Home » Teologia

Jó foi um exemplo de fé e lealdade a Deus

Avatar de Lauro  Cabral Por Lauro Cabral em 28 de abril de 2009

Estudos Bíblicos em seu email

Receba Estudos Bíblicos em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Texto bíblico: “Mas ele sabe o meu caminho; prove-me, e sairei como ouro. Nas suas pisadas os meus pés se afirmaram; guardei o seu caminho e não me desviei dele. Do preceito de seus lábios nunca me apartei e as palavras da sua boca prezei mais do que o meu alimento.” (Jó 23.10-12)

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Jó estava confiante de que Deus ainda cuidava da sua vida e que sabia que nenhuma adversidade afastaria jó da sua lealdade a Ele.

Jó considerava seu sofrimento como uma prova de fé no Senhor e do seu amor por Ele. Sua prova era semelhante aquela de Abraão, quando lhe foi ordenado sacrificar seu filho Isaque.

O próprio Jesus Cristo foi provado pelo sofrimento que suportou (Hb 5.8) e, por isso, Ele agora é nosso padrão e exemplo (I Pe 2.21); nós, como seus seguidores, devemos andar em seus passos (Hb 13.12,13).

A condição firme de Jó, de que seria aprovado no teste e que nunca abandonaria o seu Senhor baseava-se em sua obediência fiel no passado, seu amor à Palavra de Deus e seu reverente temor a Deus. Semelhantemente, o cristão do Novo Testamento deve manter a firme resolução de nunca apartar-se da obediência a Deus; antes, temer as consequências da iniquidade e amar a Palavra de Deus mais do que o pão de cada dia (Sl 40.8).

Jó é um dos maiores exemplos de firmeza de convicção, de apego à retidão e de perseverança na fé (Tg 5.11). Sua determinação inabalável de manter a sua integridade e de permanecer fiel a Deus não tem paralelo na história da salvação dos fiéis.Nenhuma tentação, sofrimento, ou aparente silêncio da parte de Deus podia afastá-lo da sua lealdade a Deus e à sua Palavra. Recusou-se a blasfemar contra Deus e morrer (Jó 2.9).

Semelhantemente, o cristão do Novo Testamento deve ter esta mesma e única resolução nas tentações, tristezas e nos dias sombrios da vida. Com uma firme convicção, deve continuar resoluto na sua fé, firme até o final (Cl 1.23). Nunca deve recuar e abandonar a fé, enquanto viver; mas permanecer em tudo fiel à Palavra de Deus e ao seu amor. Deve “sempre ter uma consciência sem ofensa, tanto para com Deus como para os homens.”

Essa decisão de permanecer fiel a Deus e inabalável na fé, esperança e amor não é uma opção para o cristão. Fazer assim é a sua salvaguarda contra o naufrágio na fé, ante as intensas perseguições, tentações e ataques de satanás (I Tm 1.18-20).

Deus, por sua parte, promete pelo seu poder guardar os fiéis e preservá-los na sua graça, para que obtenham “a salvação já prestes para se revelar no último tempo.”

A condição essencial necessária para a proteção de Deus é a “fe”. A proteção de Deus mediante a sua graça não opera de modo arbitrário. É somente mediante a fé que os cristãos são protegidos por Deus, assim como somente “por meio da fé” que os cristão são salvos. Deste modo, é nossa responsabilidade conservar uma fé viva em Cristo, como Senhor e Salvador, para termos a proteção continua de Deus.

A fé obediente que Deus requer é uma fé que sinceramente se compraz em fazer a vontade de Deus e que manifeste o alegre esforço de guardar a Palavra de Deus no coração.

A razão por que os cristãos sofrem é por serem basicamente diferentes; não são do mundo e foram escolhidos do meio “do mundo”. Os valores, padrões e modo de viver dos fiéis, entram em conflito com os métodos iniquos da sociedade perversa em meio à qual vivem. Recusam qualquer transigência com os padrões ímpios, e, contrário a isso, apegam-se às coisas que são de cima e não nas que são da terra.

Pastor Lauro Cabral

"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Gospel+ e demais colaboradores."


PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

3 comentaram, comente você também!

  1. adoreie muito k deus abençoe

    • MILTON TEIXEIRA disse:

      Belas são as palavras expressados pelo Sr. Pastor Lauro Cabral, e sabeis, porém o jovem de hoje se deixa levar pelo mundo por coisas pequenas e as vezes banais, entretanto se esquecendo da na FÉ, aquela que move montanhas e duradoura ou melhor deixando de praticá-la.
      Devemos cada vez mais sermos exemplos vivos de tudo que Jesus nos deixo e pagou por nós, e esperar a sua volta, para levar aqueles que realmente o ama em Espírito e em Verdade de todo o seu coração.

      Milton Teixeira
      Servo do Senhor Jesus
      Guarujá/SP.

  2. bem interessante esse tema

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 5,002 comentários no Estudos Bíblicos.