Home » Estudos por VC,

O Poder do Perdão.

Estudos Bíblicos em seu email

Receba Estudos Bíblicos em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

O Poder do Perdão.

Muitas vezes é doloroso. Algumas vezes machuca. Em diversas ocasiões, mata. Mata o corpo, a alma, o espírito. Gera mágoa, ressentimentos, feridas na alma que refletem no corpo. Enfermidades. Destruição de relacionamentos. Suicídios. Desprezo. Rejeição. Dentre muitos outros sintomas terríveis que assolam a humanidade, assim como a miséria, a pobreza, a desnutrição.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Estamos refletindo sobre a falta de perdão.

Algumas coisas tornam-se muito importantes para nós quando percebemos suas ausências. A cratera que deixa marcas expõe as fraturas de nossas vidas. Verificamos, assim, a ausência de perdão pelos seus sintomas principais, que têm corroído as pessoas como um câncer por todas as nações da Terra. O perdão não apenas representa libertação como também cura e autoridade.

Perdão é tão sério que se não perdoarmos nossos irmãos, nosso Pai que está nos céus também não concederá o perdão Dele a nós. Isso é irrevogável e bíblico. Nem mesmo podemos ofertar nossas finanças, vidas ou corações ao Pai, se estivermos com mágoas em nossos corações de uma ou várias ofensas de outra pessoa. A oferta de um coração magoado e corrompido não é recebida por Deus. É rejeitada. A falta de perdão gera uma ferida purulenta, fétida e podre em nossas almas. Pessoas carregam durante anos essa ferida. Mas Deus, por Sua maravilhosa misericórdia, permite que tais pessoas recebam Dele refrigério e consolo. Entretanto, o Senhor não poderá limpar e curar tais feridas se a pessoa não se dirigir à Ele em oração, buscando a cura.

(Mateus 5:23-26) – Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta. Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão. Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último ceitil.

(Marcos 11:24-26) – Por isso vos digo que todas as coisas que pedirdes, orando, crede receber, e tê-las-eis. E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas. Mas, se vós não perdoardes, também vosso Pai, que está nos céus, vos não perdoará as vossas ofensas.

(Mateus 18:21,22) – Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete.

(João 20:22,23) – E, havendo dito isto, assoprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo. Àqueles a quem perdoardes os pecados lhes são perdoados; e àqueles a quem os retiverdes lhes são retidos.

Nos versículos acima observamos que o perdão é um princípio e uma regra de fé que o todo o cristão que possui um mínimo de temor do Senhor Jesus Cristo deve praticar todos os dias de sua breve vida. Perdoar setenta vezes sete implica infinitas vezes, sem questionamentos. Perdoar até sete vezes faz com que você vá eliminando as atitudes que estão sendo perdoadas. Porém, se o Senhor fosse agir assim conosco, estaríamos perdidos, e com certeza não haveria raça humana sobre a face da Terra. Por um acaso você já contou quantas vezes pecou contra Deus até esse momento, e quantas vezes solicitou o perdão do Pai? O grande desejo do coração de Deus é que nós tenhamos um relacionamento de perdão com as pessoas assim como Ele age conosco, perdoando indefinidamente, a todo o instante, todos os dias.

Uma outra observação importante e fundamental é a de que quando nós estamos cheios do Espírito Santo e perdoamos as ofensas de nossos irmãos, eles, achegando-se ao Senhor para pedir perdão por seus pecados, são perdoados pelo Pai por nós termos perdoado os pecados deles primeiro! Isso é muito sério! É o que Jesus está dizendo em João 20:22-23. Ou seja, caso seu irmão tenha uma ofensa contra ti, e você não o perdoar primeiro, o Senhor rejeitará o pedido de perdão de seu irmão. Resumindo, o sangue dele está em suas mãos! Olha o peso da responsabilidade em se perdoar!

Mas, você também nunca entenderá o que é o perdão, poderá recebê-lo do Senhor ou liberá-lo para uma pessoa se você não perdoar a si mesmo em primeiro lugar. Muitas vezes, esse é o perdão mais difícil de se praticar. Entender que somos falhos e limitados é pré-requisito para poder se perdoar. Em certos casos, a falta de perdão de si mesmo é conseqüência de orgulho e egoísmo. Você possui as mesmas limitações que todos os outros seres humanos. Uns são médicos, outros advogados, outros garis. Mas todos são perfeitamente idênticos diante do Pai, que não faz acepção de pessoas. Todos são pecadores e estão destituídos de Sua glória (Romanos 3:23). Portanto, libere o perdão para si próprio e deixe Deus curar as suas feridas. Chegou o tempo de parar de se auto-proteger. Deus quer cuidar de você. Simplesmente permita isso.

Muitos pensam que para perdoar é preciso se sentir bem, ou já haver esquecido a ofensa, após certo tempo. Mentira de Satanás!

(Jeremias 17:9) – Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?

Nosso coração é enganoso. Perdoar não é um sentimento, mas uma atitude diante do Senhor. Você pode estar se sentindo a pessoa mais humilhada e ridicularizada do mundo. Não importa. Ainda que a dor no seu coração seja terrível e lancinante, ore ao Senhor liberando o perdão para a pessoa que o ofendeu. Se não por atitude, pelo menos por obediência a Palavra de Deus, por respeito e temor ao Senhor! Em nome de Jesus, perdoa! Não perca mais tempo cultivando essa ferida purulenta. Libere essa pessoa diante do Pai no mundo espiritual. Então o Senhor virá com o refrigério sobre sua vida e possibilitará uma reconciliação.

Tudo é uma questão fé. A fé constitui-se numa atitude diante do Senhor em crer nas impossibilidades e na esperança de algo que não vemos. Fé implica crer para ver, pois Deus traz à existência as coisas que não existem. Fé implica crer no melhor, ainda que tudo esteja arruinado e destruído. Fé é enxergar de olhos fechados os nossos sonhos e sonhar ainda mais alto. Dar um passo à frente, ainda que as circunstâncias digam para retroceder. Perdoar é ter fé. Pois, sem fé, é impossível agradar a Deus (Hebreus 11:6). Portanto, poderíamos interpretar esse versículo como: “Sem perdoar, é impossível agradar a Deus.”

Logo, se você tem alguma mágoa no seu coração, ore nesse instante ao Senhor liberando o perdão para a pessoa que o ofendeu. Permita que o Senhor limpe essa ferida que há em seu interior, ainda que o ofensor não queira o seu perdão. Lembre-se, é uma atitude, uma escolha. E, se você ofendeu alguém por algum motivo, saia desse computador agora e peça perdão para a pessoa e depois ao Pai, afim de que seus pecados sejam perdoados por Ele, em nome de Jesus Cristo. Escolha ser um construtor de relacionamento sólidos, maduros e eficazes, pois o cimento principal dessa construção, que liga os tijolos uns nos outros, chama-se perdão.

Acima de tudo: se amamos, Deus nos amou primeiro e nos perdoou primeiro, estando nós ainda em nossas transgressões e maldades. Pois:

(João 3:16) – Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

Nunca se esqueça disso.

Deus abençoe a todos, em nome de Jesus Cristo. Amém!

"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Gospel+ e demais colaboradores."


PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

1 já comentou, comente você também

  1. Acho que essa é a pior luta que temos, constantemente o inimigo martela na mento toda situação sofrida, ainda mais se foi uma pessoa querida, só o ESPÍRITO SANTO, nos dá condição de subjulgarmos nossa carne e conseguir exercer essa prova de amor a DEUS, porque nas cartas de Joao isso fica bem claro quando perdoamos uns aos outros.Dependendo do ocorrido não significa que tenhamos que arrasatar conosco aqueles que constantemente nos ofendem, mas espiritualmente temos que interceder para que ele se de conta do erro e se arrependa, com o fez Jó ao orar por aqueles que o perseguiam.Que DEUS nos ajude a buscar com zelo os melhores dons, e o melhor é o amor.

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 5,002 comentários no Estudos Bíblicos.