Quando a masturbação torna-se um vício

6
52

Em algumas igrejas, este tema causa polêmica quando é abordado. Essas polêmicas se dão por causa das ideologias defendidas pelas mais variadas ciências. Dentre elas, escolhi a Psicologia, que por sua vez alega que por se tratar de uma necessidade do corpo, a mesma tem de ser suprida, assim como as demais necessidades que se manifestarem. Mas neste post, apresentarei o que a Palavra de Deus fala sobre o assunto, colocando em debate a Psicologia com a Bíblia Sagrada.

Esse tema despertou minha atenção quando percebi que a prática da masturbação está sendo algo além de uma necessidade: ela está tornando-se um vício para o praticante. A Psicologia diz que quando uma prática torna-se um vício para o indivíduo, o mesmo está sujeito ao vício. Neste caso eu afirmo que quando surge essa necessidade, o praticante será “obrigado” a supri-la em virtude do seu vício dominante. Se você não consegue mais viver sem se masturbar é porque essa prática rotineira transformou-se num vício insaciável.

A Palavra de Deus nos fala em Mt.5:28 que “…qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração, já adulterou com ela.” ; ou seja, o simples olhar de desejo já nos faz pecar diante de Deus. Masturbação não é algo exclusivo aos homens, pois existem mulheres que também se masturbam. Talvez você diga: “se eu já pequei no olhar, não faz mal a prática do ato.” Como eu já disse antes, o simples olhar de luxúria já é pecado, mas a prática do ato torna-se prejudicial, pois é uma atitude resultante de um desejo impuro. Quando você coloca em prática seus desejos impuros, você torna-se escravo dos seus desejos, principalmente da sua mente. Não devemos ser escravos de nossa mente, mas devemos dominá-la! Colocar em prática os desejos impuros faz com que as pessoas procurem desculpas para seus pecados e fraquezas, ao invés de pararem de pecar. O pior é quando a masturbação está presente no casamento (isso mesmo, até pessoas casadas têm esse vício), pois ela destroi os casamentos. Deus criou o sexo para o prazer mútuo do casal (sexo só depois do casamento, ok!), e quando uma das partes pratica o ato de se masturbar, quebra o sentido do sexo no casamento. Masturbação é o ato de trazer prazer sexual a si próprio, quer seja através das mãos, quer seja através de objetos adequados. Geralmente, a prática da masturbação no casamento magoa, não só o praticante, mas também o cônjuge; e mágoa é a causa de muitos casamentos irem à ruína. Portanto, a prática da masturbação é mais perigosa do que os desejos impuros sexuais.

Quando lhe perguntam se “Masturbação é Pecado?” como você entende essa pergunta? No final do parágrafo anterior expliquei o que é masturbação. Pecado vem da palavra grega “Hamartia” que quer dizer errar o alvo em função de algo ou alguém. No caso da masturbação, ela é pecado por tratar-se de um vício na vida no praticante.

Talvez você diga “mas eu não sou viciado em pornografia”, então eu pergunto: por que você se masturba? A Bíblia relata um dos maiores, senão o maior, ensinamento de vida cristã, instruído pelo próprio Senhor Jesus Cristo que disse em Mt. 5: 29,30 “Se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o para longe de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros, do que todo o teu corpo seja lançado no inferno. E, se a tua mão direita te faz tropeçar, corta-a e lança-a para longe de ti, porque te é melhor que se perca um dos teus membros, do que todo o teu corpo seja lançado no inferno.”. Calma, Jesus falou aqui no sentido figurado, para mostrar as consequências de nossas atitudes. Ele não referiu aos órgãos da visão e do tato propriamente ditos, porque até mesmo uma pessoa cega ou mutilada pode sentir desejos impuros. Jesus nos ensina aqui que devemos lançar fora de nossa vida tudo aquilo que nos enfraquece espiritualmente, tudo aquilo que nos afasta de Deus. Às vezes, ignoramos certos desejos que nos levam ao pecado, mas se os mesmos não forem reprimidos, consequentemente nos trarão destruição. É melhor experimentar a dor da remoção de um hábito ruim ou da perda de algo que entesouramos, do que sermos escravos das nossas vontades, ou nesse caso, de um possível distúrbio sexual.

Faça um exame de consciência neste momento buscando saber o que te leva à masturbação. Em alguns casos específicos, a masturbação é resultante de uma vida marcada por frustações sexuais, ou até mesmo objeto de uma mente doentia. Quando você encontrar qual o motivo que o leva a masturbar-se, procure tomar as atitudes necessárias para remover este vício da sua vida. O primeiro passo é você reconhecer que é escravo da masturbação e nem me venha com aquela história de que “eu posso sozinho”, se fosse verdade você não estaria procurando ajuda na internet. Reconheça pra si próprio este hábito, e por ser dita a masturbação uma necessidade, diga pra si mesmo que você não precisa supri-la e nem precisa dela. Algo só se torna necessidade na vida de alguém a partir do momento que se torna importante. A masturbação é realmente importante para você? E por que as pessoas sentem culpa após se masturbarem? Pela prática contínua, o subconsciente humano torna a masturbação uma necessidade, mas como já disse antes, você tem que dominar sua mente, e dizer pra si mesmo que você não precisa masturbar-se.

Após reconhecer e declarar que não precisa realizar seus desejos impuros, o próximo passo, eu considero o mais difícil para o praticante, é viver a vida sem a prática da masturbação. A masturbação acaba tornando-se um vício no praticante, e todos os que já tiveram algum vício sabem, que a fase de abstinência é pior fase na recuperação do caráter e na restauração da personalidade. Mas não se preocupe que a Bíblia nos ensina em Fp. 4:8 que “… tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento.”. A masturbação é resultado de um pensamento sexual impuro, portanto, ocupe seu pensamento pensando nas coisas de Deus, no amor que Ele tem com a humanidade e no plano e propósito dEle para sua vida. Busque a Deus continuamente, se envolva com as atividades de sua igreja, leia a Bíblia, ore, jejue, dedique sua vida a Deus, pois se assim procederes, com certeza você se verá livre de todo e qualquer pensamento mau.

Fiquem na Paz do Senhor…

Texto extraído do meu blog Congregação Macedônia

6 COMENTÁRIOS

  1. Quero acrescentar que Deus já falou comigo por profecia sobre o assunto dizendo “sim, peça perdão sim”. Mesmo que a sociedade diga que é uma necessidade e é normal, não é o que Ele pensa.

    Lembrem-se: masturbação é relação sexual SEM o conjuge. É uma violação do casamento.

    Ah, mas não dá para conter? Pra começar isso é mito. Segundo: A fome é pra comer algo, não para mascar chiclete. O desejo é para nos impelir as nossas esposas ou esposos, e a casar, com profundo desejo impelido até por necessidade. É uma ferramenta de incentivar o relacionamento. É preciso não roubar.

    Masturbação é baseado na natureza da traição: EGOISMO. E é pecado, é infidelidade para com Deus, e tira a sexualidade (inclusive os desejos e estimulos) do seu lugar natural.

    E saibam: no caso de dificuldade para parar mesmo querendo é sinal de agencia de espírito controlador da mente

  2. Olá José Luis…

    Obrigado por comentar!!! Concordo com você, inclusive no sentido da masturbação ser infidelidade com Deus e alterar a sexualidade de sua ordem natural. Deus nos criou sabendo de nossos limites humanos, entretanto, nos revestiu de sabedoria para entendermos que dá pra viver sem se masturbar.

    De fato, a dificuldade em parar está ligado ao fato de haver o espírito controlador da mente, mas se deixarmos o Espírito Santo tomar controle de nossa vida, esse e outros vício existentes serão removidos de nossas vidas.
    Agradeço mais um vez pelo comentário.
    Que Deus continue te abençoando…

    Abraços…

    • olá meu nome é jordan, sou viciado em isso aos 8 anos ate agora, tenho 18 anos. Não consigo. Também é por causa da autoestima que eu tenho é muito baixo. Não é que eu seja deficiente físico.

  3. Graça e Paz, fui liberto da masturbação faz uns 6 meses, é um ato prazeroso mais as circunstância são horríveis. Mais esses dias fiz o ato de novo e me senti a pior pessoa do mundo, mais orei e estou jejuando não quero que isso se torne vicio de novo na minha vida!
    Mais Deus tem misericordia daqueles que buscam de todo coração e sabem até onde eles podem ir!
    Um grande abraço!

  4. bom , o unico jeito de para é aceitar deus no coração. mesmo que vocÊ pare de ver pornografia , uma hora vocÊ sentira vontade de fazer novamente e não resistira. ( alguem que já tentou isso sabe como é ).

    se você quer mesmo parar . se arrependa de seu pecado e siga a deus ou melhor leia a biblia e aprenda as suas leis e como usa-las .
    se você acha que não existe perdão , está enganado porque deus disse:
    que não sente prazer em matar ninguem ou punir , ele apenas quer que você se converta e siga os seus mandamentos

    ai vai um video de inspiração : http://www.youtube.com/watch?v=viQzfj66v-0&playnext=1&list=PL933160B3C4A6A69C&feature=results_main

  5. Como louvarei ministrando cura, libertação e restauração para a vida dos outros se minha própria vida espiritual está estrangulada?! Não quero estar trabalhando pro Céu e indo pro inferno!!! não quero me batizar com um vício… Como fazer a obra sendo escravo do pecado e com problema de saúde?! na hora que vem a vontade, ñ penso em mais nada…Deus não brinca de ser Deus e o Diabo não brinca de ser diabo, sei que Deus existe e que o mal é um fato…a vontade de que Deus me leve logo vem crescendo dia após dia, é muito triste saber disso dum jovem na flor da idade, porém não consigo esconder minha insatisfação para com a vida e é melhor que O SENHOR me leve logo pra junto dEle do que eu me afastar de Sua presença e sofrer eternamente, já que os pensamentos imundos parecem um “aplicativo rodando em segundo plano”, por mais que eu os impeça, eles continuam lá e as sensações físicas meio que já fazem parte da minha fisiologia, dia e noite, constante e inconscientemente ele me ataca e eu venho lutando contra isso, me sinto à beira da insanidade mental… não entendo! parece que amo mais a masturbação e a pornografia do que a Deus! Meio que não faz sentido viver e não praticar isso, essa prática é minha única “alegria”, ou faço isso ou vivo numa espécie de ‘tédio angustiante’, essas são as impressões que tenho. Uma vez, havia decidido que não ia mais tentar parar porque várias vezes tentei e não consegui, comecei a aceitar que era condenado a viver assim, mas pra Glória de Deus não ‘joguei a toalha’. É difícil ver propósito na minha vida, não sei por que O SENHOR me criou, a alegria de viver é praticamente nula, às vezes me surpreendo ao perceber um fio de esperança no amanhã mesmo em meio a tantos pecados…se alguém me perguntar o que penso da vida, prefiro nem opinar para não blasfemar contra O SENHOR e, com isso, ganhar fama de ingrato e frustrado com a revelação de meus verdadeiros sentimentos. Ninguém sabe sobre isso, nem amigos, pais, irmãos, parentes, colegas, vizinhos,pastor, ovelhas, desconhecidos, conhecidos ou psicólogos (nunca freqüentei um), as pessoas não entenderiam, subestimariam esse meu defeito e ainda o jogariam no ventilador, e tenho certeza que ainda olhariam de rabo de olho pra mim com ar de reprovação, como se eu tivesse dado a maior mancada na vida ou vacilado “feio”, virariam ‘juízes da moral’ e me julgariam!!! quem não conhece os seres humanos?! Só quem sabe disso é Deus, sofro em silêncio, faço o que posso e, mesmo assim, não sei mais o que fazer! A partir do momento que me proponho a ter uma vida santa, sei que é só uma questão de dias até a angústia atormentadora da sensação lasciva começar a me assaltar…poxa…olho pras pessoas na rua e vejo que elas têm uma vida sexual tão harmônica, uma libido tão natural…chego a me perguntar por que não sou como elas, por que não consigo viver em paz com minha libido em vez de viver em pé-de-guerra contra ela… Sou visto como uma pessoa simpática, feliz e atenciosa, mas já estou de saco cheio de ter esse rótulo, pois na verdade sou hipócrita, sujo e escarnecedor, um porco ansiando por morar na lama!
    O SENHOR sabe o quanto luto pra me libertar disso, neste ano (2015) faz exatamente a metade da minha vida em que venho sendo chicoteado e oprimido emocionalmente por esse problema (nasci em 87 e comecei nessa sujeira em 2001). Li num site que QUEM ORA NÃO TEM HORA PRO INIMIGO e é isso que venho fazendo, tem adiantado, mas estou num processo muito lento de libertação. Eu nao quero fazer mais isso, pois sei que prejudica minha vida espiritual. Como posso ficar repetindo algo que eu sei que não é bom? Eu não quero mais fazer isso; eu quero agradar ao SENHOR!… não aguento mais, as lágrimas correm pelo meu rosto quando erro, minhas orações são grunidos de angústia e desespero. Reconheço a soberania de Deus na minha vida. Entrego-me em Suas mãos. Torno-me dependente dEle. Só que no outro dia, lá estou eu, errando, perdendo minha santidade e cada vez mais longe da minha salvação. Tenho visto tantas pessoas ao meu redor precisando ouvir de Jesus, e eu não posso fazer nada porque Ele já não habita mais em mim e a culpa é inteiramente minha. Não tenho mais a quem pedir ajuda. MEU DEUS, TEM MISERICÓRDIA DA MINHA VIDA! Essa prática repugnante arruinou várias áreas da minha vida: emocional, sexual, física, social, mental, etc… Não namoro, não tenho filhos, ainda moro na casa da minha mãe ,me encontro afastado do trabalho por motivos de saúde há 2 anos e tive de trancar a faculdade no quarto período também por causa da saúde, quase não tenho amigos ou vida social, tenho ciência de que esse problema me causou um leve problema emocional e, consequentemente, mental, e também sei que os complexos que tenho podem ser diferentes doutras pessoas também viciadas nisso (pornografia e masturbação), pois cada ser é único, indivíduo-individual.
    Pretendo ter uma família, mas com um vício desse, sobrevivendo a uma montanha-russa emocional, e ainda por cima com um problema de saúde, não é fácil e nem seria justo da minha parte fazer uma mulher e crianças sofrerem por causa da minha ‘estranheza vivencial’. Isso impediu meu amadurecimento emocional, , psicológico e sexual. Nossa… me sinto mergulhado no mar de pecados, predestinado ao sofrimento eterno… qual mulher vai querer um homem cum problema de saúde e, de quebra, cheio de angústias, questões e conflitos pra resolver na vida???!!!
    Desenvolvi um complexo de rejeição terrível “graças” a isso, sem contar o nervosismo, a paranóia e a ansiedade. Talvez seja devido a esse complexo de rejeição que afasto pessoas do sexo oposto e, assim, destruindo a possibilidade de qualquer relacionamento amoroso…tenho certeza que as pessoas, principalmente as mulheres, têm uma intuição sobre quanto amor seu próximo tem pra lhes dar e se você não tem muito amor a dar, é rejeitado sutilmente, essa é a verdade nua e crua, ninguém está preparado pra acolher o lado podre de seu próximo.
    Parece que você está sempre com a sensação dalguém estar tentando te seduzir, parece um espírito imundo se esfregando em você e sussurrando no pé do seu ouvido dizendo-lhe palavras de conforto, e você lutando contra isso e tentando manter o tesão do pênis em baixa, como se controlar hormônios e um complexo de “não-sei-o-que” fosse possível! … há o medo de gozar sem ter “aproveitado” a situação ,é como se fosse uma ameaça do tipo: ‘se você não pensar em safadeza e “bater uma”, você vai gozar em vão e nunca mais terá outra oportunidade como essa’! Como se aquela ocasião fosse a melhor de todas, a única!!! …Sabe?!… E se você não obedecer a essa voz/sensação/impressão, ou sei lá o que, fica angustiado, nervoso, ansioso, paranóico, tenso…Parece o próprio inimigo ameaçando lhe provocar um ataque do coração, uma insanidade, dizendo que você vai parar no hospício ou sua alma vai sair do corpo ou que vai espalhar telepaticamente às pessoas todos os seus problemas se você não o obedecer…há também o medo da tentação, pois, com ela, logo vem os ‘sintomas lascivos’: frio na barriga, coração acelerado, pensamento pronto pro ‘lutar ou correr’, angústia sufocante, medo que saibam do seu problema e/ou que você está com tesão, paranóia, desespero, loucura… É o simples medo premeditado do que vai sentir após o ato, se estiver sozinho em casa, vai “rodar”, na hora não há o que impeça essa “fissura libidinosa” de chegar aonde quer. Só o fato de você se sentir tentado, você já se sente como se tivesse pecado, porque as sensações angustiantes e as emoções atormentadoras são, nada mais nada menos, que a fissura, a pessoa pensa em mais nada, daí ao ato é um pulo, não importando onde o individuo esteja, ele vai dar um jeito de, quando chegar em casa e vir que está sozinho, montar um cenário especial, uma “lua-de-mel”, pra tornar aquele momento o melhor e mais ‘aproveitável’ possível… Em vez de vivermos, sobrevivemos, pois a angústia e o tormento habitam nas tendas dos viciados… alguns dias, tenho de ‘fazer hora’ na rua e só ir pra casa depois da hora de alguém ter chegado do trabalho, porque sei q se eu for pra casa e ficar sozinho por muitas horas, vou fazer o que mais quero e o que não devo, mas, mesmo na rua, a angústia, a fissura e todas aquelas emoções esmagadoras permanecem, e aí, não tem jeito, é só uma questão de oportunidade… não é fácil, não é só pôr os pensamentos noutras coisas (embora ajude), pois nossas emoções (irracional, inconsciente) e fisiologia ficam arraigadas nisso, pra mais ou pra menos, dependendo do tempo que a pessoa se encontra em tal prática
    Minha vida está um lixo, já não aguento mais, quando parece que vai melhorar, piora!
    O problema é que quem não passa por isso inferioriza o problema e zomba de quem o tem, pois leio muito na internet sobre o assunto. Penso que vício é vício, se você não tem o A, pode ter o B, o C, o Y ou o Z, não sei se é predisposição genética, karma, ou outra coisa, mas não se deve subestimar a fraqueza alheia, porém, infelizmente, é isso que fazem!
    Alguns viciados podem “bater” várias por dia e se sentirem ótimos enquanto outros se sentem um lixo com apenas ‘umazinha’; alguns podem fazer isso durante anos e conseguirem parar naturalmente e outros vão passar a vida lutanto contra isso por causa de alguns momentos de ‘alívio’, isso tudo depende da genética do indivíduo, cada ser é único.
    Não entendo também médicos, psicólogos e até alguns “pastores” incentivando essa prática quando isso deveria ser um mal combatido a todo custo pela sociedade. Assisto a muitos programas e ouço debates acerca do assunto VÍCIO, mas o vício mais discutido é sobre drogas e quando falam sobre o de masturbação, deixam a desejar; nunca ouvi falar dum M.A. (masturbadores anônimos) ou de psicólogos cristãos disponíveis para atender a esse tipo de público. Parece que estamos à mercê do chicote, na “mão do palhaço”, não que um acompanhamento psicológico fosse resolver o problema, mas ajudaria bastante.
    Se o governo quer pessoas burras, com Q.I. inferior ao das demais, está fazendo um excelente trabalho na mídia, na rua e em todos os lugares, pois o mundo já jaz no maligno, logo, haverá mais pessoas pra mal-influenciarem do que pra bem-influenciarem seus próximos, tirando o fato da nossa natureza carnal, que já tende pro que não presta, e dizer não à carne é declarar guerra ao mundo, pois Jesus Cristo é O único capaz de nos livrar do império das trevas, regenerar nossas vidas e salvar nossas almas.

    Um equilibrista atravessando um desfiladeiro na corda bamba se sente seguro quando não olha, nem para a corda nem para o desfiladeiro, mas sim para o seu destino, para um ponto fixo à sua frente, para a rocha: Jesus Cristo é a nossa Rocha!

    É preciso desejar MUITO o abandono duma prática pela qual nossa alma clama constante e inconscientemente, então, tenham certeza que nosso Senhor Jesus Cristo está conosco nesse barco e nos ajudará nessa jornada rumo ao Céu.
    “Porque para Deus nada é impossível.” Lucas 1:37
    “Buscai, antes, O Reino de Deus, e todas as coisas vos serão acrescentadas.” Lucas 12:31

    Que o nosso Senhor Jesus Cristo tenha misericórdia de nossas almas!

DEIXE UMA RESPOSTA