhar significa que temos que nos purificar. Temos que nos purificar de nossos pecados, temos que nos purificar de nossas injustiças, temos que nos purificar de nossas imperfeições e erros humanos. Temos que estar puros para executarmos o sacerdócio de uma maneira que agrade à Deus.

Mas a questão é que não conseguimos, nunca conseguiríamos servir a Deus de uma maneira a agradá-lo e por isso o sacrifício de Cristo foi tão importante para nós, porque todos nós, como cita Paulo em Romanos, nos extraviamos, saímos da verdade e por nossas forças não conseguimos honrar a Deus por quem Ele é, ainda que Ele nos mostre Sua Natureza e grandiosidade através dos atributos visíveis de Sua criação, que contemplam a Sua grandeza.

Então à nós só nos basta realizarmos um gesto que demonstre o nosso compromisso de sermos separados, um compromisso de morrermos para os nossos pecados e renascermos para a Vida em Cristo.

“e isso é representado pelo batismo que agora também salva vocês – não a remoção da sujeira do corpo, mas o compromisso de uma boa consciência diante de Deus – por meio da ressurreição de Jesus Cristo, que subiu aos céus e está à direita de Deus; a ele estão sujeitos anjos, autoridades e poderes.” 1Pe.3:21-22

Nós, da mesma forma que Arão, para servirmos a Deus de uma maneira que o agrade, temos que primeiramente nos banharmos, nos arrependermos e como sinal desse arrependimento, afirmarmos com Cristo um compromisso, que acontece no momento do batismo que, pelo ato em si, não salva, mas pela consciência e pela verdade do compromisso, nos salva, porque assim confirmamos e professamos nossa fé em Cristo.

Todos nós somos como homens após um dia longo de trabalho. Todos estamos impuros, sujos pelo pecado e pela corrupção que nos envolve, corrupção não somente política, mas corrupção moral, inversão de valores e toda sorte de malefícios e imoralidades que nos atinge no percorrer de nossas vidas. E precisamos nos banhar antes de irmos descansar.

E esse banho é simbolizado pelo batismo. E porque o batismo é importante?

Primeiro, porque quando nos batizamos, assim como na figura do banho, nós deixamos de lado nossas imperfeições e confessamos diante de Cristo que somos pecadores, assim, com Ele nos lavando e purificando através de Seu sangue vertido na cruz por nós, temos acesso ao descanso eterno, a Salvação de nossas almas.

O banho do batismo nos proporciona um descanso não de uma noite, mas de uma eternidade em Cristo.

Segundo, quando assumimos que somos pecadores, confessamos a Cristo essas imperfeições e a Palavra nos diz que quando pedimos perdão por nossos pecados, o Senhor Jesus é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a injustiça.

O banho do batismo nos proporciona uma limpeza completa, para estarmos puros perante a Presença do Senhor.

Terceiro, quando nos lavamos em Cristo já não é mais o nosso cheiro de pecado que está em nós, mas o doce perfume de Cristo, que agrada e nos diferencia dos perfumes dos homens, pois no perfume de Cristo há santidade, amor, altruísmo e verdade, coisas que nos perfumes humanos não há.

O banho do batismo nos perfuma e nos faz influenciarmos as pessoas com o cheiro, com o perfume de Cristo em nós.

Quarto, quando nós assumimos nossos pecados, os confessamos e nos comprometemos com Cristo a termos uma vida santa e separada dos rudimentos e da natureza do mundo, nós não sujamos o testemunho de Cristo, ao qual fomos chamados a dar continuidade, nós podemos servir à Deus, finalmente, como homens puros, imitando a Cristo.

O banho de Cristo nos limpa e não permite que sujemos as roupas do sacerdócio, sacerdócio que é sagrado ao Senhor.

Por isso é importante que tomemos uma decisão em nossas vidas, uma decisão de nos entregarmos a Deus, uma decisão de nos comprometermos com Cristo e com a Sua obra salvadora, uma decisão de sermos diferentes e perfumarmos o mundo com o doce e amável perfume de Cristo, que de tão agradável evidencia o quão impuros e pecadores somos.

Se você ainda não tomou o seu banho de compromisso com Cristo, compromisso de ser um homem ou mulher separado para Cristo e fazer a Sua vontade, faça-o quanto antes.

E se você já tomou esse compromisso e se sente indigno, como você é e como eu também o sou, lembre-se, nós, que já temos um compromisso de seguir a Cristo, ainda que falhemos, sabemos que o Senhor ainda está presente para nos perdoar as nossas ofensas e assim lavar, não a nós por inteiros, pois já não mais precisamos disso, mas para lavar nossos pés, para que continuemos a obra que nos é cabida.

Tome um banho, assuma o compromisso de seguir à Deus e ao exemplo de Cristo, somente assim você poderá servir a Deus de uma maneira que o agrade.

Que Deus nos abençoe e nos ajude a servi-Lo em santidade, com toda a alma, coração, entendimento e forças.


COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here