A Bênção de Ter um Bom Nome

0

Provérbios 10.7: A memória do justo é abençoada; mas o nome dos ímpios apodrecerá.

Tanto o justo quanto o ímpio, quando seus dias são cumpridos devem morrer. Entre seus corpos na sepultura não há qualquer diferença visível; todavia, entre suas almas, no mundo dos espíritos há uma grande diferença, pois tudo o que fizeram sobrevive à morte física.

Dos homens bons será, e deve ser bem falado quando se forem; e isto é uma das bênçãos que vêm sobre a cabeça do justo. Homens abençoados deixam atrás de si memórias abençoadas.

Isto é parte da dignidade dos santos, especialmente daqueles que se destacam na virtude e são eminentemente úteis; o fato de serem lembrados com respeito quando estão mortos. Seu bom nome, por conta de suas boas obras são como um tipo de unguento especial    (Ec 7.1). Os que honram a Deus também serão honrados (Sl 112.3,6,9). Os anciãos obtêm um bom testemunho pela sua fé (Heb 11.2); e, estando mortos, ainda falam.

É parte do dever dos sobreviventes deixar que a memória do justo seja abençoada.
Temos prazer em fazer menção honrosa a bons homens que se foram; graças a Deus por eles, por seus dons e pelas graças que existiam neles, especialmente, para sermos seus seguidores naquilo que é bom.

Os homens maus são e devem ser esquecidos, ou citados com desprezo. Quando seus corpos estão em putrefação na sepultura seus nomes também devem apodrecer. Tudo relativo a eles será enterrado no esquecimento (nada de bom pode ser dito deles, e, portanto, a maior bondade que pode ser feita a eles é nada dizer sobre eles).

Pr Silvio Dutra


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here