Home » Vida Cristã

Encontrando-se nos hiatos

Profile photo of Silas Klein Por Silas Klein em 4 de fevereiro de 2010

Estudos Bíblicos em seu email

Receba Estudos Bíblicos em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Existem dias em que parecemos anestesiados. Nesses dias não sentimos nada, parece que não vivemos nossas próprias vidas, parece que estamos em outra dimensão, apenas observando aquele “eu” realizar suas tarefas cotidianas, como se não fossemos parte dele. Estamos em um hiato, numa lacuna.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Nós não prevemos esses hiatos e, geralmente, não os percebemos se aproximando. Quando nos damos conta já não mais vivemos, apenas respiramos e comemos. Não sabemos mais quem somos, quais são nossos propósitos e não sabemos onde esquecemos o “eu”, se no trabalho, na escola ou se simplesmente o perdemos e já não sabemos sequer onde o procurar.

Você, assim como eu, deve ter esses momentos em que de repente percebe que não está existindo. E é curioso como perceber isso nos assusta e nos cria ansiedade. Temos medo de perder mais dias e de não conseguirmos voltar à nós mesmos. Temos medo de não sermos mais “eu” e sim um outro qualquer desconhecido, que vive em terceira pessoa.

E lendo a Bíblia essa semana pude reparar em algo que nunca antes havia notado. Percebi que Deus considera esses hiatos.

De noite, no meu leito, busquei o amado de minha alma, busquei-o e não o achei. Ct 3.1

Imagine-se recém-casado com a pessoa amada e não a encontrar em uma noite qualquer. Aqui não gostaria de destacar o gênero, mas a fragilidade que essa situação causaria. Pense na dor, na angústia, no desespero de não encontrarmos mais aquele(a) que amamos. Certamente ficaríamos perdidos, desesperados, confusos, seria uma dolorosa lacuna nesse relacionamento.

E esse hiato na vida dessa noiva de Cantares é curiosamente parecido com os nossos. A noiva, no momento em que está sem o noivo, perde sua identidade. Não conseguimos saber, somente por esse versículo que ela é uma noiva, pois não está com um noivo. Ela já não é bela e formosa, como o noivo a descreve, pois não é observada. Ela já não é amada, pois o objeto de amor se foi. Ela não é ninguém nesse versículo, apenas alguém em um intervalo. Alguém indefinido, com emoções indefinidas e sem uma direção.

E, como nós, a noiva de Cantares se desespera. Ela diz, nos versículos seguintes, que levanta-se à noite em busca do amado, sem o encontrar. Diz que procura aos guardas da cidade e somente quando os deixa encontra-o e dali em diante, não mais o deixa escapar, levando-o para a casa que é dela e de sua família.

Da mesma forma, nós, quando nos perdemos podemos procurar pela cidade toda, pelo mundo e pelas diversões que este tem. Podemos perguntar à outros o que fizeram para se reencontrarem, o que fizeram para que cessasse este hiato e encontrassem o propósito, a razão de suas vidas. Mas a verdade é que somente encontraremos esse “eu real” quando pararmos de perguntar e começarmos a procurá-lo nós mesmos.

Como em busca de uma cidade secreta, que tantos filmes narram, eu não posso te apontar um caminho, pois não depende somente da rota achá-lo. Não são simpatias ou táticas de peregrinação que farão você a encontrar. Você não precisa de uma bússola para encontrá-la, mas de um coração.

E encontrar-se é, assim como com a noiva, encontrar quem nos defina, que nos mostre quem somos ou o quanto somos. Alguém que nos diga a beleza que há em nós, para que sejamos belos e alguém que nos ame para que sejamos caracterizados por esse amor. Precisamos ser alguém e de alguém que nos faça o ser. Quando encontrarmos esse alguém já não mais seremos outro, porque esse alguém dirá quem somos nós e nos reconheceremos e trilharemos novamente o caminho da felicidade.

Em meu hiato eu busco a Jesus. O busco porque ele me define como alguém amado, porque sua vida deu por esse amor. O busco porque Ele vê beleza em mim, ainda que na escuridão da vida eu não encontre mais beleza. O busco porque Ele sendo Deus, me faz lembrar-me que sou homem e dependo de sua misericórdia para estar com o Senhor, o que Ele me dá de graça, pela Graça.

Mas esse encontro não se dá pela minha experiência, não se dá pelas minhas palavras ou textos, se dá pela sua intimidade com Ele, por tê-Lo em seu coração habitando.

Em seu hiato, procure Aquele que o faz ser e não só existir, busque intimamente a Jesus e você será.

"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Gospel+ e demais colaboradores."

PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 5,002 comentários no Estudos Bíblicos.

Da Internet e em Inglês para Praticar