“Até aqui o Senhor nos ajudou.” (1 Samuel 7.12)

0

A palavra “até agora” parece ser uma mão apontando na direção do passado. Vinte ou setenta anos, e ainda, “até aqui o Senhor nos ajudou!” Na pobreza, na riqueza, na doença, na saúde, em casa, no estrangeiro, na terra, no mar, na honra, na desonra, na perplexidade, na alegria, no julgamento, em triunfo, na oração, na tentação, “até agora o Senhor nos ajudou!”
Temos prazer em olhar uma longa avenida de árvores. É agradável olhar de ponta a ponta da longa vista, uma espécie de templo verdejante, com seus pilares de ramos e seus arcos de folhas; de igual modo contemple os longos corredores de seus anos passados, com os ramos verdes da cobertura da misericórdia e os fortes pilares da bondade e da fidelidade que sustentaram as suas alegrias. Não há também pássaros cantando nos ramos? Certamente deve haver muitos, e todos eles cantam a misericórdia “até aqui” recebida.
Mas a palavra também aponta para a frente . Porque quando um homem escreve: “até aqui”, ele ainda não está no fim, ainda há uma distância a ser percorrida. Mais provas, mais alegrias, mais tentações, mais triunfos, mais orações, mais respostas, mais fadigas, mais forças, mais lutas, mais vitórias, e então vem a doença, a velhice, a debilidade, a morte. Acabou agora? Não! há ainda mais um despertar à semelhança de Jesus, tronos, harpas, canções, salmos, vestes brancas, a face de Jesus, a sociedade dos santos, a glória de Deus, a plenitude da eternidade, as infinitas bem-aventuranças. Oh! tenha bom ânimo, cristão, e com grata confiança porque:

Aquele que tem te ajudado até agora
Te ajudará em toda a tua jornada.

Texto de autoria de Charles Haddon Spurgeon, traduzido e adaptado pelo Pr Silvio Dutra.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here