Home » Capa, Liderança

O trabalho e a preguiça

Avatar de Everson Barbosa Publicado por Everson Barbosa em 22 de junho de 2011
Tags: , , , , , ,

Estudos Bíblicos em seu email

Receba Estudos Bíblicos em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

O trabalho e a preguiça

Assim sobrevirá a tua pobreza com um ladrão, e a tua necessidade como um homem armado. PV. 24:34.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Estamos impressionados com a quantidade de e-mails que recebemos de pessoas contando seus problemas financeiros, em busca de uma solução, e se possível, imediata, para suas dívidas. Temos respondido, orado e enviado algumas sugestões sobre como equacionar os orçamentos de forma equilibrada. Menos de 5% voltam a dar retorno sobre os conselhos recebidos, se foram eficazes ou não, pensamos que muitos ao serem aconselhados a anotar suas despesas e evitar assumir novas dívidas, ficam desanimados. Certamente esperam uma solução que não precisem mudar em nada seus procedimentos, e foram estes mesmos procedimentos que os colocaram na falência.

Ao abrirmos o jornal no primeiro dia deste ano deparamos com esta frase de Camões: Se praticares os mesmos erros do ano passado obterás os mesmos frutos, ou seja, se não houver uma mudança na prática nas finanças, continuarão endividados. Queremos enfocar neste artigo o aspecto do trabalho e suas influências em nosso desequilíbrio financeiro.

Temos em nossas palestras declarado que muitas de nossas dificuldades orçamentárias são devidas a gastos supérfluos, e, quase nunca por necessidades básicas. Um fator que contribui para a pobreza é a forma que trabalhamos, se há diligência no trabalho colheremos bons frutos, porém, se há preguiça ou falta de empenho nas funções, com certeza, a escassez baterá firmemente em nossa porta. Prestem atenção neste texto da santa palavra de Deus: Ó preguiçoso, até quando ficarás deitado? Quando te levantarás do teu sono? Um pouco de sono, um pouco de cochilos, um pouco encruzando as mãos, para estar deitado, assim sobrevirá a tua pobreza como um ladrão, e a tua necessidade como um homem armado. Que situação de folga, que vida boa, só descanso e mordomia, porém, a pobreza está observando tudo e virá como um ladrão sem ninguém esperar e a falta de sustento será grande, e os problemas financeiros serão imensos.

Um detalhe que é ignorado pelo preguiçoso é que sempre ele se acha esforçado e merecedor de prosperidade, se ilude, fazendo de conta que é um primor de empregado, porém, a realidade é que uma plantação gera colheita, se plantamos desanimo colhemos escassez. Sempre são irados contra os chefes: Como vinagre para os dentes, como fumo para os olhos, assim é o preguiçoso para aqueles que o mandam. Há sempre desconforto com os chefes e muitas vezes não é declarado, mas é realidade nos comentários à distancia geralmente se denominando injustiçado e perseguido. Como prosperar tendo posturas que sempre chocam com as metas designadas pela empresa?

Outro fator preponderante de quem age preguiçosamente é sempre levar em conta os direitos e relegar os deveres. Paulo bateu forte neste tipo de espertalhão ordenando o seguinte aos tessalonicenses em II Tes 3:10-12: Porque, quando ainda estávamos convosco, isto vos mandamos: se alguém não quer trabalhar, também não coma. Porquanto ouvimos que alguns entre vós andam desordenadamente, não trabalhando; antes, intrometendo-se na vida alheia; a esses tais, porém, ordenamos e exortamos por nosso Senhor Jesus Cristo que, trabalhando sossegadamente comam do seu próprio pão. Que dura hein! Além de não trabalhar se metia na vida dos outros e queria comer nas custas dos irmãos. Na nossa igreja sempre aparece algum agindo assim, querendo levar vantagem sobre a irmandade.

Em um recente artigo Charles R. Swindoll escreveu isto sobre o trabalho do cristão como forma de testemunho: Mostre-me um crente irritante e preguiçoso em seu serviço e eu lhe mostrarei um escritório, loja ou consumidor que não está interessado em sua mensagem. Quer você goste disso ou não, o mundo nos examina minuciosamente, como gaivota observa o peixe nas águas transparentes. O crente está sob constante vigilância no trabalho. Esse é o nosso maior risco em nossos serviços. E quando falamos de nosso Salvador e da vida que Ele oferece, tudo o que dizemos é filtrado pelo que os outros observam em nós. Em nossa igreja temos um conhecido contador e responsável pela cadeira de contábeis de uma de nossas universidades que afirmou categoricamente sua posição de não contratar crentes, pois, sabem de cor seus direitos e ignoram totalmente os seus deveres.

Como querer ser abençoado financeiramente usando de enganação e emperrando o progresso da empresa pela qual trabalha, e certamente Deus em seu amor concedeu que as portas do emprego fossem abertas para você? Somos exortados a sermos fiéis aos nossos patrões como ao Senhor, observe este texto de Efésios 6:5 a 8 : – Vós, servos, obedecei a vosso senhor segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo, não servindo à vista, como para agradar os homens, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus; servindo de boa vontade como ao Senhor e não como aos homens, sabendo que cada um receberá do Senhor todo do bem que fizer, seja servo, seja livre. Podemos pensar em servo como o empregado e o senhor como o patrão. A palavra de Deus nos exorta a trabalhar de coração, ou seja, trabalhar com dedicação, com alegria, fazendo tudo como se fosse para o Senhor e não para o patrão, fazendo o melhor que podemos. Pergunto: como anda sua disposição de trabalhar para o Senhor? Conhecemos um jovem que precisava de emprego e oramos por ele. No dia que o Pai permitiu que ele entrasse em um bom serviço, veio orar em agradecimento pela benção. Chamei-o e lhe disse que Deus tinha permitido que entrasse naquele serviço para ser luz. Passados algum tempo ele abandonou a namorada e engravidou uma companheira do trabalho, e há muito tempo não temos notícias dele.

O desequilíbrio financeiro tem várias razões, porém, analise se a sua postura no seu trabalho tem ajudado no entrave de sua vida financeira. Caso a resposta seja sim, entre pela porta da misericórdia reconhecendo sua incapacidade e seja liberto em Cristo.

Graça a todos.

Débora Del Vecchio
Primeira Igreja Batista em Londrina – Arapongas/Paraná

Fonte: Estudos Bíblicos

"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Gospel+ e demais colaboradores."


PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

2 comentaram, comente você também!

  1. em tudo isto aprendemos mas gostaria de acresentar que tambem a palavra nos ensina sobre a prosperidade salmos c 1.v 2 nos diz davi servo do senhor salmo c.128.1 paulo apostolo do senhor nos ensina a lei da liberalidade 2cor 9 v 6.7.8 que DEUS vos abençoe amen

  2. maravilhoso despertar para igreja do Senhor.outro dia evangelizava um empresario,e eu disse para aquele empreario.uma coisa te falta aceitar Jesus.e ele me respondeu,não para ser como este crente aqui da frente da minha loja ,que dorme ater meio dia,a casa estar para cair e ele ainda tem coragem de dizer que Jesus estar colocando ele na prova.desperta igreja do Senhor.Deus prova para ser aprovado

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 4,983 comentários no Estudos Bíblicos.