Como Ser Cristão Apesar da Igreja – O Que Fazer Quando Descobrimos o Joio No Meio Da Igreja

2

Como ser cristão apesar da Igreja – o que fazer quando descobrimos o joio no meio da Igreja

Mateus 13:24-30 e 36-43

Essa é mais uma das histórias que Ele contou, aliás, para mim suas parábolas poderiam muito bem ser definidas como histórias para mudar a sua história. Não pretendo aqui fazer exegese do texto, porque nem tenho cacife para isso. Quero apenas sugerir uma aplicação desse texto a uma realidade que muitos de nós já vivemos ou estamos vivendo – a decepção com a Igreja. Esse ponto da nossa conversão em que as nossas expectativas com a Igreja se frustram, por descobrirmos que ela não é um lugar onde apenas o trigo floresce, mas um ambiente onde o joio também se manifesta. São os escândalos, as feridas feitas pelos irmãos, a vida dupla de alguns, a indiferença de outros, as disputas e politicagens etc. Não se trata de uma apologia a ela e nem de um juízo contra os ‘desigrejados’, mas um apelo para que olhemos a Igreja sob outra perspectiva e que esse novo olhar nos encha de coragem para permanecer fazendo parte dela apesar do joio que vemos crescer nela.

Para quem aprecia divisões, segue essa, feita pelo pastor Herbert Lockyer – essa é a história de dois semeadores, duas sementes, dois erros e duas colheitas.

Vamos a aplicação alternativa do texto para que de alguma forma nos recuperemos do de desânimo, antes que ele se torne indiferença.

1. Foque no trigo e não apenas no joio – não quero que você faça vista grossa ao joio, mas sim que você não foque apenas nele. Tem gente ingênua demais vendo só trigo e ignorando o joio e gente ressentida demais, vendo só o joio e desprezando o trigo e os dois erros são graves e muito prejudiciais. Afinal, será que só há joio na Igreja¿ Alguns se recusam a ir para a Igreja alegando que só há hipócritas nela, mas eu costumo dizer que é melhor conviver com alguns hipócritas durante um pouco de tempo aqui, do que passar a eternidade ao lado deles num outro lugar não muito confortável!

Há ainda 7.000 que não se dobraram! Há muito trigo também! Ainda tem gente boa fazendo coisas boas para deixar esse mundo tão ruim um pouco melhor! Pense nisso!

2. Busque o crescimento do trigo e não simplesmente a diminuição do joio – gastamos muita energia tentando diminuir o joio e esquecemo-nos de estimular o crescimento do trigo e com isso acabamos por perdê-lo. Ficamos combatendo os vícios sem ao menos prescrever as virtudes. Precisamos lembrar que enquanto o joio cresce sem esforço, o trigo precisa de muito cuidado para isso, basta olhar para as dificuldades que a boa semente encontrou para germinar na parábola anterior.

Outro fator digno de nota é que as Igrejas morrem não pela presença do joio, mas pela ausência do trigo. Sodoma foi destruída por falta de quórum de gente boa e não pela multidão de pervertidos que estavam lá! Um com Deus é maioria! Vale ressaltar que o joio é um bom sinal, pois aponta que a Igreja está crescendo e quanto mais trigo, mas joio! Óbvio que há lugares onde se tem mais joio e menos trigo, mas que a nossa luta seja a de um lugar onde haja mais trigo e menos joio, porque é pelo crescimento do trigo que o joio pode ser diminuído.

3. Lembre-se que no futuro haverá muito joio que poderá vir a ser trigo e muito trigo que se revelará joio – não estou afirmando aqui que se perde a salvação, pois a mesma graça que nos salvou nos mantém a salvo, não há mérito nem na conversão e nem na perseverança dos santos! O que quero dizer é que hoje existe muito trigo que parece joio e muito joio que parece trigo e somente o tempo é capaz de revelar a verdadeira natureza deles.

Dessa forma é melhor tratar o joio como se fosse trigo ao invés de tratar o trigo como se fosse joio, pois se você trata os bons como ruins, a tendência deles é enfraquecer e desanimar, mas se você trata os ruins como bons, alguns podem até melhorar. Se formos zelosos sem entendimento faremos mais mal do que bem à Igreja. Precisamos da fé que morre pelos irmãos e não da fé que os mata! Tem muito Simão que pode vir a ser Pedro e muito Judas que se mostrará um diabo e é preferível tolerar um Judas que sacrificar um Simão! Não interprete isso como ficar passando a mão na cabeça dos pecadores, a disciplina é necessária sim, a que proponho é apenas um discernimento que não defina as pessoas pelo que elas fazem, porque isso nem sempre corresponde ao que elas são. Quem vê cara, não vê salvação!

4. Se há joio semeado no campo do Senhor procure semear trigo no campo do inimigo – ficamos tão atônitos com a covardia do diabo em semear joio na igreja que acabamos por ficar paralisados sem fazer nada em resposta. Sejamos santos na Casa de César, Abias no palácio de Jeroboão e Obadias na corte de Jezabel! Vamos semear as virtudes e valores do Reino no nosso trabalho, escola, cidade e vizinhança! Seja como José que onde ia transformava o lugar, fosse na casa de Potifar, no cárcere ou no palácio! Seu testemunho de vida pode não apenas influenciar, mas também transformar o lugar onde você está!

5. Atente para as diferenças entre o trigo e o joio e não apenas para suas semelhanças – nesse ponto apelo para o discernimento que, aliás, é um dos dons mais necessários nesses últimos dias. O trigo e o joio são muito parecidos, a diferença entre eles vem com o crescimento e a frutificação. São os frutos que os revelam, pois de uma semente ruim jamais surgirá um bom fruto! Que o fruto ou a ausência dele nos leve a refletir sobre a nossa fé!

6. Não se ocupe em tentar arrancar o joio de perto de você, mas em arrancar o joio de dentro de você – essa é a separação que vale a pena, nem que para isso Deus precise usar a peneira do diabo como fez com Pedro! Ficamos tão incomodados com o joio ao nosso redor e nem nos importamos com o joio em nós! Chega de hipocrisia! Tem muito pecado oculto e secreto em nossas vidas que precisa ser arrancado pela raiz e não apenas ter seus galhos podados!

7. Se não puder converter o joio em trigo, pelo menos não deixe o joio corromper o trigo – aqui vai uma palavra mais realista. Nem sempre vamos poder influenciar e transformar o lugar em que estamos, embora seja esse o nosso alvo. A Igreja, apesar de tudo o que fizermos de certo pode ainda dar errado. Mas que isso jamais nos faça baixar a guarda! Se não puder melhorar o lugar em que está, ao menos não se deixe piorar por ele! Se sua história é como a de Noé, andando com Deus e na contramão do mundo, continue pregando mesmo que isso não produza resultado algum. Lembre-se que seremos julgados pelos nossos anseios (pelo que quisemos) e não pelos nossos feitos (pelo que fizemos).

Conclusão – A Igreja é como a arca de Noé, pode não ser um lugar confortável para se ficar, mas é um lugar extremamente seguro para se estar!

Abaixo segue o texto bíblico

Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo;

Mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se.
E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio.

E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio?

E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo?

Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele.
Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro . . . Explica-nos a parábola do joio do campo.

E ele, respondendo, disse-lhes: O que semeia a boa semente, é o Filho do homem;
O campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno;
O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos.
Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo.
Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniquidade.

E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes.
Então os justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.


2 COMENTÁRIOS

  1. Ficar ouvindo estes homens pecadores falando um monte de bobagens é muito arriscado!
    Eles leem um versículo aqui outro lá e montam textos gigantes pra te enganar…
    Quando o próprio messias instruiu que ele é o ÚNICO PASTOR…
    É este que devemos ouvir e seguir, suas palavras são palavras de vida eterna.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here