Home » Destaque, , Liderança

Porque a igreja é importante?

Estudos Bíblicos em seu email

Receba Estudos Bíblicos em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Porque a igreja é importante?

Estive envolvida na igreja por praticamente toda minha vida. Eu cresci como uma “filha de pastores”, e assim como você pode imaginar o momento em que cheguei à adolescência estive tempo suficiente em serviços, reuniões, eventos e grupos de células.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Depois, eu passei minha adolescência como uma rebelde querendo ser outra pessoa, evitando qualquer tipo de envolvimento, ou compromisso com a igreja ou atividades relacionadas à igreja. Lembro-me de prometer a Deus:

“Senhor, eu farei qualquer coisa, MAS:

1. Tornar-me uma pastora.

2. Casar com um pastor ”

Eu queria um trabalho real, com uma vida confortável, uma carreira invejável, um marido bonito e uma mansão que seria minha casa.

Mas aos meus 18 anos de idade, Deus foi tão gracioso, me viu, me conhecia, e uma noite de domingo, sentada na fileira de trás durante um culto na igreja, Ele bateu no meu ombro e me lembrou o quanto Ele me amava. A Verdade tornou-se evidente em meu coração – eu tinha sido criada com um propósito e tinha um chamado para minha vida. Eu timidamente respondi ao chamado da salvação, mudei e comecei minha jornada de não apenas crer em Deus, mas de entregar meu coração, minha vida, meu tempo, meus sonhos, meus medos, meus desejos e tudo o que eu conhecia e entendia, a Ele.

Os sete anos que se seguiram foram cheios. Poucos dias depois da minha decisão eu estava ministrando o louvor e adoração no ministério de jovens e em eventos. E antes que me desse conta, eu estava na equipe de obreiros em tempo integral como uma pastora de louvor e adoração.

Deus estava trabalhando no meu coração; e como o amor por Sua igreja cresceu, tornei-me mais e mais apaixonada pelo que Ele estava fazendo e menos preocupada ou interessada em meus próprios planos. Durante esse tempo, Deus me transformou, ensinando-me como servir, como ser fiel, e dar minhas ofertas como adoração. Eu fui maravilhosamente abençoada naqueles anos, aprendendo a dirigir o louvor, como construir equipes e como lidar e prosperar com responsabilidade. Tive a oportunidade, a posição e o perfil dentro do mundo que eu estava inserida.

Mas com tudo correndo bem, ainda assim, eu consegui ficar um pouco ´apanhada´. Eu me vi consumida com o trabalho que eu estava fazendo, onde eu estava indo e o que aprovaram de mim. Percebi que muito de minha identidade, propósito, função e oferta, estavam sendo aceitas pelo homem. Dessa forma, meu entendimento do que realmente era igreja se tornou confusa e limitada. Minha pergunta – a igreja era um corpo vivo ou apenas uma organização muito ambiciosa e exclusiva?

Então, por volta dos meus vinte anos comecei a sentir lutas, frustração e anseio por mais. Novamente cresceu o cansaço das reuniões após reuniões. Quase todos os meus amigos eram cristãos e meu calendário parecia que girava em torno de conferências e eventos que pareciam que nunca iriam acabar.

Nos poucos anos que se seguiram Deus nos transportou para uma nova temporada. Incluímos uma nova cidade, uma nova igreja e outra transformação do coração e da mente. Parte desta transformação foi uma nova compreensão do que é igreja. Eu descobri que a Igreja de Deus é muito mais vasta e mais ampla do que poderíamos imaginar. Ela ultrapassa todas as origens culturais, demográficas, denominacionais, geracional, e divisão geográfica. É alimentada pelo amor, liderado pelo poder do Espírito e Jesus está na cabeça e no centro. Igreja é fundamental.

Mas às vezes, em um dia chato, durante o nosso egocêntrico momento “emo”, tenho que me lembrar o porquê. Aqui estão três razões muito práticas …

1 – Não podemos fazê-lo por nós mesmos

Percebi que sou fraca. Preciso de encorajamento e apoio. Preciso ouvir a palavra de Deus regularmente. Preciso estar ao redor e me relacionando com outros crentes. Gosto de estar sozinha com Deus – e que também é importante – mas a única maneira de sustentar minha devoção é ser lembrada e incentivada regularmente. A Casa de Deus é um refúgio, um lugar seguro, um lugar onde podemos nos achegar com todas as imperfeições e sermos constantemente estimulados e preenchidos a ponto de conseguirmos nos manter perseverantes durante toda a semana para vermos Seu Reino vir em um mundo quebrado. Eu sei agora, que se eu quiser ser uma seguidora declarada de Cristo, eu preciso encontrar meus amigos cristãos regularmente, para reunir e orar, e para elevar o nome de Jesus em nossas vidas e em nossa comunidade. Eles também precisam do meu apoio e orações!

2 – Precisamos fazer parte de algo

Dentro de todos nós há um desejo de ser parte de algo maior que nós mesmos. A Bíblia diz que na Casa de Deus há lugar para todos. Ele preparou um lugar para cada pessoa. Somos necessários, somos parte do plano de Deus, somos parte da história dele. Deus está usando seu corpo vivo e vamos nos encontrar em crescimento, amando, criando, ministrando, evangelizando, orando, produzindo e multiplicando quando encontramos onde nos encaixamos em Seu corpo amplo e interligado.

3 – Há poder quando nos reunimos

Algo acontece quando nos reunimos com o propósito de adorar a Deus. Escrituras como, “Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles.” (Mateus 18:20), “Contudo, tu és santo, entronizado entre os louvores de Israel.” (Salmos 22:3), tornam-se muito reais quando nos reunimos com expectativa e fé. Jesus é apaixonado por Sua casa, lançando fora a corrupção dizendo “Está escrito: A minha casa será casa de oração” (Lucas 19:46). Quando Salomão dedica o templo de Deus promete “Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra.” (2 Crônicas 7:14). Há poder quando nos reunimos para orar, adorar e elevar o nome de Jesus.

Eu sei que às vezes podemos nos machucar, frustrar, irritar, se ofender, cansar, entediar ou ser complacentes com o que conhecemos como igreja. Mas é muito importante manter nossos corações corretos. Deus chamou a todos nós para sermos uma parte de Seu Corpo de alguma forma.

Vou deixá-lo com um dos meus versículos favoritos das Escrituras que me incentivou ao longo dos anos a permanecer em amor em Sua Casa, e que mantém minha mente em um foco maior quando encontro com todos os demais envolvidos na organização imediata:

“Uma coisa peço ao SENHOR, e a buscarei: que eu possa morar na Casa do SENHOR todos os dias da minha vida, para contemplar a beleza do SENHOR e meditar no seu templo. Pois, no dia da adversidade, ele me ocultará no seu pavilhão; no recôndito do seu tabernáculo, me acolherá; elevar-me-á sobre uma rocha. Agora, será exaltada a minha cabeça acima dos inimigos que me cercam. No seu tabernáculo, oferecerei sacrifício de júbilo; cantarei e salmodiarei ao SENHOR.” (Salmos 27:4-6)

Nikki

Fonte: www.worshipcentral.org / Adorando

"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Gospel+ e demais colaboradores."


PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 4,982 comentários no Estudos Bíblicos.