Home » Teologia

Os Dois Caminhos como Você nunca viu

Profile photo of Claudio Crispim Crispim Por Claudio Crispim Crispim em 27 de julho de 2007

Estudos Bíblicos em seu email

Receba Estudos Bíblicos em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

“Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem” Mt 7: 13- 14.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Após demonstrar no que consiste as leis e os profetas (Mt 7: 12), Jesus aponta a necessidade de entrar pela porta estreita. Em seguida Ele dá o motivo porque é necessário entrar pela porta estreita:”Pois larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição..”.

Diante da necessidade exposta, surgem as perguntas: O que é a porta estreita? Como entrar nesta porta? Por que a necessidade de entrar na porta estreita é apresentada como única saída para livrar-se da porta larga e do caminho que conduz a perdição?

O versículo 12 encerra uma exposição que teve início no capítulo 5, verso 17, quando Jesus diz:”Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-o vós também a eles, pois esta é a lei e os profetas” (Mt 7: 12), Ele encerra a exposição que teve início com este versículo: “Não penseis que vim destruir os profetas; não vim para destruí-los, mas para cumpri-los” (Mt 5: 17).

Após apresentar as bem-aventuranças aos seus discípulos (Mt 5: 1- 12), e demonstrar a condição deles perante os homens (Mt 5: 13- 16). Jesus esclarece alguns aspectos importantes para se entender sua missão:

a) Não veio destruir e nem descumprir a lei e os profetas (v. 17);
b) Era impossível aos seus ouvintes entrarem no reino dos céus seguindo o caminho dos escribas e fariseus (v. 20);
c) Demonstra exemplos práticos de como lhes era impossível entrar no reino dos céus através do cumprimento da lei, seguindo o caminho dos escribas e fariseus (Mt 5: 21 à 7: 11);
d) Demonstra também que a lei e os profetas resume-se em um só mandamento: amar o próximo como a si mesmo (v. 12).

As exposições de Jesus não são palavras soltas, ou idéias desconexas. Perceba que o verso 13 é a resposta à impossibilidade apresentada por Jesus no verso 20. Somente aquele que entra pela porta estreita é que alcança justiça superior a dos escribas e fariseus.

A mensagem que o Senhor Jesus trás é una, concisa e precisa no que propõe, porém ele a expõe de muitas maneiras, para que, tanto o leigo (sermão do monte), quanto o erudito (Nicodemos), recebam a mesma mensagem de forma que possam entender. Ora, tudo o que foi demonstrado no Sermão do Monte, Jesus também revelou a Nicodemos, conforme o registrado pelo apóstolo João no seu Evangelho:

a)Era impossível a Nicodemos entrar no reino dos céus, embora representasse o melhor da religião, do comportamento, e da moral humana;
b)Jesus demonstra que o caminho seguido por Nicodemos não o conduziria à salvação, antes, era necessário nascer de novo;
c) Da mesma forma que é necessário nascer de novo, também é necessário entrar pela porta estreita, ou seja, a figura do novo nascimento equivale a figura da porta estreita.

Isto demonstra que a entrada pela porta estreita é o novo nascimento. Não há outro meio de acesso à porta estreita, a não ser através do novo nascimento pela fé em Cristo (Jo 3: 16).

Por que é preciso nascer de novo? Para escapar do caminho que leva à perdição (Jo 3: 16), ou seja, para deixar o espaçoso caminho que leva à perdição (Mt 7: 13).

Quando Jesus disse a Nicodemos que era necessário nascer de novo, ele estava demonstrando que era impossível alcançar a vida eterna seguindo o caminho que estava trilhando. O problema maior de Nicodemos não estava na prática da lei, o caminho que ele pensava dar acesso a Deus. O maior problema do mestre em Israel estava na porta que ele havia entrado, quando nasceu.

Ou seja, é o nascimento que faz o homem entrar pelas portas, tanto para a porta larga, quanto para a porta estreita.O homem entra pela porta larga quando vem ao mundo, quando nascem da semente de Adão (semente corruptível). E entra pela porta estreita quando nasce da Palavra de Deus (a semente incorruptível) (l Pe 1 :23).

Nicodemos precisava nascer de novo, uma vez que era nascido segundo Adão, e era, portanto, filho da ira e da desobediência. Por mais que procura-se seguir os quesitos da lei, o seu caminho era de perdição, pois a porta que Nicodemos entrara era larga, e como “muitos”, ele seguia para a perdição.

Porém, após ouvir a mensagem do evangelho, e crer em Cristo (o enviado de Deus), Nicodemos nasceria de novo, da semente incorruptível (que é a palavra de Deus), tendo acesso à porta estreita, e que “poucos” a encontram.

Verifica-se então que a parábola dos “dois caminhos” refere-se à necessidade do novo nascimento, e que o cumprimento da lei diz respeito ao amor ao próximo, e não à salvação, como pensavam. Se a lei fosse para a salvação, não seria preciso Moisés clamar ao povo logo após a entrega da lei:”Circuncidai, pois, o prepúcio do vosso coração, e não mais endureçais a vossa cerviz”(Dt 10: 16).

Observe que o cumprimento da lei real somente tem valor após a obediência ao mandamento divino, que é: “Ora, o seu mandamento é este, que creiamos no nome de seu Filho Jesus Cristo…” (I Jo 3: 23), ou seja, amar o próximo, somente é válido “…segundo o mandamento que nos ordenou” (v. 23)”Todavia, se cumprirdes, conforme a Escritura, a lei real: Amarás a teu próximo como a ti mesmo, bem fazeis” (Tg 2: 8).

O discurso de Jesus e Paulo em momento algum destoa, visto que &l
dquo;entrar pela porta estreita” é o mesmo que “viver em Espírito”, ou seja, “o novo nascimento”. Andar no caminho apertado que conduz a vida é o mesmo que “andar em Espírito”, ou seja, andar como filhos da Luz (Gl 5: 25; Ef 5: 8).

Espero que esta exposição faça com que, você leitor, repense as questões sobre a necessidade de se entrar pela porta estreita.

Claudio Crispim

www.ibiblia.net

"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Gospel+ e demais colaboradores."

PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

4 comentaram, comente você também!

  1. Excelente artigo!!!
    Parabéns!!!
    Que Deus continue abençoando vossos estudos à luz de Sua palavra.

  2. Que Deus possa sempre te dar uma visão ampla a respeito de sua palavra. Excelente comentário! Irei utilizá-lo como apoio na escola EBD.

  3. hum que Deus o pai de todasas nações possa de dar mais sabedoria
    hum…………..

  4. que pena que alguns pensam que é preciso não guardar os mandamentos mais ;;;;será que que se so amassemos ao nosso próximo pagaríamos nossa divida com ele se for assim tudo bem então não precisamos observar os mandamentos pois o nosso amor cobre qualquer coisa….caso contrario este amor não paga um emprestimo que fizemos com nosso amigo então nos temos um ponto pendente com este amigo assim é a lei de Deus não temos como viver só por saber que ela existe e não a seguir pois ela aponta o meus e o seus pecados ( vc sabe porque vira fogo do céu para destruir o pecado e satanas com seus anjos ) pense nisso

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 5,006 comentários no Estudos Bíblicos.

Da Internet e em Inglês para Praticar