O fim da esterilidade e o nascimento de uma promessa.

1
57

Houve um homem de Ramataim-Zofim, da montanha de Efraim, cujo nome era Elcana, filho de Jeroão, filho de Eliú, filho de Toú, filho de Zufe, efrateu. E este tinha duas mulheres: o nome de uma era Ana, e o da outra Penina. E Penina tinha filhos, porém Ana não os tinha. I Samuel 1 : 1 e 2

Existiu uma mulher que foi o símbolo de esterilidade, mas também foi um referencial de milagres.
A esterilidade é inimiga do crescimento, pois impede o nascimento de uma promessa ou de uma vida melhor.
Você pode imaginar o que significava ser estéril numa época totalmente machista, onde a figura da mulher não era muito valorizada?

Vamos conhecer alguns motivos que poderiam fazer com que Ana desistisse, entretanto, ela continuou crendo:
1. Ana estava inserida numa cultura onde a mulher não tinha muito valor.
2. Uma mulher tinha algumas funções e dentre elas a principal era gerar filhos. Por isso, devido ao fato de ser estéril, Ana simplesmente era considerada amaldiçoada.
3. Não era a única esposa de seu marido.
4. Além de não ser a única esposa, sua concorrente era fértil.

Ana estava numa situação na qual tinha todos os motivos para ter uma vida cheia de amargura e rancor.
Porém, Ana era estéril no corpo, mas não no espírito, ela mantinha uma vida espiritual com Deus que criava caminhos para o milagre.
Como ela se recusava e ter sentimentos de morte em seu coração, mantinha-se viva e quanto mais ela trocava o ódio e a magoa pela busca de Deus, mais vida era gerada dentro dela.
Todas as vezes que buscamos a Deus trazemos milagres para nossa vida. A maior prova de que Ana investia no espiritual era que, toda vez que seu marido subia para sacrificar ao Senhor, Ana se colocava aos pés de Deus, ela se recusava a ter uma vida de reclamação e murmuração, não se queixava com seu marido ou com visinhos sobre seus problemas, ela depositava toda sua confiança e esperança em Deus.
Então pare de reclamar com visinhos, com o seu marido!
Ana era tão abençoada que seu marido, toda vez que ia à casa do senhor entregava uma oferta dobrada por ela, demonstrando seu amor e liberando no mundo espiritual um caminho para o milagre. A OFERTA LIBERA MILAGRES. (I Samuel 1: 8 a 20)
A vida de Ana abriu espaço para o milagre porque depositava sua confiança em Deus, e Deus simplesmente não resiste a alguém apaixonado por ele. A persistência de Ana trouxe a resposta para sua oração.
Deus respondeu a oração de Ana porque viu nela um coração totalmente dependente dele. Talvez sua vida esteja assim, mas Deus vem ao seu socorro trazendo libertação e provisão para você vencer.

Tipos de unção que transformam a vida do aliançado:

• Unção de Transparência
Uma vida de transparência traz a cobertura. Alguém que vive em transparência está pronto para o tratamento.
• Unção de Cobertura
Quando somos cobertos por Deus vivendo em obediência a ele, Deus nos protege de todo mal.
• Unaão de Proteção
Quando somos dependentes dele nada ira nos tocar, pois Deus é nossa proteção.
• Unção de Prosperidade

A prosperidade vem quando nossa única fonte de socorro é o Senhor, e o Senhor libera a provisão necessária para todos os dias.
Ana também aprendeu o valor da gratidão, pois quando seu filho nasceu ela honrou o voto que havia feito, de que se tivesse um filho o entregaria a Deus. (I Samuel 1 : 24)
Deus respondeu a oração de Ana tornando seu útero tão fecundo, que continuou a gerar filhos depois de Samuel.
Assim como Deus trocou o choro de Ana por canções de alegria, ele também vai fazer você cantar quando a sua promessa se cumprir.
Deus nos abençoe.
André Santana (Ministério Filhos Benditos)

1 COMENTÁRIO

  1. esse são dias em que eu estou aprendendo muito sobre gerar filhos e Ana é um exemplo nato disso, ela queria ter filho, MAS ela se sujeitou a vontade de DEUS, tinha uma vida de ofertas e sacrifícios a Deus, e Deus á honrou, trazendo-lhe uma benção, UM FILHO.

DEIXE UMA RESPOSTA